Dia dos tablets na Campus Party

Hoje eu resolvi ser um pouco radical e levei somente o iPad, o Galaxy Tab, um smartphone e um teclado bluetooth para trabalhar na Campus Party, e como eu imaginava, as coisas não ficaram muito bem. Para encurtar bastante a história, na minha opinião os tablets não são feitos para trabalhar, com exceção de algumas tarefas mais leves ou consumo de mídia, livros, revistas e games, estes aparelhos quase sempre ficam devendo.

Na Campus Party eu notei mais uma vez que sempre dependemos de soluções aparentemente caseiras ou gambiarras para fazer um tablet executar um bom trabalho, e que no final das contas temos mais um aparelho com a proposta de fazer tudo de uma forma inovadora e acaba não concluindo nenhuma tarefa de forma adequada.

Tentei conectar na internet sem sucesso, não consegui jogar em rede, a TV digital ou analógica não funcionou por conta do fraco sinal, alguns anexos de emails não são abertos, várias funções mais pesadas também ficam de fora, mesmo quando falamos de um simples pacote Office, a memória é pequena para filmes, que devem estar em formatos específicos para não falhar e por ai vai!!

Independente da marca ou sistema operacional, os tablets são equipamentos com um apelo tecnológico interessante pela interface touch, mas que no final das contas são smartphones gigantes com performance fraca, muito pior do que a encontrada nos Netbooks. Apesar dos investimentos, as revistas em tablets ainda não estão bem, sendo que em alguns casos como o da Wired, o número de downloads caiu de 100.000 para algo em torno de 20.000 por mês, o que é muito pouco para uma publicação vendida no mundo todo.

No final das contas o meu uso de tablets ficou limitado a leitura de livros e algumas poucas revistas, feeds rss e emails quando estou cansado de ficar na mesa de trabalho e alguns games, o que é pouco para um aparelho com preço tão elevado. Será que os tablets vão acabar com o mesmo destino dos Netbooks? Somente o tempo poderá responder esta pergunta, mas uma coisa é certa, amanhã eu estarei na Campus Party somente com o meu Notebook!!

P.S.: Continuo gostando dos tablets, mas infelizmente não consigo usar estes aparelhos para trabalhar!

39 comentários em “Dia dos tablets na Campus Party

  1. Nem aliado a um teclado Bluetooth, Toledo?

    Pretendo pegar um, mas só no final do ano, um conjunto de um ótimo Smartphone e um Tablet, substituiriam um Notebook? Hehe, vamos ver, como o mercado vai estar, até lá.

  2. É,talvez só os novos tablets com processador dual core consigam desenvolver melhor as tarefas mais “pesadas”.Vamos esperar pra ver!!

  3. “Será que os tablets vão acabar com o mesmo destino dos Netbooks?”
    Qual seria esse destino?
    Sinceramente eu acho que um Netbook ja é suficiente pra grande maioria das pessoas, que só usam um computador pra navegar, acessar redes sociais, email, messenger, pacote office e um joguinho de vez em quando tipo plant vs zombie.
    Alias, tenho um amigo da faculdade (engenharia) que faz tudo da faculdade com um netbook, e ainda tem a vantagem que a bateria dura umas 7 horas.
    A gente tem a impressão que eles não aguentam, mas um dia desses vi uma review comparando um Atom Dual Core vs Pentium 4 e muitas vezes nas aplicações otimizadas para dois processadores o Pentium 4 era espancado, quando não, o Atom tinha desempenho pouco inferior ao Pentium 4.
    Me pergunto se precisamos de todo esse processamento mesmo, talvez pra quem trabalhe com aplicações gráficas, mas ai imagino que ele não vá querer fazer isso em uma tela de menos de 17 polegadas, concordam?

