Atualizações dos celulares com Android da Motorola

Um dos maiores problemas do sistema operacional Android é a atualização do sistema operacional, que nem sempre chega aos aparelhos comprados pelos usuários e acaba inviabilizando a instalação de novos aplicativos que costumam precisar da última versão do sistema instalada para rodar.

A atualização nem sempre é efetuada pelos fabricantes, e uma boa turma não consegue instalar as melhores novidades nos aparelhos, o que é uma pena e sem dúvida alguma acaba tirando um pouco do brilho do Android.

Vejam a nova tabela de atualizações da Motorola para Android:

Compare com a de Março de 2010:

Vale ressaltar as observações efetuadas no post do Meio Bit, que comentou que a Nokia lança atualizações de forma aleatória e sem aviso, mesmo para aparelhos mais antigos, que são estáveis e que rodam tudo que é feito para o Symbian, bem como a Apple, que contorna totalmente as operadoras e lança atualizações que funcionam até nos iphones mais antigos, sendo que atualmente a única versão que não suporta o SO mais avançado é a primeira, o iPhone original, lançado no ano de 2007 (mesmo assim ele roda a versão 3.1.3).

Eu espero que a Google encontre uma forma de atualizar os aparelhos que não dependa de fabricantes ou operadoras, para que estes problemas não acabem comprometendo o gosto e a paciência dos usuários com o sistema operacional Android.

15 comentários em “Atualizações dos celulares com Android da Motorola

  1. Esperar a boa vontade dos fabricantes é dose. Meu milestone atualizei por meio da rom ShadowmodBR e estou bastante satisfeito. Não vou esperar a motorola se decidir. Até lá já troquei de aparelho.

  2. Rodrigo, na minha opinião de desenvolvedor de software basico, a Google tem que mudar de filosofia. Atualmente, a cada atualização, os fabricantes trocam 100% do firmeware, sobre escrevendo o antigo com um novo. Quando se tem o controle do hardware, isto não é um problema. Mas, no caso do Android, existem uma grande variedades de smartphones de difentes fabricantes e arquiteturas. É necessário que se faça um update parecido com o Windows, se trocando só os arquivos alterados. Seria algo como, tudo que for do “core” do sistema operacional, viria da Google. Tudo que fosse especifico do hardware (como device drivers) viriam do fabricante, e só seriam alterados no caso de correções. Hj, a Google não pode lançar um update generico, pois cada equipamento tem seus “device drivers” espeficicos, teriam que gerar e testar uma imagem espeficica para cada smartphone. Da forma que proponho, a Google [poderia lançar um update generico, que funcionaria em todos os smartphone (que tenham o pre-requisito minimo).

  3. Muito interessante essa opinião do Marcio teixeira. Só vou comprar um Android qdo tiver certeza que ele poderá ser atualizado. Ou se for um Nexus (que sempre é atualizado). Falando nisso a Vodafone está fazendo pré registro aqui em Portugal para o Nexus S. Só que os sabidinhos não divulgaram o preço ainda. Estou esperando a facada para me decidir entre ele e o iPhone.

  4. Isso é bem complicado. A única empresa que faz atualizações com maior frequência é a HTC, que tem apenas um aparelho com Android no Brasil, e infelizmente não dá a devida atenção ao país.

    Por essas e outras penso em largar a plataforma e comprar um iPhone, pelo menos sempre terei o OS atualizado.

  5. Viva as ROMs alternativas, como a Shadowmod. Quem quiser esperar a lerdeza dos fabricantes, espera. Mas quem quer fuçar um pouquinho mais consegue dar vida nova ao aparelho.

  6. Por essas e outras tenho medo de entrar no mundo do android… to pensando em comprar o Atrix, mas precisa de coragem! Ou senão ter a certeza do aparelho ser sucesso de vendas, já que dessa forma a possibilidades de roms custom será bem maior!

