Categoria: Tecnologia

Lista de produtos obsoletos (ou vintage) da Apple deve aumentar no final do ano

MacbookPro15

A Apple deverá atualizar no último dia desse ano a lista de produtos obsoletos (ou vintage) na América Latina, Ásia-Pacífico, Canadá, Europa, Japão e Estados Unidos. Estes produtos perdem o suporte oficial da Apple, sendo que em caso de problemas o usuário terá de procurar outro canal para reparo e a Apple não fornecerá mais peças para estes equipamentos, com exceção da Turquia e Califórnia, que ainda manterão estoques limitados de peças de reposição por algum tempo.

No último dia do ano entrarão para a lista os seguintes modelos:

  • MacBook Pro (15 polegadas, Early 2011)
  • MacBook Pro (17 polegadas, Early 2011)
  • Mac mini (Early 2009)
  • MacBook (13 polegadas, Mid 2009)

A Apple costuma incluir dispositivos nessa lista quando os mesmos completam de 5 a 7 anos de existência. Ainda bem que consegui trocar o meu Macbook Pro de 15″ antes dele entrar nesta lista, ainda mais com os problemas apresentados na GPU das máquinas de 2011.

Via Tudo Celular.

Conheça o Cozmo, um robô Inteligente com personalidade e emoções

cozmo_anki

Há aproximadamente duas semanas eu encontrei na web um pequeno robô chamado Cozmo, da empresa Anki, que tem personalidade e evolui conforme a interação com o dono, expressando emoções reais em resposta a suas ações. O Cozmo gosta de brincar e jogar, reconhece o dono e fica feliz, fica um pouco desconfiado com quem não conhece, não gosta muito de perder e pode ficar um pouco irritado quando isso acontece e gosta da atenção de seu dono.

Com a ajuda de um app gratuito para smartphones Android ou iOS é possível acessar as funções robóticas avançadas do robô, que ainda possui uma pequena tela com resolução 128×64 no lugar do rosto, visão com câmera VGA 30fps e software de reconhecimento facial sofisticado para reconhecer o dono e até cães e gatos, Cozmo SDK Beta para criar novas experiências, 4 motores para se movimentar e mais de 50 engrenagens.

O robô Cozmo custa US$179,99 na pré-venda da Amazon.com e todos os seus detalhes e alguns vídeos podem ser encontrados no site da Anki. Este robô já está na minha lista de compras para as férias do próximo ano! 😉

Via Blog de Brinquedo.

Google Translate usa rede neural nas traduções para o português

google-translate

Em setembro deste ano o Google anunciou que estava desenvolvendo uma técnica de tradução por meio de aprendizagem de máquina que teria a capacidade de reinventar as traduções online, sendo que o novo sistema “Google Neural Machine Translation” (GNMT) tem a capacidade de analisar todo o conjunto de palavras de uma sentença. A novidade, entretanto, estava limitada somente as traduções do chinês para o inglês. Agora, segundo o buscador, a Neural Machine Translation pode ser conferida em 8 idiomas que cobrem 35% das traduções no serviço.

“Neural Machine Translation está em ação em um total de oito línguas, de Inglês para Francês, Alemão, Espanhol, Português, chinês, japonês, coreano e turco”, publicou a empresa.

“Nosso objetivo é, eventualmente rodar a Neural Machine Translation para todas as 103 línguas de onde você pode acessar o Google Translate”.

Com a implementação da rede neural, o Google espera reduzir os erros em traduções em até 60 por cento. Agora vamos começar a testar as traduções para ver se as coisas estão realmente melhores! 😉

Via Google Discovery.

Macbook Pro 13″ retina na assistência técnica

img_20161109_082152332

Desde a segunda-feira passada o meu Macbook Pro 13″ retina de 2015 está na assistência técnica da Apple para o reparo da tela, que começou a descolar a película anti reflexo da tela, sendo que este problema está dentro de um programa de recall da Apple. A previsão de retorno da máquina é de 5 a 30 dias e até o memento completamos 8 dias sem uma previsão certa de retorno.

Nos primeiros dias sem o Mac comecei a me virar com o Dell XPS 13, sendo que para a edição dos vídeos venho utilizando o software Filmora, que pode não ser um Final Cut Pro, mas está sendo muito útil, desempenhando muito bem o seu papel, mas por mais incrível que pareça, um dos maiores problemas que enfrentei até o momento foi com o pacote Office no Windows. Sem nenhum motivo aparente o servidor do meu trabalho começou a recusar o login da minha conta profissional de email, surgindo uma mensagem de erro de senha até que a mesma seja bloqueada pelo servidor, podendo ser alterada somente com outro notebook (o da empresa) conectado por cabo dentro da empresa.

