Quem matou o Netbook?

asus-eee-pc-1000ha

Após o lançamento do iPad, muitos começaram a falar da morte do Netbook, que seria substituído pelo aparelho da Apple, e as vendas do pequeno computador portátil começaram a experimentar uma grande queda em suas vendas. Na minha opinião a febre do Netbook já havia passado há um bom tempo e a culpa nunca foi do iPad.

Há pouco mais de um ano eu comprei um pequeno Netbook para poder trabalhar em qualquer lugar quando estivesse fora de casa, seja em eventos, coletivas de imprensa ou na estrada, e apesar do tamanho super reduzido de meu Asus Eee PC 1000HA, eu passei bons momentos com o aparelho, que demonstrou um desempenho suficiente para o trabalho remoto.

Mas com as férias surgiu a primeira prova de fogo para o aparelho, que apesar de ter ganho pontos importantes com o seu tamanho reduzido e autonomia da bateria, tornou o trabalho quase impossível com suas pequenas teclas e tela com baixa resolução. Para fazer a cobertura de eventos o aparelho era excelente, mas para trabalhar por um período superior a 3 ou 4 horas as coisas ficavam muito complicadas.

No final das contas o Netbook não foi suficiente para suportar um trabalho mais longo e pesado, e foi substituído por um Notebook HP DM3 com uma confortável tela de led de 13” polegadas com uma resolução bem mais elevada e o leitor / gravador de DVD externo, que deixa o aparelho muito fino e leve. Este Notebook consegue ser mais fino do que o Asus Eee PC 1000HA, pouco mais pesado e com uma resolução de tela e teclas muito maiores, que acabaram deixando o trabalho remoto muito mais confortável.

hp-dm3-002-rm-eng

No final das contas eu não acredito que o iPad tenha sido o responsável pela queda nas vendas do Netbook, e sim suas configurações extremamente modestas, que acabaram deixando seu uso extremamente limitado.

Ainda acho que um Netbook pode ser uma boa opção para jornalistas, estudantes e profissionais que trabalham com vendas, principalmente quando pensamos em portabilidade, segurança e no baixo investimento, mas se o usuário precisa de um equipamento para trabalhar durante muitas horas e melhor procurar um bom Notebook com a tela de, no mínimo, 13” polegadas.

Quanto ao iPad, acredito que seja um equipamento excelente para o consumo de conteúdo, mas para a criação eu ainda prefiro o bom e velho Notebook com seu teclado físico e inúmeras possibilidades de uso!!

15 comentários em “Quem matou o Netbook?

  1. Interessante que vc traduziu em palavras um sentimento meu ante os Netbooks. Por outro lado, me sinto mais confortável ao trabalhar com telas a partir de 11,6 polegadas (Dell Inspiron 11z) ou 12 polegadas (Asus EeePC 1201N). Note que os modelos que citei aqui unem (ou tentam) bom desempenho de bateria com performance de processamento (ambos com processadores com 2 núcleos) e gráficos satisfatórios. Acho que num futuro próximo a categoria “Netbook” será substituída pelos Notebooks Ultra-portáteis de bom desempenho e processamento.

  2. Rodrigo, estou inclinado a trocar de notebook e gostaria de saber se você poderia fazer um review do HP DM3. A configuração é muito interessante. Caso não seja possível um review, poderia, ao menos, passar informações sobre a duração da bateria? obrigado

  3. Acredito que o iPad veio inaugurar uma área que deverá se fundir aos netbooks, talvez até para catapultear os MIDs (Mobile Internet Devices). Acredito que o iPad é grande demais para a suposta mobilidade que se propõe, pequeno e desajeitado demais para substituir um notebook/netbook. Acredito que a evolução dos MIDs para termos de usabilidade e preço que sejam úteis a todos irá canibalizar o mercado de netbooks e tablets. O “vão” encontrado pela Apple entre notebooks e seu aparelho celular seria melhor ocupado por um aparelho com um sistema operacional light, porém mais capaz que o iPhone OS para rodar aplicações mais pesadas. Um excelente exemplo de minhas expectativas foi o MID lançado há pouco pela ZTE, rodando Maemo (o mesmo do Nokia n900).
    (Acho que ficou óbvio o meu desprezo pelo iPhone gigante da Apple, não?)

  4. Bom dia Rodrigo,

    Tenho um Vaio VGN-CR490 (Corde 2 Duo, 2gb Ram, 250 HD, bluetoth, etc).

    Queria trocar porque a parte exeterna está caindo aos pedaços, e buscava algo menor, menos pesado. Mais mobilidade.

    Estava pensando num Asus de 12′

    Mas ao ler seu post fiquei em dúvida.

    Estudante de direito no último mês de facul, vou utilizar mto o teclado (pra fazer petições, etc)

    O que voce indica? Queria algo com mais mobilidade, sem perder muito em desempenho.

    Abs

  5. Eu uso meu Acer One quando viajo para acessar a internet no quarto de hotel. Sobre a “morte” dos netbooks, acho que o ION 2 poder dar uma sobrevida a esses aparelhos pois poderemos assistir filmes em alta-definição. Uma coisa que fiz com meu netbook foi mudar o SO dele, uso o Jolicloud (uma versão Linux para netbooks) e com isso ganhei mais tempo de bateria e rapidez nos aplicativos.

  6. Com a tecnologia atual a industria teve que colocar nos netbooks processadores de baixo desempenho para que as baterias dos ultra-portateis tivessem maior desempenho, alias qualquer netbook tem autonomia de bateria maior que um notebook tradicional, mas ao meu ver proposta do netbook e a mobilidade e encaro como um segundo computador portatil, em minha opinião ainda acho superior em termos de flexibilidade um netbook do que um Ipad.

