A experiência de troca do iPhone pelo Android

No início deste ano após uma boa temporada com o iPhone 4 eu resolvi voltar a usar um smartphone com o sistema operacional Android com o objetivo de acompanhar a evolução da plataforma, além de comprovar a minha teoria de que podemos usar qualquer aparelho mais avançado sem nenhuma perda significativa de funções ou produtividade.

O aparelho escolhido foi o gigante Galaxy Note, que inicialmente causou um impacto negativo e positivo com sua super tela, que ao mesmo tempo que agradava os olhos e deixava tudo mais bonito, incomodava um pouco com seu grande tamanho para falar e também para deixar no bolso da calça. O tamanho também chegava a ser um problema para atender as ligações na rua, bem como em praças de alimentação, onde não sobra espaço na mesa e o aparelho incomodava um pouco na calça jeans.

Deixando a questão do tamanho de lado, notei que encontrei praticamente todos os aplicativos que utilizava com maior frequência no iPhone sem nenhum grande problema, sendo que somente o Instagram que acabou demorando um pouco mais para chegar ao Android, sendo que também estavam disponíveis muitos games com ótimos gráficos, que muitas vezes eram lançados também para o iOS e aproximavam ainda mais os dois sistemas.

Do lado do Android eu encontrei algumas vantagens interessantes como as incontáveis formas de personalização de suas telas principais e a navegação entre os aplicativos, além de muitos Widgets que deixavam o acesso a informação mais simples e rápido. De uma forma geral o processador dual core deixava o sistema veloz, mas em alguns poucos momentos eu precisava reiniciar o sistema por conta de uma queda de performance ou aquecimento do aparelho sem motivo aparente, nada que atrapalhasse o uso, mas vale o comentário.

O iPhone era um pouco mais estável e ganhava com boa vantagem nos aplicativos desenvolvidos para música, mas como uma minoria de usuários gosta deste tipo de aplicativo, a vantagem acaba ficando um pouco limitada. O aparelho ficava bem no bolso, mas o tamanho da tela era muito pequena, ainda mais quando comparamos com os concorrentes, e a parte traseira em vidro tornava o uso de algum tipo de case obrigatório.

Gostei muito de utilizar o iPhone, mas o fato do sistema contar com a mesma interface desde o seu lançamento me incomodou um pouco, sendo que em algumas ocasiões eu cheguei até a sentir uma certa limitação até para escrever novidades aqui no blog, mas também vale lembrar que de certo modo isso também vem acontecendo com o Android, que nos últimos tempos entrou em uma guerra sem fim por processadores e especificações técnicas que deixam sempre seus consumidores com uma sensação de estar com um aparelho ultrapassado.

Outro ponto que vale a pena mencionar é a facilidade de atualização do iOS do iPhone, que de uma forma geral e salvo as limitações de hardware, normalmente é liberada para toda a base de usuários de uma vez só, sem problemas com região ou operadoras, o que é excelente. No Android eu enfrentei alguns problemas e precisei trabalhar um pouco mais para atualizar o meu aparelho mais cedo, mas isso não chegou a ser um grande problema, mas sim o fato de que aparentemente não é possível fazer mais do que duas atualizações mais significativas antes de perder a possibilidade de instalar novidades pela via oficial.

Para finalizar eu posso dizer após uma temporada de uso real e não somente testes, que tanto o iPhone quanto o Android me atenderam muito bem e mesmo com algumas limitações impostas pelo sistema ou hardware de cada aparelho não encontrei nenhuma vantagem matadora que pudesse justificar a compra de um modelo específico. Como sempre costumo dizer, a escolha do smartphone ideal deve ser feita com base no gosto e necessidades específicas de cada um!

12 Comments

  1. Reinaldo 28/07/2012
  2. Anderson 28/07/2012
  3. luiz santos 28/07/2012
  4. ruberlan 28/07/2012
  5. Gnehcsizpe 28/07/2012
  6. Igor 28/07/2012
  7. Ricardo 28/07/2012
  8. Marcio Teixeira 29/07/2012
  9. Leonardo 29/07/2012
  10. Doom Fidel 29/07/2012
    • rtoledo 30/07/2012

Leave a Reply