  4. Bad tablet day? rsrs
    Desculpa Rodrigão, concordo que o iPad ou o Galaxy jamais vão substituir um note e não sei bem que trabalho esta fazendo na CP, mas uso meu iPad para trabalhos em viagens à trabalho e pouco sinto as limitações (que são superadas pela praticidade). O meu que é 32Gb sem 3G, aliado ao iPhone 4 com jailbreak e Mywi é um bom substituto para 80% do meu trabalho fora do escritório…
    Senti um gosto ruim de um bad tablet day em seu post… rsrsr
    Abs,

    Fred Motta (com o iPad na Nova Zelândia)

  5. Disse tudo.
    Eu troquei o meu netbook por um Galaxy Tab, mas o uso em viagens apenas para verificar as notícias na internet e para me orientar com o Google Maps que agora (maravilha) aceita mapas na memória. Se tivesse que trabalhar com ele, preferiria o meu netbook (ou, melhor ainda, compraria um bom notebook).

  6. Sempre gostei de maquinas potentes, gostava muito de jogar no PC, mas percebi que cada geração nova de jogos era preciso um upgrade no PC para rodar os jogos decentemente.
    Comprei um XBOX 360 e por não jogar mais no pc, comecei a usar notebooks, apesar de jogos de tiro ficarem meio ruins de jogar em video games.
    E depois que você ganha a mobilidade dos notebooks, acredito que a duração da bateria é um dos itens mais importantes, e nesse quesito os netbooks são uma mão na roda.

  7. Muito bom post Rodrigo, aqui em casa mantenho o net fraquinho para viajens, mas que supre 100% das necessidades em campo, ou seja, skype com câmera, emails, produção de algum texto, planilhas (esposa economista é fogo)…
    Talvez por isso eu não tenha um tablet até hoje, meu iPhone supre 99% das minhas necessidades e para os outros 1% o net resolve, sendo para minha esposa o inverso, o net supre 99% do que ela precisa…
    Só pretendo trocar o PC de casa por um Note mais parrudo prá ficar aqui mesmo (ou um médio com um bom HD externo…

  8. Eu odeio netbooks, tenho péssimas experiências com esses atoms, são fracos demais. Para as tarefas que eu poderia usar um netbook (Edição de textos, planilhas e internet), jamais eu optaria por um net, sem chance. Prefiro sim um tablet, seja ele o ipad (que é a minha preferência) ou o tab. E se eu precisasse de algo mais, utilizaria o mac pro mesmo.

  9. talvez o quadro possa mudar como o colega ja citou os processadores dual-core que virão nos proximos tablets!
    eu aguardo ansioso o tablet da asus com windows 7!

  10. Rapaz, das duas uma: ou esse blog foi tomado por um hacker ou o dia de trabalho do Rodrigo foi o pior da vida dele! Hehehe.
    Posso dar o meu testemunho sobre o iPad, que é o tablet que possuo (já testei o Tab, mas achei a tela pequena).
    O que ele é melhor que um computador(desktop, note ou netbook):
    * Livros, revistas e jornais. Não há comparação! É totalmente diferente ler sentado confortavelmente ou deitado. Nos livros pode-se marcar páginas e textos, fazer pesquisas, usar dicionários. Costumo ler muito, normalmente 2 ou 3 livros ao mesmo tempo e tê-loa todos no iPad facilita bastante. Em relação às revistas discordo do Rodrigo. A Wired e a Project já mostraram o caminho que as revistas devem seguir. Aqui em Portugal costumo comprar a revista Visão, semelhante à Veja, que em banca custa €2,50 e para IPad custa €0,79. As funcionalidades são muito interessantes. Também leio muitos jornais, todos com conteúdos gratuitos, pelo menos por enquanto.

  11. Eu nunca dou uma de “early adopter” pq sei q os aparelhos de primeira safra são meio conceituais… eu espero a segunda ou terceira safra de produtos q no caso já estarão mais desenvolvidos…

  12. Rodrigo, parabéns pelo Post e pela clareza como expos seu dia de dificuldades com o Tablet.

    Me identifiquei com esse post, pois no fim de ano durante uma viagem levei meu Tablet e as dificuldades foram:
    – não consegui abrir muitos anexos de meus emails principalmente apresentações em PPS
    – uma série de sites necessários como os de reserva de hotéis, e alguns de serviços também o acesso foi precário ou quase nenhum;

    Enfim, minha experiência com ele não foi satisfatória.