  7. Entrei no mundo Android, tenho um Milestone, e segundo a Motorola a atualização do aparelho ocorrerá no 1o. Trimestre, espero que ocorra, pois me recuso a atualizar o equipamento de forma diversa a oficial.

    Apesar do atraso da Motorola com relação do Milestone me encomodar um pouco não chega a me deixar totalmente descontente, enfim até agora tem sido atualizado com atraso ou não.

    É óbvio que se os equipamentos com Android não tiverem suas atualizações automaticamente, a médio prazo de 1 a 2 anos, muitos abandonaram a plataforma.

    Contudo a plataforma não irá morrer enfraquecer com certeza morrer não tem muita gente que não liga para atualizações como nós.

  8. O problema é que a motorola lançou vários aparelhos de uma vez, abraçou o mundo mas não é capaz de dar o suporte para eles. Nada de atualização. Tenho um X10 e uso a rom 2.2 do Zdzihu da XDA-DEVELOPERS, uma vez que a Sony Ericsson também resolveu lançar aparelhos novos com praticamente as mesmas configurações do X10 mas por interesses comerciais decidiram deixar os usuários do X10 na mão. Já tive 2 celulares android (anterior o Samsung Galaxy) e sinceramente acho que não vou ter coragem de encarar um terceiro, prefiro arriscar um Iphone e não ter que ficar frustrado com um aparelho sem atualização.

  9. Motorola nunca mais!!! Dessa vez eu aprendi a lição!!! 😦

    Com relação ao Android eu tinha planos de comprar um Android top de linha esse ano, mas ainda acho que está muito bagunçado. Vou esperar mais um pouco pra decidir o que fazer, mas pelo andar da carruagem, meu próximo telefone vai ser um iPhone 5.
    Quem sabe alguém lance um Android matador de verdade e eu mude de idéia.

    @Motorola e @Motorola_Br total #fail.

  10. A Google vai ter que dar um jeito nesse negócio de atualizações do android, senão vai acabar com uma má imagem. Meu Milestone 2 já veio com o 2.2 e eu nem tenho motivos para atualizar para o 2.3 (não achei muito diferente), mas gostaria de pelo menos ter a escolha.

  11. Por isso que estou fora de Android, comprar um smartphone caro, para depois de 6 meses ficar com um sistema obsoleto!

  12. O melhor é pegar um Smart que tenha boa vendagem e aceitação no mercado como o ML1…que apesar de ser Motorola a galera se mobiliza para mante-lo atual pressionando a fabricante. Até a faixa de preço dele (1000 reais) é a melhor opção. Talvez o G5, G3 e o Optimus One sejam outras boas opções…mas o primeiro não tem Multi touch, e os outros dois tem numero de pixel em menor quantidade. O unico Android que salva são os Nexus.

  13. Acredito que as atualizações do Android tenham 2 pontos de gargalo:

    1) As fabricantes e seus bootloaders travados:
    Ok, não acham que vai dar retorno investir em atualização de aparelhos antigos. mas pelo menos liberem o bootloader para a comunidade montar as atualizações.
    Parem de pensar como vendedor de celular arcaico, que o povo compra e usa até acabar.
    Quem reralmente usa Smartphone como smart vai atualizar seu aparelho constantemente (atualizar o hardware), procurando cada vez mais desempenho e produtividade. Quem gosta de aparelho multimedia vai sempre procurar a novidade e trocar o aparelho. E quem compra por status vai trocar pelo celular da moda de qualquer jeito.

    2) a Google no comando do Android:
    Além do que o Marcio Teixeira disse, a Google também tem que parar de colocar coisas a conta gotas, cada versão lançada traz um pingo de novidade um monte de confusão.
    Se programem para lançar versões com as melhorias consolidadas, deixe as pequenas mehorias para a comunidade lançar seus mods, e eles mesmos vão comentar e dar o feedback de onde pode melhorar, aí junta-se tudo que foi aprovado e “homologado” pelos usuários e coloca em uma versão oficial stable única, para os fabricantes montarem sua rom oficial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.