  7. Ultimamente andei pensando na compra de um netbook para usar no curso de informatica industrial, trabalhamos com programaçao, pacote office e outras coisas que poderiam ter um conforto maior se feitos no seu proprio computado.
    Entao, como é so pra trabalhar com linhas de codigo, acho que um Eeepc 1005HA daria conta, ate por cusa da sua bateria, e como quase nunca passo de 3hrs de aula por dia, ainda sobraria bateria para usar um pouco em casa.
    Seria interessante se podesse colocar um review do eeepc 1000H
    ate porque, esse é o que tem o maior CxB, ja encontrei o mesmo ao preço de 750R$.

  8. Opa, tdo certinho?

    Minha visão é a inversa da sua novamente (quando vc comprou o netbook, acompanhei e ate postei que não achava lógico trocar um computador completo e rapido, e com quase o mesmo peso (vaio serie sz antiga, ou z nova) por um tijolo de 9 ou 10″, de péssimo trackpad e teclas micro.

    Hoje quando voce optou pelo caminho dos notebooks de 13,3, particularmente o tamanho ideal imho (coisa que eu ja fiz desde aquela época, inclusive postei fotos comparando o tamanho deles e infos de peso), eu ja aceito a evolução dos netbooks atuais.

    Comprei recentemente pra minha namorada um acer aspire one 751h com tela de 11,6, 250gb de hd, 2gb de ram. Ainda não é o ION, mas nem se compara aos netbooks de meses atrás. As teclas são do mesmo tamanho das do meu vaio, o trackpad é excelente e a sensibilidade correta. A resolucao de 1366×768 tb ficou ótima, e o processamento está bem razoável. Rodo o win7 e pacote office2010 com tranquilidade, não é que “da pra rodar”, ele roda BEM. Fora a bateria que dura quase 7 horas com tudo voltado pra performance.

    Enfim, hoje vejo nos netbooks atuais um produto que tem seu nicho de mercado sim, e principalmente pra quem não pode pagar 3, 5x mais por um hp dm ou um vaio z, que oferecem sim muito mais e melhor, sem sombra de dúvida. Na dúvida, estou com os 2 em casa rs. Vaio que não troco por nada, e Acer que minha namorada tb não pretende se desfazer dele tão cedo. Cada um pesando 1,2-1,4kg apenas.

    []s
    Rodrigo

  9. Rodrigo,

    Acho que os netbooks ainda tem mercado sim. Principalmente para estudantes. Eu usei muito em cursos. A bateria é excelente e alem do mais, não precisa mais do que um word, um gravador e um PDF para as aulas.

    Além disso, os netbooks contribuiram para a diminuição do valor dos notebooks. Pelo menos no Brasil.

  10. Possou um Asus 1005 HA e estou extremamente satisfeito.
    Comprei um monitor 23″ um teclado e um mouse USB para usalo em casa quando estou trabalhando.
    E quando saio de casa tenho um leve e pequeno computador.

  11. O artigo do Rodrigo é mais profissional que muitos jornais de grande circulação que apressadamente atribuiram a queda dos netbooks ao lançamento do Ipad. Um pouco de senso crítico é sempre bom para evitar matérias pagas como aquelas, até porque o Ipad foi lançado há apenas alguns meses. A mídia impressa ainda é muito importante para se manter bem informado dado a responsabilidade jurídica a que estão sujeitos quando escrevem ( nos blogs acho que a coisa é mais complicada ) e excelentes colunistas que escrevem nos principais jornais mas cada vez mais a importância de blogs se torna mais evidente para termos uma visão alternativa da realidade, nos possibilitando pelo menos de conhecer versões distintas.

  12. Concordo com vc malandro, nos blogs temos um feedback dos tópicos, e assim temos as mais diversas opiniões sobre os temas e não uma “palavra de ordem”…

  13. Resolvi ressuscitar o tópico.
    Continuo fã do meu notebook Acer Aspire One 1410 (um netbook disfarçado de notebook), ainda mais depois que fiz um upgrade na memória dele -está com 4GB e rodando o Win 7 Home Premium com Pacote Office e outras coisitas mais, Lamento que a Acer tenha deixado de fabricá-lo, Tenho um notebook Acer aspire de 15.6, mas como me locomovo à pé e preciso digitar muito, o 1410 me atende muito bem,

    Motivos para eu continuar utilizando? Até tentei migrar para tablet e ultrabook, mas me decepcionei muito: o primeiro não facilita a digitação e o último é extremamente frágil e não aguenta o tranco de ser ligado e desligado a cada 48 minutos numa sala de aula diferente…rs Não tenho ultra, porém, o namorado da minha filha (que não sai aqui de casa) estragou o dele no primeiro mês de uso de tanto levá-lo pra lá e pra cá.

    Smartphone e tablet, pra mim, só servem mesmo pra degustar conteúdos; não são ferramentas de produção, como bem colocou o colega aí de cima,

  14. Esclarecendo pois me expressei às avessas. O Acer Aspire One 1410 é um notebook sem leitor/gravador de CD/DVD e tem 11.6″. Pesa 1,4. Como tem processador Celeron 723 e4GB de memória (fiz upgrade, tinha 2GB) ele é bem mais potente que um netbook com processador Intel Atom, Portanto, é um notebook disfarçado de netbook, Os netbook com Atom Intel são mais leves, porém, de desempenho inferior pelo que vi quando mexi no net da minha colega. Por isso, esse pequeno note da Acer continua me atendendo muito bem: facilita a digitação, é potente e tem boa portabilidade e resistência, Faz dois anos que leciono e ele se mantém bem…. e olha que troco de sala de aula a cada 48 minutos, Ligo e desligo a toda hora o equipamento, Penso que a Acer deveria ter continuado a fabricá-lo,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.