Aplicativo Frontback para Android

frontback-android-630x260

O app Frontback chegou na Google Play e está disponível para todos os smartphones Android, sendo mais uma forma de mostrar aos seus amigos o que você está fazendo, mas agora com duas imagens na mesma tela.

“Tire uma foto com a câmera frontal e outra com a câmara traseira e compartilhe ambas numa só imagem. Demora um segundo, é divertido e é gratuito”, diz os autores do programa.

Veja os principais recursos do app:

- Captar um momento através das câmeras frontal e traseira.
- Gestos avançados para mudar entre as câmeras frontal e traseira.
- Escrever pequenas legendas incluindo @amigos e #hashtags.
- Adicionar a localização como um restaurante, museu ou bar.
- Compartilhar instantaneamente por email, SMS, Facebook, Twitter e outros.
- Encontre e siga seus amigos.

Não sei se vale a pena adicionar mais uma rede social ao celular mas vou testar para ao menos ver se tem potencial. ;-)

Via Google Discovery.

Será que a internet exige telas verticais?

Hoje eu encontrei um interessante artigo no Mashable falando sobre a utilização de monitores widescreen no modo vertical, onde o autor comenta que a Internet em algum momento começou a crescer verticalmente, sendo que resolvi dar um pouco de atenção para esta questão e acabei chegando a algumas conclusões.

A maior parte dos sites que visito deixam grandes espaços em branco nas laterais ou no próprio espaço destinado ao trabalho e acabo passando muito tempo percorrendo notícias no modo vertical com a barra de rolagem trabalhando muito mais do que deveria. Com excessão das planilhas de Excel, onde é interessante ter um espaço extra na largura para a visualização de todas as colunas e nos vídeos em tela cheia, acredito que o monitor na horizontal pode fazer muito mais sentido em boa parte do tempo.

Um bom exemplo pode ser encontrado nas imagens abaixo, onde podemos conferir o site do New York Times na posição horizontal e vertical. Será que a internet exige telas verticais? Ainda não sei se vou conseguir acostumar com a mudança mas acredito que vale a pena experimentar!

nyt-wide Screen-Shot-2014-03-13-at-12.41.06-PM

Vídeo: Quanto muda a vida de uma criança durante a guerra?

O Save te Children em parceria com a Don’t Panic de Londres procura conscientizar o público com relação ao sofrimento das crianças em um país durante a guerra. Esta realidade está distante dos brasileiros, mas infelizmente pode ser encontrada em muitos países do mundo. Vale a pena assistir.

Via UoD.

Nuvem do Jornaleiro: Revistas e jornais do Brasil todo na tela do celular ou tablet

640-jornaleiro

A Vivo Telefônica acaba de lançar a plataforma denominada Nuvem do Jornaleiro, uma espécie de banca digital que permite ao usuário o acesso a PDFs de 200 revistas e 40 jornais (publicações como ‘Caras’, ‘IstoÉ’ e ‘Scientific America’ — além de um feed das agências de notícias AFP e EFE por um preço de R$ 3,49 por semana. A visualização segue os produtos impressos e tem ferramenta para compartilhar no Facebook.

O app está disponível para download para as plataformas Android e iOS, além de em uma versão para web, sendo que o aplicativo funciona somente para clientes da operadora. O serviço funciona como um ‘streaming’ de conteúdo e não é necessário fazer o download das revistas, entretanto também é possível baixar as edições para realizar a leitura em modo offline.

Como a assinatura é semanal, acho que vale a pena experimentar e ver se realmente vale a pena!

Via Youpix.

De volta ao antigo provedor de hospedagem

Comece a escrever por aqui em 2007 em um provedor de hospedagem americano, mas após aproximadamente dois anos os primeiros erros de conexão com o banco de dados começaram a surgir por conta do excesso de visitantes simultâneos e foi necessário fazer a primeira mudança de provedor. O primeiro ano no provedor nacional foi bem de muito trabalho, até que quando tudo finalmente ficou estável a empresa foi vendida para uma grande empresa e o serviço foi deteriorando a cada dia e em pouco tempo o seu uso ficou impossível.

Há pouco mais de dois anos recebi a notícia de migração para a nova empresa no dia 30 de dezembro acompanhada de uma cobrança com um valor absurdo, e como estava em uma cidade do interior e com acesso limitado a internet pelo celular acabei aceitando a ajuda de um amigo de outro amigo e migrei para um pequeno provedor nacional que apesar da ajuda no momento de dificuldade acabou desaparecendo do mercado, corrompendo os dados e bancos de dados de todos os usuários. De volta para um grande provedor o meu backup do banco de dados mais confiável foi novamente corrompido e o site não ficou mais de pé nem em um servidor dedicado, o que me levou a deletar toda a minha base de artigos publicados, começando praticamente do zero com um novo domínio.