Depois de um grande número de tentativas e até novas instalações do Office acabei desistindo de logar nesta conta, mas na ocasião da exclusão desta conta o software perdeu todo arquivo e não consegue mais abrir o Outlook. Curiosamente, o software continua fazendo tentativas de login, o que bloqueia minha conta da empresa por excesso de tentativas, deste modo, vou precisar encostar o PC e esperar pelo retorno do Macbook Pro nos próximos dias. Eu até pensei em formatar a máquina, mas como ela hoje está com a minha esposa, com tudo funcionando bem para ela eu acho que não vale a pena este trabalho.

Por este motivo acabei reduzindo drasticamente o número de posts publicados no blog, mas espero retornar com o trabalho ainda neste semana, nem que seja com o iPhone ou Android e um teclado bluetooth para quebrar um galho. Agora o negócio é torcer para o Macbook voltar logo da assistência e esperar que o problema não acontecer novamente.

Problema da tela Retina manchada do MacBook Pro

img_20161109_082152332

Existe um problema com as telas retina do Macbook Pro que circulava pela internet desde 2015, sendo que, de acordo com a Apple, “os modelos do MacBook e MacBook Pro com telas Retina, o revestimento antirreflexo da tela poderia se soltar ou descascar sob certas circunstâncias.

Se clientes relatarem um problema com a aparência da tela, confirme se é um problema com o revestimento antirreflexo, conforme descrito no novo procedimento de Serviço “Identificando problemas no revestimento antirreflexo em notebooks Mac com tela Retina” e substitua a tela Retina afetada. A Apple vai autorizar a cobertura dentro de três (3) anos a partir da data da compra original, ou um ano a partir de 16 de outubro de 2015, o que for maior.”

Infelizmente após apenas 6 meses o meu Macbook Pro Retina de 13″ polegadas começou a apresentar o defeito e de um dia para o outro o que era apenas um pequeno risco por dentro da tela já se transformou em uma estranha mancha que pode ser vista na imagem deste post. Vou precisar acionar a garantia, mas se o problema persiste desde 2015 nas máquinas de 2016, como vou ter a certeza de que a Apple vai realizar a troca da tela após o término da garantia, mesmo sendo, aparentemente, um defeito de projeto não resolvido em quase dois anos?

Perder a confiança em uma marca é complicado, ainda mais quando seus produtos são extremamente caros e deveriam ter uma qualidade acima da média. Agora vou tentar levar a máquina para a assistência técnica para ver como o problema será resolvido, o que será uma dor de cabeça, pois este equipamento hoje é a minha máquina de trabalho e não tenho como ficar na mão.

Novo Macbook Pro 2016: Será que vale a pena trocar o Mac 2015?

2016-macbook-pro-ports

Ontem a Apple apresentou a nova linha Macbook Pro com algumas inovações interessantes, com destaque para a touch com múltiplas funções que seriam muito úteis para o meu trabalho como na edição de vídeos e digitação de textos com as sugestões de palavras e o desbloqueio com a digital, que ajudaria no muito quando preciso sair e voltar da mesa de trabalho, com um desbloqueio mais rápido da máquina. O teclado pode não ser uma unanimidade, mas eu realmente gosto muito destas telas com perfil extremamente baixo, que na minha opinião deixam a digitação mais rápida e fácil, sendo que foi muito bom ver esta novidade chegar ao novo Macbook Pro. Outro ponto que merece destaque é o uso do novo carregador, que na minha opinião deve tornar as coisas um pouco mais fáceis com os cabos deste caro acessório original que sempre apresenta problemas com o tempo de uso, agora não precisarei mais trocar o carregador inteiro, somente um pequeno cabo semelhante ao USB-C (acho que a Apple usa outro nome).

Mesmo com o preço elevado eu estou começando a considerar a compra do novo Macbook Pro, mas por hora alguns pontos ainda me deixam em uma situação de espera, pois além de estar com um Macbook Pro de 2015, que é uma máquina com uma excelente performance, tenho alguns HD’s externos, monitores com porta HDMI que funcionam com as conexões USB e HDMI existentes no meu notebook e ainda uso uma pequena gaveta com um cartão de memória de 128GB para adicionar mais espaço ao pequeno HD de 256GB da máquina e não acho que seria interessante neste momento abrir mão deste espaço extra.

De qualquer forma acho que vou começar a guardar algum dinheiro, comprar adaptadores para meus acessórios atuais e programar a troca do meu Macbook Pro para o próximo ano, deste modo acredito que ainda devo conseguir um bom preço pelo meu Macbook Pro de 13″ polegadas de 2015, o que vai facilitar um pouco a compra do novo modelo. Por hora vamos ver o vídeo oficial demonstrando as principais novidades deste belo notebook! 😉