Borat

capa_borat.jpg pictures2_02.gifQuem ainda não viu no cinema o Segundo Melhor Repórter do País Cazaquistão, Borat está perdendo umas das melhores comédias dos últimos tempos!

No filme, Borat Sagdiyev é um jornalista do Kazaquistão, que é enviado aos EUA para fazer um documentário sobre o país. Quando chega, Borat assiste um episodio de Baywatch no hotel, ficando totalmente apaixonado por Pamela Anderson e viaja até à Califórnia, cruzando os EUA na esperança de a conhecê-la.

Durante a viagem, Borat faz uma sátira do modo de vida dos americanos de uma maneira muito peculiar, escrachando os “senhores” da américa.

Veja algumas curiosidades extraídas do site adorocinema da cidadeinternet.

– O personagem Borat foi criado para o programa de TV britânico “Da Ali G Show”, exibido em 2000. Segundo Sacha Baron Cohen, sua inspiração para o personagem foi um médico russo que conheceu.Borat inicialmente seria dirigido por Todd Phillips, mas diferenças criativas entre ele e Sacha Baron Cohen o afastaram do filme.– O grito de Borat no trailer do filme, “Jak sie masz!”, é uma expressão popular de saudação na Polônia. Traduzindo, seria o equivalente a “como vai você?”.

– Quando Sacha Baron Cohen fala na língua nativa do Cazaquistão a maioria das palavras é na verdade dita em hebraico, com forte sotaque da Europa Oriental.

– A polícia foi chamada 91 vezes durante a produção de Borat, devido a cenas rodadas por Sacha Baron Cohen. Em Nova York um mandato de prisão chegou a ser enviado ao ator.

– Em Washington o Serviço Secreto chegou a interrogar integrantes da equipe de Borat, que estavam rodando cenas do lado de fora da Casa Branca. Sacha Baron Cohen não deixou o personagem Borat enquanto era interrogado.

– O personagem Borat foi bastante criticado pelo governo do Cazaquistão, que considerou “seu mal gosto e maneiras incompatíveis com a ética e o comportamento da população do país”. Como resposta Sacha Baron Cohen organizou uma falsa conferência de imprensa na Casa Branca em 29 de novembro de 2006, um dia antes da visita do presidente do Cazaquistão aos Estados Unidos.

– O governo do Cazaquistão contratou duas empresas de relações públicas para rebater as acusações feitas em Borat. Além disto publicou um anúncio de 4 páginas no jornal The New York Times, onde também rebatia algumas das acusações. Posteriormente o governo convidou o próprio Sacha Baron Cohen a visitar o país.

Borat bateu o recorde de maior estréia de um filme lançado em menos de 1000 salas, que pertencia a Fahrenheit 11 de Setembro (2004). O filme estreou em 837 salas nos Estados Unidos, arrecadando US$ 26,4 milhões em seu 1º fim de semana.

– O orçamento de Borat foi de US$ 18 milhões.

Visite o site http://www.borat.com.br/ (em português) ou http://www.borat.tv/ (em inglês).

Stranger Than Fiction – Mais estranho que a ficção

strangerthanfiction_poster.jpgDirigido por Marc Forster (Em Busca da Terra do Nunca) e com Will Ferrell, Maggie Gyllenhaal, Dustin Hoffman, Queen Latifah, Emma Thompson, William Dick, Guy Massey, Martha Espinoza no elenco, o filme conta a estória de Harold Crick (Ferrell) que é um auditor do imposto de renda que de repente passa a ouvir uma narração sobre sua vida sem graça, metódica e absolutamente mergulhada em números. 

Ocorre que a narradora, cuja voz somente ele ouve, é de Kay Eiffel (Emma Thompson), uma autora de romances trágicos e que sofre de uma crise criativa, e não consegue terminar seu livro, sem ter consciência de que seu personagem está vivo e sendo guiado por suas palavras. O drama se estabelece quando Harold ouve a narradora dizer que toda aquela história culmina com a morte dele. Começa então a luta de Harold para tentar mudar o seu trágico destino.

Roteiro excelente, boa música e fotografia somadas a inesperada e espetacular atuação de Ferrell e aos sempre competentes Dustin Hoffmen e Emma Thompson fazem deste filme um programa obrigatório.

A arte do retoque – Fotografia

Acredito que retocar uma foto e deixa-lá espetacular é uma verdadeira arte, e neste ofício Glenn Feron é um dos melhores que já ví!

Visite o site e abra qualquer foto, espere carregar por completo e passe o mouse sobre a mesma para poder ver o milagre que foi feito na foto com o retoque!

Glenn Feron é realmente um excelente artista. 

Veja o site: http://www.glennferon.com/portfolio1/index.html!!

Nokia N80 – Update do Review

Após alguns meses de utilização do celular N80 da Nokia, segue uma pequena lista de pequenos inconvenientes que enfrento com o aparelho. Nada tão desagradável assim, mas são incômodos.

Lá vai a lista!

1) Uso uma memória de 2GB para músicas, fotos e programas, que são praticamente todos instalados lá. O problema é que ao ligar o aparelho, todos os dias tenho que aguardar intermináveis segundos (no mínimo uns 30 seg) para o N80 construir todos os ícone e dar acesso aos programas.

2) Apesar de gostar da resolução de 3 MP da câmera, às vezes as fotos ficam um pouco embaçadas, pois o auto foco faz realmente muita falta!

3) Se você usa o brinquedo para valer, a bateria dura somente um dia! Hoje uso o N80 para uma média de 15 ligações por dia e fico conectado na internet via cabo ou bluetooth por muitas horas (pelo menos umas 4 horas) e quando chego em casa a bateria já está pedindo socorro. Não é muito diferente do consumo de um pocketpc para um heavy user, mas poderia durar um pouco mais.

4) Para finalizar, falta um teclado! Um celular que faz quase tudo deveria ter um teclado, pois digitar um texto naquelas teclas com os números é simplesmente uma tortura.

Enfim, apesar de alguns pequenos problemas, o N80 é um excelente celular.