Categoria: Home Office

Suportes para Notebook

supclo17001.jpegsuplogitech_laptop.jpgsupcasa.jpg

Com a popularização dos Notebooks, que em muitos casos acabou substituindo o desktop, principalmente pela grande vantagem da portabilidade destes fantásticos equipamentos, que hoje tem performances equivalentes aos seus irmãos mais velhos de mesa.

Ocorre que a posição para a utilização do Notebook não é a mais ergonomicamente correta, o que fez com que surgissem várias soluções em formatos de pequenos suportes para melhorar a altura da tela e a posição do usuário durante o uso. Além de melhorar a posição de utilização, estes suportes ajudam a dissipar o calor do Notebook.

Para quem utiliza em trânsito é bom escolher um modelo compacto e leve como o Suporte para notebook Clone SN01 17001 (este que eu uso), pois apesar de ser feito de plástico, o que não dá uma impressão de qualidade, é muito resistente e já está me acompanhando a mais de um ano sem nenhum problema.

Existem também opções mais caras e sofisticadas neste link, que são muito bacanas para utilizar em casa com um teclado e mouse de desktop ligados ao Notebook como estas deste link, e também opções caseiras, que podem ser muito interessantes, pois podem custar muito pouco com um resultado prático idêntico aos suportes mais caros existentes no mercado.

Ainda acho que a melhor opção é usar a criatividade e fazer o próprio suporte personalizado em casa!

Trabalhando em Casa – Parte II

gw400h300.jpgO telefone é um ponto fundamental para  o sucesso do seu trabalho no home office. No meu caso, por exemplo, tenho duas linhas em casa, cada aparelho tem uma cor (branco – linha residencial e preto – comercial, no home office) para que a minha empregada não se confunda. Ela foi orientada para não atender o preto e esse esquema funciona bem. É muito desagradável quando você liga para um telefone comercial e atende alguém de uma maneira que você percebe que é a residência da pessoa.

São esses pequenos detalhes que fazem toda a diferença e transmitem uma imagem mais profissional para o seu cliente! Algumas pessoas, apesar de todos os cuidados que discutimos, não se adaptam ao trabalho em casa. Esta adaptação depende de dois aspectos: da personalidade do profissional e do momento de vida e carreira pelo qual ele está passando. Há pessoas que tem necessidade constante de estar em contato com outras e se ressentem muito de ficar isoladas. Outras, ao contrário, consideram um conforto se refugiar em um escritório em que podem controlar boa parte das variáveis.

Acredito que organização, disciplina para fazer uma boa gestão do tempo, independência e determinação para perseguir suas metas são características fundamentais para alguém que pretende trabalhar em casa. Além disso, o momento pelo qual o profissional passa é essencial: seus interesses precisam estar voltados para uma grande mudança em todo o seu esquema de trabalho. Assim, é comum o home office ser um dos elementos de uma transição de carreira mais ampla. Cada vez mais freqüente, no entanto, é a situação de funcionários que são submetidos a esta mudança a partir de uma determinação da empresa, neste caso a organização se responsabiliza pela instalação de micro e telefone na casa do seu colaborador e algumas chegam a oferecer treinamento para o funcionário se inserir nesta nova condição, o que é bastante recomendável.

De qualquer forma, observamos a tendência mundial de crescimento vertiginoso dos home offices. As micro e pequenas empresas, que cresceram cerca de 500% em uma década no Brasil podem se valer desta estratégia com sucesso. 

Adriana Saba – Consultora http://www.oficinadamudanca.com.br/

Para ler mais textos da Consultora Adriana Saba, clique em Carreira na lista de assuntos do blog que fica no lado direito desta página.

Trabalhando em casa… Algumas observações importantes pra essa mudança dar certo

casa.jpgAh, trabalhar em casa é maravilhoso… Mas, pensando bem, algumas condições precisam ser respeitadas, senão, esta ilusão do trabalho tranqüilo, sem stress, cada vez mais comum no homem contemporâneo, cai por terra.

Em primeiro lugar, você precisa ter definido um espaço – está certo, sua casa não é nenhum palacete, mas delimitar território é importante, porque senão você corre o risco da sua vida ficar uma bagunça, uma completa mistura entre vida pessoal e profissional. Se você tem um cômodo só pra isso, fantástico! Se não, deve ficar claro para os moradores da casa que a mesa de trabalho, a estante e outros objetos fazem parte do seu trabalho – assim, não devem mexer, principalmente se você tiver crianças em casa.

O horário é outra questão importante. Grande parte das pessoas que começa a trabalhar em casa relata que passou a trabalhar mais, muito mais do que imaginava. Cuidado: é fundamental colocar limites de horário, se não você vai se tornar um workaholic enfurnado dentro de casa. Estabeleça uma rotina: acorde, faça seus exercícios, tome seu café, banho e coloque uma roupa pra “ir trabalhar”.

Muitos profissionais que trabalham em casa acabam sentindo falta do contato com outras pessoas, então estabeleça dias para manter sua rede de contatos: neste dia procure marcar almoços, happy hour, enfim o que você preferir.  A participação em alguma entidade também é bem-vinda, o trabalhador em home-office precisa garantir que a sua aprendizagem e troca de informações com o mercado acontecerá e não só pela Internet. 

Por fim, trabalhar em casa pressupõe que dois elementos estejam em harmonia: você e as outras pessoas que moram na sua casa – ambos tem que se adaptar. É uma transformação da rotina que atinge a todos, então antes de tomar esta decisão, consulte-os. Se você está louco para mudar de vida, cuidado! Não se deixe levar pelo emocional, decida analisando os fatos e condições concretas desta grande mudança.

Adriana Saba – Consultora

http://www.oficinadamudanca.com.br/

Para ler mais textos da Consultora Adriana Saba, clique em Carreira na lista de assuntos do blog que fica no lado direito desta página.