Qual é o momento certo de vender um Gadget?

Há muito tempo o amigo César Manzione que trabalhou comigo como editor nos bons tempos do Blog Sem Limites da Nokia perguntou se eu estava interessado em vender meu iPod de 60GB (nem lembro se era isso mesmo), logo após a compra do iPod Touch da primeira geração. Mesmo com o modelo mais antigo na gaveta, a princípio fiquei com pena de vender, mas após ouvir o argumento do amigo de que um gadget parado em casa era dinheiro acabei vendendo o aparelho, e adotei a prática de me desfazer dos aparelhos sem uso.

Tenho alguns amigos que vendem os celulares pouco antes do lançamento do novo modelo para manter um bom valor de revenda no antigo, e acabam muitas vezes passando até um pequeno período na espera do gadget mais recente, o que pode ser uma decisão interessante para aqueles que conseguem passar algum tempo sem o aparelho preferido nas mãos.

Acontece que em alguns casos, por gostar do aparelho eu acabo ficando um pouco mais de tempo com o gadget em casa, e quando resolvo vender as coisas estão um pouco mais difíceis, como é o caso do PSP da Sony, Nokia E75, Nokia N810 e até do iMac que comprei há aproximadamente 2 anos. Pensando neste caso, precisamos identificar o tempo certo para vender os aparelhos celulares, MP3 players, câmeras, tablets, Notebooks e desktops quando ele ainda possui um bom valor comercial para não enfrentar dificuldades para comercializar os mesmos no futuro, mas qual seria exatamente este momento?

Pela lógica deveríamos vender pouco antes do lançamento do novo modelo, ou imediatamente após o anúncio do lançamento do novo modelo, mas nem sempre podemos dispor de dinheiro para a compra de um novo aparelho, logo, muitas vezes podemos acabar com um problema nas mãos, que muitas vezes acaba virando uma doação para parentes ou amigos quando a ocasião de venda simplesmente passou do tempo. É uma bela dúvida, mas na minha opinião temos que utilizar somente os aparelhos realmente necessários, vendendo os mais antigos ou que desempenham as mesmas funções, como é o caso do desktop e notebook para usuários que não gostam de games no computador.

Agora responda a pergunta, na sua opinião, qual é o momento certo de vender um gadget?

33 comentários em “Qual é o momento certo de vender um Gadget?

  1. pra nao tomar muuuito prejuizo
    nao compre nos 2 meses do lançamento
    nao pague juros, e procure promoções a vista
    kits também são uma saida pois valorizam
    vc vender um N97 sem cartao, tv out, por ex é osso… e com o modulo de DTV pode ajudar

    nao arrisque com produtos de transição, que todo mundo já sabe o próximo produto
    nao arrisque com produtos de baixa qualidade e sem funções básicas

    por ai.. me perdi no raciocionio vendo um video idiota

  2. Eu tenho um Nokia 5530 que comprei faz uns 9 meses e agora estou querendo comprar um smart com sistema Android (talvez um Galaxy 3). Mas não sei que preço ponho no telefone.

    Dizem que o melhor é metade do preço que eu comprei, no caso seria R$ 350.

  3. Eu penso que entre o anúncio de um novo aparelho que a gente tenha gostado e a data próxima do lançamento já é para ser estudado o quanto seu atual aparelho usado está valendo no mercado.
    Digo isso porque após um ano com meu N97, consegui vender para um amigo por R$ 800,00 três dias a pós ter comprado o Nokia N8.

  4. Bem, meu primeiro gadget foi um V300 da motorola. Amava este celular que na época era lançamento. depois ganhei da minha esposa um Palm Zire 72 prata, fantástico e com o teclado sem fio Infravermelho. Troquei de celular e adquiri um Nokia 6265 black com câmera de 2 mega-pixel que para a época era fantásticamente Top de linha. Usei muito, todas as funções dele. fiquei um tempo e o mesmo começou ficar ligado por pouco tempo por conta da bateria. Então minha esposa me deu o Nokia N96. Puta celular foda, bom pra caramba. Usei muito mesmo principalmente pra ver videoclipes, seriados e filmes por conta dos 16 GB de espaço disponível. No último ano de faculdade, decidi não usar mais caderno e então por incrível que pareça, comecei a usar o palm zire com teclado. digitava tudo. O pessoal até estranhava o precursor dos “NET-Tablets-books-smart qualquer coisa”, ele segurava as pontas. Então acabeia facul. E ele ficou encostado. Tenho dó de me desfazer dele por que foi um presente da minha esposa e não costumo desfazer de nada que me foi presenteado. o Nokia 6265 está em casa jogado por que ele era (é) bloqueado pela Vivo. O Nokia N96 está com minha sogra. o V300 foi para uma sobrinha que já o mandou desta para uma melhor e hoje sou um satisfeito proprietário de um Nokia N97 com 32 GB quase lotados e quase 110.000 músicas que ele me proporcionou baixar da Nokia Music Store.

