A fragmentação do Android no hardware

Na imagem abaixo é possível conferir um aspecto interessante da fragmentação do sistema operacional Android, as diferenças de hardware, incluindo o posicionamento dos botões dos aparelhos. Não seria mais interessante estabelecer um padrão para todos os fabricantes?

Via Engadget.

14 comentários em “A fragmentação do Android no hardware

  1. Acho que vai ser dificil isto. O design no final do lançamento conta mais que o padrão. No entanto perceba que há algumas semelhanças entre todos, mas com design diferentes e ao meu ver não atrapalha no manuseio.

  2. É isso que me deixa com um pé atrás com o Adroid, varios fabricantes, varios modelos, no fim acontece o que já vem ocorrendo, aplicativos incompatíveis com determinados aparelhos, demora para sair firmware, e quando sai não sai para todos os modelos… eu acho que sem uma padronização vai continuar a ocorrer essa salada…

  3. Se todos os modelos fossem iguais iria virar um IPHONE….o interessante do Android é justamente a possibilidade e a capacidade de se encontrar celulares com diferenciais que se adaptem melhor a cada tipo de utilização e não sermos obrigados a utilizar apenas um modelo porque o gênio da empresa preferiu assim.
    Utilizo Android desde o 1.5 e atualmente estou com o meu Milestone no 2.2….a cada 6 meses eu tenho um celular novo sem precisar trocar o aparelho….tá demais !!!

  4. Nisto eu concordo Gil, ou resolvam o problema da fragmentação do SO ou não irá muito para frente o Android. O que os usuários mais experientes não gostam e comentam e podem acabar com uma empresa. Lembram do caso da motorola e seu milestone com o update 2.2. Não concordo ao ponto de forçar uma empresa à atualizar o software desde que o hardware não o suporte ou afete sua estabilidade e seu desempenho, mas se houver as possibilidades e não afetar em nada este dois quisitos, não vejo o porque de não haver atualizações. Agora uma coisa que poderia resolver este problema da fragmentação é um sistema mais ou menos identico ao do Iphone em atualizações, deixando os MODs das frabricantes como um aplicativo instalado à parte por um “Itunes” da vida (Marketplace). Aí sim seria resolvido o problema da fragmentação. Mas há vários itens a ser considerado, hardware é muito fragmentado o que pode causar problemas neste método e consequentemente levar agua abaixo mais rápido o SO. Não sou fã de Android nem de Apple, já tive N95, Iphone 3G e tenho um X10 e um X10 Mini Pro, são ótimos aparelhos, mas a experiencia de trabalho (não fragmentaçao) do Iphone é que faz uma grande diferença na hora da decisão de uma nova aquisição de smartphone.

  5. É isso que eu mais gosto do android. Muita coisa em comum com tantas possibilidades de aparelhos (para todos os bolsos) para agradar a todos. Os botões são de menos. Você consegue quase tudo via customização de suas homescreens. Acho que a falta de suporte de alguns fabricantes na não atualização mais rápida de seus firmwares é o maior problema. Tenho um Xperia X10 rodando custom ROM e é o melhor aparelho que já tive (N95, XM5800, entre outros). Para compensar a falta de um suporte mais rápido a Sony Ericsson poderia abrir o bootloader.

  6. Na minha opinião, as pequenas incompatibilidades vão se enfraquecer a cada versão do Android. Eu prefiro conviver com elas por um tempo do que ficar dependo dos dispositivos da Apple. E outra coisa, desenvolver para Android é mais barato e rápido…

  7. A proposta é essa mesmo, diversidade tanto de Configurações quanto de Hardware.

    Melhor dizendo isso é denominado de Merchandising. A intenção do Google está explícita e é “consumidor escolha o que te atende”.

    É isso que atraí tantos consumidores para esse novo mundo.

    A Engadget foi perfeita.

  8. Não vamos exagerar! Isso na verdade é uma qualidade do Android. Sabemos que um botão é apenas uma peça de hardware q aciona uma função de software. Alguns fabricantes escolhem mais atalhos (botões) e outros menos. o Iphone tem um unico botão q no fundo serve apenas pra ativar o touch, depois trabalha-se com os botões do software na tela. Tenho um Iphone 3G mas dou ponto pro Android e não acho q esteja indo no caminho errado.

