Android 4.1 Jelly Bean: A sensação de estar sempre atrasado

Há muitos anos eu uso vários sistemas operacionais móveis aos mesmo tempo e não tenho o menor problema em trocar de plataforma para ver se a grama do vizinho é mais verde, sendo que já usei Symbian, MeeGo, iOS, Android e Windows Phone e consigo destacar muitos pontos positivos de cada um deles tranquilamente e sem nenhum comportamento mais radical.

Após uma temporada com o iOS eu comecei a usar o Android no Galaxy Note em conjunto com o Windows Phone do Lumia 800, e apesar do fato de gostar muito do sistema da Google, na minha opinião as atualizações ainda são um ponto fraco e que certamente deve gerar um grande descontentamento aos usuários mais avançados, mas sem tempo para gastar com ROMs alternativas.

Nesta semana a Google liberou para os usuários americanos a atualização do Android 4.1 Jelly Bean para os dispositivos Galaxy Nexus (HSPA+), que promete fazer tudo ficar mais rápido, fluido e suave nos aparelhos, com notificações expansíveis e acionáveis, widgets mágicos e o teclado mais inteligente e preciso”, de acordo com a empresa em seu perfil no Google+.

Eu acabei de receber a minha atualização para a versão 4.0.3 do Android há poucos dias e já estou com uma versão antiga, o que dá uma sensação de estar sempre atrasado, utilizando um sistema mais antigo. É claro que isso não deveria incomodar, mas o fato é que temos sempre vontade de experimentar as melhorias do sistema e suas novidades, sem contar que com o tempo alguns aplicativos e funcionalidades exclusivas serão lançadas para o Android 4.1, o que muitas vezes acaba gerando um desconforto ainda maior para quem gosta de usar sempre o que existe de mais recente nos smartphones.

A solução para resolver este problema é a compra de um smartphone da série Nexus, que resolve o problema dos updates e ainda normalmente possui uma vida útil no que diz respeito as atualizações superior aos seus concorrentes. Estes aparelhos podem não ser perfeitos e muitas vezes ficam devendo algumas características encontradas facilmente em outros smartphones como telas com Gorilla Glass ou um slot para cartões de memória, mas no final das contas, para quem gosta de se manter sempre atualizado este é o melhor caminho.

28 Comments

  1. Sergio 11/07/2012
  2. Marcelo 11/07/2012
    • rtoledo 16/07/2012
  3. Carlos Carvalho 11/07/2012
  4. Luis Felipe 11/07/2012
    • rtoledo 16/07/2012
  5. Marcelo Hirota 11/07/2012
  6. Mark 11/07/2012
  7. Alessandre 11/07/2012
    • Valerio 11/07/2012
    • Scheldon 11/07/2012
      • Valerio 11/07/2012
  8. Guilherme A. 11/07/2012
  9. Tomamais 11/07/2012
  10. Tulio 11/07/2012
    • rtoledo 16/07/2012
  11. Rodrigo 11/07/2012
    • rtoledo 16/07/2012
  12. Márcio Teixeira 12/07/2012
    • rtoledo 16/07/2012
  13. Yuri 12/07/2012
    • rtoledo 16/07/2012
  14. cilio 13/07/2012
    • rtoledo 16/07/2012
  15. Rodrigo 13/07/2012
  16. cilio 13/07/2012
    • rtoledo 16/07/2012

Leave a Reply