  5. Eu procuro vender pouco depois que sai a nova geração mas ainda assim é difícil conseguir um valor justo, principalmente no caso de smartphones. Meu bugado e finado N97 custou 2199 reais e foi vendido 4 meses depois por 900 , depois de mais de um mês de anúncios…

    O fato é que querer usar novidades tecnológicas sempre custa caro, MUITO caro.

  6. Eu sempre vendo assim que compro um novo, no caso de celulares, PMP, etc. Nunca deixo virar sucata, sempre tento vender quando ainda tem mercado para tal produto. Também faço muito escambo de HDs externos rs… sempre que compro um de maior capacidade acabo vendendo o antigo ou junto um pacote, como agora que estou com 3! Hds de 320gb pra vender, 2 de 500gb e 1 de 1tb em uso e comprando mais 1 de 1tb.
    No caso de celular é ainda mais complicado, pois sou consumidor mid-end e pego geralmente aparelhos em promoção. Acabei de comprar Moto Defy e estou com meu GW620 novinho pra vender… o difícil é achar comprador para aparelhos desconhecidos pro grande público, mesmo sendo ótimos.
    Nunca compro lançamentos pois empre vem supervalorizados, pagando mais a tecnologia desenvolvida do que o próprio aparelho. Por mais que como qqr geek fique tenso pra comprar, meu lado racional não deixa kkk.

  7. O ideal é vender antes do lançamento do novo modelo, mas nem sempre é possível.
    Só vendi meu N82 após a compra do meu N8… E meu N82 já tem um bom tempo que não é flagship da Nokia, mas por ser considerado top no quesito câmera, ainda tá sendo vendido por um preço relativamente alto: tem gente no Mercado Livre pedindo 650, 700 reais. Eu pedi apenas 400 pois vendi para minha irmã. Acho que se tivesse vendido via ML, para qq um, antes do lançamento do N8, daria pra pedir 650, 700 reais, mas agora acho que tá valendo 500, 450.

    Beijos

  8. Você mais uma vez, propôs um interessante debate.

    Vou dar um exemplo: Até recentemente usava PCs com windows XP, para “modernizar” e ter software originais, vendi meus PCs e comprei novos com licença windows. Isto me gerou uma boa economia.

    Depois, o que faço: vendo os PCs e NOTEBOOKs antes destes completarem 1 ano, pois assim consigo um bom preço de revenda e compro uma equipamento mais moderno por um preço quase igual ao que vendí os antigos.

    Quanto aos Smartphones e celulares, acho que é diferente, sobretudo quanto aos smartphones. O Motorola Milestone, por exemplo, há menos de 1 ano custava R$ 1.700,00. Atualmente vale menos de 1.000,00 ou seja, a depreciação é rápida e é em questão de meses.

    No caso do Smartphonones, por serem caros, geralmente é difícil revendê-los por um bom preço à vista e é justamente isto que tem se tornado um problema para mim.

    O PC ao contrário, geralmente é vendido a uma família que, com suas economias e bom desconto acabam comprando a vista. Já no caso do Smartphone isto não ocorre pois quem tem condições de pagar a vista, geralmente quer os aparelhos top de linha.

    Isto posto, vamos ao debate, pois, quem sabe alguém compartilha a “fórmula mágica” de como lidar com gadgets antigos.

  9. Eu não sou muito bom em negociar e acabo dando meus aparelhos antigos para parentes e amigos. Minha tia é quem mais usufrui, ela tem uma TV 29″, um DVD player, PC e alguns celulares Nokia que ganhou de mim. Meu filho usa um Omnia da Samsung e agora vai ficar com meu Milestone. Posso não fazer um bom negócio, mas pelo menos os aparelhos estão sendo úteis para alguém.