    O repassei a um amigo com as devidas explicações das deficiências por mim identificadas por 60% do valor pago a cerca de 40 dias.

    Com relação a netbook, estou muito satisfeito com um Asus que tenho e a partir de agora não o abandono mais em viagens e quando necessitar de mobilidade, ou seja quase todo dia.

    Ele é um eeepc 10015pe, características principais são a tecnologia hibrida de processador que permite alternar da velocidade de poupar energia para a super uso, tela de LED super econômica, bateria segundo o fabricante dura 11 horas, comigo não passa de 8 horas, hd 250 gb, ram 2gb, etc…

    Em minha opinião e segundo o que tenho observado nos ambientes profissionais os Netbooks são a alternativa do momento preço acessível, mobilidade, W7, etc..

    1. Foi um Bad day Tablet mesmo! Precisei conectar e não consegui, abrir alguns anexos de email que não funcionaram, ai quando ví que não dava mesmo para trabalhar eu tentei assistir Globo Esporte e a TV não funcionou e ainda fui jogar Need For Speed e o modo multiplayer não conectou!!! Tenha dó!!! Hehehehehehe! Bad day total!! Quanto a Wired, compro todos os meses e acho que o futuro das publicações é este mesmo, mas infelizmente os resultados das vendas são pouco animadores, e se não encontrarem um formato de vendas ou assinaturas melhor, a coisa pode não dar certo neste momento.

      Digo neste momento pelo fato de que no futuro as coisas devem caminhar para o meio digital, mas agora talvez as empresas e os consumidores (a grande massa e não os Geeks) não estão preparados. Os Netbooks sofreram com a queda das vendas com o lançamento dos tablets e perderam muito mercado, mas para quem precisa trabalhar de verdade com algumas coisas mais pesadas e não pensa em ser surpreendido por problemas durante o dia de trabalho ou até nas férias, os pequenos computadores ainda são as melhores opções!

      Um abraço pessoal!! Mais tarde estarei na Campus Party novamente, e quem quiser bater um papo é só me procurar!!!

  13. Rodrigo, esse post era o que eu precisava ouvir desde terça… A maioria dos sites que acompanho estavam detonando os netbooks sem ao menos considerar a utilidade deles.
    O netbook não é para jogo (no máximo aqueles joguinhos em flash), mas o poder dele é a autonomia da bateria, mobilidade e o teclado físico (se comparado a um tablet).
    Se o mercado acreditar que netbooks não tem futuro, os preços vão cair e então eu aproveito para comprar o meu. 🙂
    Parabéns pelo post!

  14. Acho que ainda é um pouco cedo para prever o futuro dos tablets e sua utilidade.

    Temos somente 2 modelos disponíveis no momento e a CES 2011 mostrou que vem muita coisa interessante pela frente.

    Acho que no seu caso Rodrigo vale a pena esperar pelo Blackberry Playbook, que vem com a promessa de ser um tablet “corporativo”.

    Sem contar que vem uma linha de tablets com processador dual core e o novo android 3.0.

    Num passado não muito distante, os notebooks também tinham suas limitações e tinham sua utilidade questionada.

    Vamos aguardar.

  15. Bom, no meu caso o iPad substituiu completamente o meu netbook e meu notebook no escritorio, não preciso mais levar aquela tralha para trabalhar, como sempre tem um desktop ao lado o tablet ficou para as coisas mais corriqueiras, como acesso aos emails, navegação, video, musica etc… no meu caso ele tem dado conta de rodar todo tipo de video, com o uso dos players Vlc, Oplayer HD e o AVPlayer, como uso o iPad com jailbreak posso plugar pen drives e cartões de memoria com o camera conection kit… mas, realmente vai muito do uso que se espera do aparelho, quando eu levo o iPad eu já sei das limitações, mas a praticidade tem compensado o peso a menos…

  16. Acredito, Rodrigo, que a diferença de interface seja determinante.
    Ainda existem poucos aplicativos projetados para utilização plena de uma tela multi touch.
    Aplicativos como planilhas e processadores de texto foram pensados e idealizados para tela cum e teclado físico. Eu não acho que é só uma questão de poder de processamento, mas da existência de aplicativos feitos especialmente para tablets.