  9. Comprei o Galaxy S com a promessa de atualização ainda em setembro do corrente ano. Não ocorreu. Depois houve só adiamentos. Os promotores de venda agora adotam o discurso de que não há previsão para “atualização” para o Froyo (android 2.2). Segundo eles,não seria conveniente concorrer com Galaxy Tablet, que já roda o Android 2.2. Escrevi um email para a Samsung Mobile Brasil, que me respondeu simplesmente que ” não há data para atualização do Galaxy S e não se pode precisar se ele receberá atualização”.

    O Google ontem anunciou o Samsung Nexus S.

    É isso que chamam de fragmentação? A irresponsabilidade do fabricante em não proceder à atualização prometida? É o abandono de produtos logo depois do lançamento dos sucessores? O que será do Galaxy S, uma peça de museu, comercializada no Brasil pelo módico preço de R$ 2.300,00?

    Não entendo a paciência dos sites especializados com a Samsung. A Motorola, por menos, foi alvo de campanha nacional.

    Estou pensando seriamente em fugir da fragmentação. Seria a Apple a única alternativa?
    Abraços,
    Kennedy

  10. Eu não vejo problema nenhum nas diferentes disposições de botões ou nas diferentes versões do Android. Utilizo hoje um Milestone 1 rodando 2.2. Nós que somos curiosos arriscamos e fazemos a atualização tendo ou não a versão oficial, mas acredito que 95% dos usuários não sabem qual a versão instalada em seus aparelhos, muito menos qual a última versão do Android e nem por isso estão insatisfeitos. Eu vejo isso na minha casa, minha mulher tem um Nokia XM5800 que nunca foi atualizado e ela adora. Meu filho tem N95 sem nenhuma atualização e não reclama de nada, só eu que estou insastisfeito esperando o Gingerbread para ver como roda no meu Milestone.

  11. As atualizações não vão ser eternas para todos os aparelhos. Vai chegar um momento em que o hardware de meu Xperia X10 não atenderá o android 3.4 ou 4.6 ou 7.2. É isso aí! Contudo, existem muitíssimos desenvolvedores para android. Sempre teremos custom ROM para tirar o máximo de nossos equipamentos. Estou satisfeitíssimo. Só pretendo trocar meu smartphone quando lançarem um com 2,5 GHz. Não acho que vá demorar muito não…

  12. Sou a favor da padronização, mas que o usuário tenha o poder de escolha sobre o que instalar ou não instalar no seu S.O.
    Se quero flash player no iPhone, tudo bem, mas que a fabricante me alerte para o que ganho e perco com isso, e assuma minha escolha. No caso do android a padronização daria
    confiabilidade quanto a atualização do S.O. para diversos fabricantes de dispositivos android.

  13. As pessoas vêem a variedade de celulares com android no mercado como uma ‘boa-vontade’ das fabricantes de celulares em ‘atender’ às possíveis necessidades do consumidor mas também não enxergam que isso faz parte de um marketing. As fabricantes e operadoras adotaram o android pois é um sistema que pode ser modificado como elas bem entenderem para assim estimular o uso de seus próprios produtos e serviços e obedecer uma estratégia de mercado mais de acordo com seus interesses, não tendo que se submeter muito a empresa que faz a plataforma (como é mais o caso do windows phone 7 por exemplo). Uma tendência agora nos eua são celulares android que já vem pré-instalados com programas do operadora que não podem ser removidos e com sistema padrão de procura fixo. Isso é dar escolha a alguém? Por que as operadoras brasileiras atrasam ou simplesmente não atualizam seus aparelhos com android? Porque não faz parte de sua estratégia no momento, elas acham provavelmente que não justifica o investimento e ainda iria prejudicar a venda do modelo novo. Isso é atender ao consumidor de alguma forma? Isso é se preocupar com algum controle verdadeiro de qualidade em vez de tentar vender a própria marca o tempo todo? A google também vem com essa de ‘don’t be evil’ e as pessoas acreditam. A google existe para gerar capital. Ela pode oferecer o android de graça mas as patentes são pagas e quero ver ela oferecer de graça o algoritmo que usa no seu sistema de procuras. Impossível. A google massacrou as outras empresas de procura, usa as informações pessoais dos usuários para fazer dinheiro e ficam achando que ela é santa assim como as fabricantes e as operadoras.

  14. Eu não gostaria que todos os teclados para computador fossem iguais. Gosto de escolher.
    Também não gostaria que todos os mouses fossem padronizados.
    Acho o mesmo dos smartphones. Quanto mais opções, melhor para o usuário, que pode escolher o que mais lhe agrada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.