  10. Cara, se vc tem um psp destravado “para sempre” (das antigas) teria que valer próximo do que vc pagou, não…? Os PSP’s de hoje para destravar são um saco, e ainda perde o destravamento se desligar etc…
    Meu PSP “FAT” vai ficar comigo até o fim dos tempos xD (roda tudo o garoto!)
    Dei sorte na venda do meu Iphone 3G, vendi por 1000 depois de já existir o 3GS, e usei a grana pra comprar um N900 (1400).
    Agora gostaria de ter um Iphone 4, mas tenho dó de vender o N900 por menos de 1000 !

  11. Só vendo jogos de PS3, zerei, vendi, não me apego.
    OS brinquedos que mais me apeguei estão na gaveta, tenho pena de vender. Ainda tenho E71, N73, PSP3000.

  12. É realmente uma dureza vender gadgets mais antigos.
    Eu, por exemplo, estou tentando vender meu E51, em perfeito estado mas como sou vendedor novo no ML não tenho retorno de perguntas apesar de várias visualizações.
    Vcs podem me dar um feedback sobre o valor que estou pedindo e sobre o anúncio? NÃO É MERCHAN!rsrs Sempre posto comentários por aqui…E obrigado antecipado pela ajuda.
    http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-162795032-nokia-e51-smartphone-_JM

  13. Não tem jeito, gadget não é carro ou imóvel, gadget desvaloriza muito rápido.

    No meu caso, eu vendo barato mesmo, a desvalorização existe, mas é raro o desapego ao aparelho coincidir com o período anterior do lançamento do novo.

  14. Buenas tardes!
    Acredito que deve se ter só o que se usa!
    As vezes é muito difícil,se foce ter todos meus smart comigo,teria 4 smart e 4 dump phone! Muita coisa!
    Pra não se perder dinheiro 1º não compro nada no lançamento,
    2ºNada acima de 1000 lulas(caso dos smart’s e nit’s)!
    3°Só um brinquedo por ano!
    Bom pra mim tem dado certo!

  15. Pois é Rodrigo, tenho mesmo problema que voce.

    Tenho encostado:

    1 – PSP
    3 – Celulares Nokia 5800, E66, N80
    1 – Nokia N810
    1 – Asus G50VT-A2

    PC tenho 3, e Mac 1.

    E tá dificil de vender !!!

  16. @Adriano,
    Umas perguntinhas:
    1) Vc se considera amigo do sujeito e vende um N97 para o dito?
    2) Ele ainda é teu amigo?
    Sorry, man! Não podia deixar passar a piada!

  17. Julio Cesar,
    Dei boas risadas das duas ofertas que vc recebeu! Hilário o que as pessoas oferecem.
    Rodrigo, vc podia criar um espaço aqui pra gente fazer trocas! O que acha?
    Abraço

  18. Júlio César,
    Realmente é uma pena o quanto desvaloriza toda essa parafernália tecnológica!!! Já tive esse “celular que ninguém dá nada por ele” (Companheiro inseparável para desligar TV’s de shopping hehehe), época de ouro do Symbian…
    Mas, me responde uma pergunta: Em qual versão de firmware ele se encontra? ele está atualizado? Pergunto isso pois ele possui um dos bloqueios mais bem-sucedidos no que diz respeito ao hackeamento!!! Lembro que o vendi ainda com a versão 300.34.56 e consegui uma boa grana nele (na época quase R$700,00) e o comprador disse que era um “achado”…
    Depois descobri que depois dessa versão, era beem mais difícil instalar aplicativos!!!
    Boa Sorte!!!

  19. Vendi meu kindle quando um amigo o elogiou por todas as funções que eu não me acostumava a usar no cotidiano. Vendi celulares porque sempre mantive em boas condições e com a caixa com todos os itens, mas precisava de novas funções com o tempo. Penso que o momento certo para vender seja quando já não é suficiente para nós mas encontramos alguém que precise dele. Sem essas condições, talvez seja melhor tentar por em leilão no Mercado Livre.