  17. Vejam como são as coisas, o Profissional Rodrigo Toledo abre um debate sobre realmente quais as vantagens esses aparelhos possuem e não possuem.
    Já o amigo dele que supostamente estava junto e teve o mesmo problema, iludiu seus leitores com o seguinte titulo: “Vale a pena comprar um Tablet e esquecer o Notebook ?”

    Até aí tudo bem, mas o artigo não foi para debater como aqui onde já passaram de 20 comentários, mas sim pra criticar o evento Campus Party e a deficiencia dele em ir despreparado para um evento desse porte!.

    Resultado do artigo: apenas 5 comentários:
    1 – Criticando o evento
    2 – Um criticando o titulo falso (Por fim sugiro que, se não for intenção induzir aos leitores a ler o post, poderia mudar o título e fazer a devida menção ao Campus Party. Que é o que caberia melhor.)
    3 – O dono do blog tentando justificar
    4 – O dono do blog dizendo que os Tablets não prestam
    5 – Um leitor dizendo que o Tablet substitui o netbook.

    REALMENTE PRECISAM APRENDER E MUITO COM O RODRIGO TOLEDO!

  18. Não sei qual foi o tablet que o Rodrigo usou, mas no iPad só não consegui abrir os formatos naytivos Open Office (ods, odt, etc.), que é o meu Office em casa e no trabalho. A solução óbvia foi usar os formatos que todo mundo usa, ou seja, doc, xls, ppt, etc. Uso tudo sincronizado no Dropbox. Nunca tive problemas com a net, pois o meu tem 3G. Além disso a Vodafone permite acesso WiFi em locais públicos, como shoppings ou hotéis. Rodo bem vídeos mkv sem o bicho engasgar. Até agora não houve nada que me propusesse fazer no iPad que não conseguisse. O que ainda faço no PC? Jogar Starcraft, sincronizar o iPad e pouco mais. Mesmo filmes assisto na TV da sala através do player multimídia Asus 0Play ligado ao desktop. É só baixar (opss!) e assistir na sala mesmo.

  19. vc devia mesmo ter usado o Teamviewer
    ai acessa o seu note a distância e processa os documentos
    eu sou um que prefiro note de 13.3 ou net mesmo até pelo preço

  20. @jef_spfc
    Acho ainda melhor o Splashtop Remote Desktop, pois rola até Flash! O problema é que no evento não havia conexão à Internet. Mas o 3G também não funcionava? Onde diabos rola esse evento que não chega nem sinal de tv?

  21. Li este post e entrei aqui para lhe dar os parabéns pela sua sinceridade , está longe o dia em que esses gadgets com forte apelo consumista por ser uma novidade , vão fazer frente a um notebook ! O processamento medíocre de um tablet é uma piada perto de um notebook . Que me desculpem os apreciadores dessa inutilidade . Ghhhrrr

  22. @Augusto

    Não considero os tablets uma inutilidade. O que as pessoas esquecem é que eles foram projetados para usos diferentes de um notebook. Para mim o Galaxy Tab é bem útil, uso como GPS no carro e em viagens (cabe fácil na bolsa de minha mulher), acesso a internet em hotéis e aeroportos e ainda posso jogar um Angry Birds enquanto espero o vôo. Ou seja, é um aparelho mais voltado para o lazer (embora eu use o GPS para trabalhar também). Se eu fosse usá-lo na faculdade ou no trabalho (texto e planilhas) ele seria totalmente insuficiente, ao contrário de um notebook. Resumindo, para viajar, lazer e levar ao banheiro: Tablet. Para trabalho e estudo: Notebook.