Um depois destes problemas eu consegui recuperar a base de dados e voltei com todo o conteúdo original, mas havia perdido toda a indexação do Google, o que me deixou ainda mais desanimado. Com o passar do tempo e com muito trabalho eu consegui indexar todo novamente e aos poucos a visitação começou a voltar, mas ai o novo provedor não conseguiu suportar o volume e as exigências de hardware e software necessárias para manter o site no ar. Foram 7 meses de tentativas com as mais variadas configurações mas nada funcionou e acabei desistindo após ver que o provedor nacional não contava com um produto com as características necessárias para manter o site funcionando sem quedas e com uma velocidade ao menos razoável.

No final das contas eu voltei para o meu primeiro provedor americano que agora está funcionando muito bem em um plano básico e atualmente possui várias opções de upgrades por preços bastante razoáveis. Por hora nenhum upgrade foi necessário e o site está mais estável e veloz do que em qualquer hospedagem que eu utilizei até o momento no Brasil, sendo que poucos erros foram observados em duas semanas de casa nova.

Hoje o site tem mais de 10.600 posts publicados e as exigências para manter este volume de conteúdo são bem maiores do que o normal, e a maior dificuldade encontrada até o momento sem dúvida alguma foi encontrar produtos de hospedagem no mercado brasileiro para atender sites com o perfil do meu. Eu queria manter o meu dinheiro no Brasil e ainda contar com um suporte por aqui, mas infelizmente por hora o melhor negócio foi voltar ao bom e velho provedor da Bluehost!

Amazon quer enviar suas compras antes mesmo que você efetue o pedido

Amazon

A Amazon é uma empresa surpreendente em termos de inovação, e nesta semana ela recebeu uma patente para um sistema chamado de envio antecipatório que permitirá que a empresa enviem suas compras antes mesmo de você fazer o pedido.

De acordo com esta patente, com base em informações de compras e buscas anteriores, listas de desejos, itens no carrinho, tempo que o usuário passa o cursor do mouse sobre o produto, seria possível determinar que produto deveria ser enviado para um centro de distribuição regional. Deste modo, quando o usuário efetuar o pedido o tempo de entrega será muito menor.

Espero ver este nível de inteligência e aproveitamento de dados dos usuários um dia nos lojistas brasileiros, que ainda em muitos casos sofrem para enviar um produto no prazo correto e em boas condições.

Via Laughing Squid.

O verdadeiro problema do Facebook

Mesmo seguindo pessoas interessantes e inteligentes desde o início do ano passado o meu interesse no Facebook está em queda e percorrer os posts parece uma verdadeira tortura. Hoje eu encontrei um vídeo criado por Derek Muller do canal Veritasium que aborda uma das polêmicas centrais da rede social hoje: o conteúdo que você posta não vai para todos os seus amigos ou fãs, a não ser que você pague.

Primeiro a fuga em massa dos adolescentes e agora um problema com filtros e publicação de conteúdo pago podem demonstrar que as coisas devem ficar cada vez mais difíceis para esta rede social. Segundo Muller, entre todas as redes sociais, o Facebook é a única que não mostra o conteúdo que você posta pra todos os seus amigos/fãs. Vale a pena assistir ao vídeo abaixo para entender mais sobre este ponto de vista!

Via Youpix.

Best of: Foursquare compila lista com os melhores lugares de 2013

Bestof

Veja que novidade interessante, o Foursquare organizou uma lista com os melhores lugares em diversas cidades do mundo com base em mais de 4,5 bilhões de check-ins, bem como mais de 30 milhões de dicas e likes deixadas pelos usuários do app.

Em cada cidade o usuário poderá navegar entre quatro diferentes categorias, sendo que cada uma inclui outras várias subcategorias como Alimentação, Coisas para Fazer, Vida Noturna, e ainda uma referente a lugares típicos.

Entre as localidades brasileiras, São Paulo e Rio de Janeiro estão presentes. Vale a pena conferir no link foursquare.com/bestof.

Via B9.

Star Wars lança perfil oficial no Instagram

StarWarsInstagram

Se você gosta de seguir perfis diferentes no Instagram, vale a pena conferir o perfil oficial de Star Wars no Instagram que teve sua estréia na rede com a imagem de um selfie do Darth Vader!

Apesar das minhas suspeitas sobre o lado negro da força possuir um Android, a imagem revelou que Vader tem um iPhone. Muito legal ver as empresas caminhando para as redes sociais com iniciativas diferentes e divertidas como esta!

Sweetie: A garota virtual que ajudou a identificar 1000 pedófilos

Nesta semana eu encontrei vários posts falando sobre a Sweetie, uma pequena menina virtual feita pra simular uma garota real com idade por volta de 10 anos criada pela “Terre des Hommes”, uma organização não governamental das Filipinas. A ferramenta atraiu cerca de 20 mil homens dispostos a abusar da garotinha e graças a ela 1000 destes já foram presos.

Com sua eficiência comprovada, espero que esta tecnologia se torne cada dia mais comum com muitas outras garotinhas para ajudar a colocar na prisão muito mais pedófilos no todo mundo. No vídeo abaixo podemos conferir mais detalhes e conhecer a Sweetie.

Via Sedentário.