  20. hmm, PSP parado? que isso Rodrigo, varios jogos bons para o console, varios emuladores, sendo o ultimo apenas sendo “aproveitável” com uma firmware modificada… um dos melhores consoles portateis que eu já tive e não troco por nenhum (por enquanto) Gosto muito do meu Iphone 3GS mas ter a sensação de apertar botões é ótimo e lembrando que os exclusivos como God of War, Gran turismo, Final Fantasy’s e muitos outros que sairam e vão sair nunca serão vistos no Iphone, pelo menos não agora. Pra mim o melhor kit é PSP + Iphone + Asus 1215N. Os gadgets que não duraram em minha mão foram Nintendo DS, um N95 8GB + N97. Ipad não me chama nenhuma atenção, prefiro meu 1215N, é mais barato e faz muito mais que o “Ipod touch Extra G”.

  21. Já a algum tempo que compro aparelhos celulares top de linha e em planos pós-pagos, daí quando vendo, via de regra, vendo por um preço igual ou maior do que comprei. Inclusive, acabei de fazer isso. Comprei um Galaxy S e vendi o meu N95 8GB por 500 reais. Comigo tem dado certo assim…

  22. Eita, o assunto bombou! Eu tenho vários gadgets que não foram vendidos pois perderam o valor comercial. Isto porque não sou consumista, uso o bichinho enquanto ele der no couro. O problema é depois disso, aí já era para vender.
    Minha DSLR é o exemplo clássico, 4 gerações depois, ela tá novinha e não vale o valor de venda, é prejuízo certo.
    Eu sou defensor do “está funcionando, trocar para quê?”. Minha Canon A410 (lembra dela? 3.2 megapretzels de pura prazer), filma sem som, não tem saída para tv e funciona perfeitamente há 5 anos! Vou comprar outra point and shoot para quê? Essa nem ladrão quer, ahahaha.

  23. Pessoal,

    Eu não tenho apego material.
    Para mim, a hora certa de vender é quando eu não uso mais um gadget.

    E sempre lembrando que tecnologia NUNCA é investimento, se prepare par peder mais que 50% do valor pago. Tem que manter em mente que a depreciação é o valor que você paga pelo uso que teve, então nada de ficar com dó de usar!

    A fórmula que eu uso é sempre vender a 50% do valor de um novo. E nunca ser um early adopter, pois lançamentos são “bolhudos” e depois a hora de vender voce descobre que pedir metade do que pagou é o mesmo que pagariam em um novo na loja, então quem compra no lançamento acaba engolindo cerca de 75% de depreciação!

  24. Rodrigo
    Acho que depende do Gadget:
    1. PC demora 1 ano pra desvalorizar e pode ser tratado como carro: venda com 1 ano de uso que o valor servirá de entrada no modelo zero (acho que computador desvaloriza menos que carro).
    2. Smartphone pode desvalorizar rápido ou não, dependendo da marca. iPhone se mantém valorizado por ate 2 anos. Outras marcas não mantém uma linha constante de modelos e aparecem e desaparecem muito rápido: ou você troca a cada 6 meses ou fica 2 anos com ele para usar bastante e vender por 40% do que pagou ( pelo menos é uma ajuda na hora de comprar o Gadget novo).

  25. Marcos,
    impossível não dar risadas! hehehehe

    Edson,
    sinceramente não me lembro a versão do firmware. Vc até me deu uma boa idéia de colocá-la no anúncio.
    Lembro que, assim que o peguei, fiz o hard reset nele e atualizei pelo Nokia Suite…

    Jef_SPFC,
    “pudlo jah vassinado” foi sinistro! Eu mesmo ri de tão ridículo que foi a oferta! hehehehe Coisas do ML, afinal, “quem está na chuva é para se queimar!” hehehehe
    A partir de amanhã, vou mudar o valor pois meu intuito não é ganhar dinheiro, até pq o aparelho é antigo. Se não vender até o Natal, vai ficar em stand by até ser doado…
    Galera, valeu pelos posts!

  26. É, infelizmente celulares depreciam muito rápido como o Dário falou.
    Não existe uma formula mágica. Acho que a melhor estratégia é a do Marcelo Prates, comprar pós-pago com bom desconto e vender ele pelo mesmo valor pelo menos.

    Agora existe marcas que desvalorizam menos, como o Mauro Matos disse, o Iphone é bom para negociar, devido a maioria dos seus users serem apaixonados pela marca, eles acabam valorizando bastante o produto, e não ligam tanto pelo valor, pois eles acham q vale cada centavo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.