  23. @Rainor,
    Ótimo comentário. Comparar tablets, net/notebooks e smartphones é como comparar Ferraris, Bentleys e e Hummers. Cada um é bom em suas funções. Não queiram por um Bentley na lama, um Hummer numa pista de corridas ou procurar conforto luxurioso em um Ferrari, pois simplesmente não são projetados para essas coisas. Assim como é frustrante tentar trabalhar com um tablet, é difícil (ou impossível mesmo) usar um net/note como GPS ou ler um livro em um smart. Devemos usar os equipamento certo para a situação certa.
    Dito isso, reafirmo que o que o Rodrigo se propôs a fazer era perfeitamente possível ser feito pelo tablet, desde que houvesse net, seja wireless ou 3G.

  24. @Alessandro,

    infelizmente não compartilho do mesmo otimismo que você, mas respeito sua opinião.

    Tentei fazer menos do que o @Rodrigo se propôs a fazer e não logrei êxito. Reportei isso a alguns posts atrás, foi durante uma viagem, estava em um hotel ao tentar reservar outro através do Tablet não consegui. Não houve maior desgaste, pois utilizei um equipamento do próprio hotel.

    Contudo, como não tive uma experiência adequada aos meus propósitos através do Browser nativo do Tablet, o vendi.
    Conclusão relação custo benefício desproporcional.

  25. Também acho que os tablets propõem muito e fazem pouco. Ainda não usei mas lendo reviews e relatos de usuários percebo que é o tipo de gadget que só que tem dinheiro esbanjando pode comprar sem nenhum prejuizo.

    Acredito que têm potencial até porque acho que é tendência cada vez mais tablets e menos netbooks no mercado, porém acho que devem melhorar muito e até por isso não comprei um ainda.

    Bem, na verdade não comprei os tablets grandes, mas posso dizer que tenho um porque comprei um N900.

    E olha, pelo custo dele, acho que foi uma compra muito melhor do que um outro tablet qualquer. Acesso a internet ora wi-fi ora 3g, consigo abrir pdfs, assitir filmes em .avi tanto na tela de 3,5′ dele como até em uma TV de 42′ plugando o cabo de vídeo, jogos em 3D (ainda que precários no desenvolvimento), fotos de ótima qualidade e até apresentei uma palestra com um .pps lido através dele ligado num projetor.

    Se alguém me perguntar qual tablet deve comprar eu digo: Não compre tablet, compre um N900.

    Taí um Smartphone/Tablet que não me arrependi da compra.

  26. Eu quando viajo jogo World of Warcraft -devidamente configurado- no meu netbook (um Asus eee pc com Atom e um video card Nvidia Ion) e não tenho muito do que reclamar. Já fiz até inacreditáveis raids… com uns 15fps, mas fiz!!! 😉 Além de rodar meus softwares de engenharia da faculdade sem problemas…
    Tablets são, por enquanto, destinados a consumo de mídia. Esperar ótimo desempenho para outras coisas mais pesadas é pagar para ter estresse.
    Ainda não fui conquistado pela febre… vi um iPad em ação e achei muito desajeitado. Tirando a comodidade em usá-lo deitado, qq outra posição parece-me que não funciona bem. Sem contar o problema do Flash. u.ú Outro dia no avião havia um homem do meu lado, que puxou um iPad da mala… foi curioso, o cara não conseguiu achar posição para ficar com ele. Nem puxar a bandeja da cadeira ajudou… Mesmo assim ele continuou firme e forte tentando ler um livro. 15min depois ele desistiu daquilo e guardou o iPad. Pegou a revista disponível no avião e foi lendo ela até o final da viagem. kkkkkkkk
    Já o Galaxy Tab achei muito bonitinho, por ser menor… mas aí começo a achar que meu smartphone faz (quase) tudo que ele faz… xD
    Então, tablets de 1a geração ainda tem muito o que provar para mim. Claro que cada usuário tem sua necessidade. Se for para ler revistas, navegar pela internet, jogar coisas mais leves ou ficar jiboiando na cama enquanto tecla no chat, os tabletes são bem-vindos.

  27. Alguém que tenha iPad pode me explicar se eu consigo abrir PPS com som?
    Comprei até o Documents to GO e não adiantou nada.
    Alguma dica?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.