Jornais brasileiros começam a cobrar por conteúdo no iPad

O iPad nem desembarcou no Brasil e alguns dos principais veículos de comunicação do País confirmaram à Macworld Brasil que passarão a cobrar por seus aplicativos (até então gratuitos) ainda neste trimestre. Segundo os jornais brasileiros, o início da cobrança nos próximos meses já fazia parte de estratégias próprias e não possui relação direta com solicitações externas (jornais do exterior foram informados recentemente que não poderiam mais oferecer seus aplicativos gratuitamente).

“Essa nova edição do aplicativo já estava planejada. Não foi feita por causa de nenhuma determinação da Apple. Anteriormente era um período de testes, de amadurecimento do aplicativo”, explica o diretor de produtos digitais do grupo Estado, Nicholas Serrano. Segundo ele, a nova edição paga do aplicativo terá duas versões: uma é apenas uma reprodução do jornal impresso em formato digital e a outra é uma versão especial para iPad, que inclui conteúdo exclusivo para o tablet.

De acordo com o gerente comercial digital do O Globo, Thiago Bispo, o novo software do jornal carioca para o tablet será um “híbrido da versão online – trazendo conteúdo exclusivo para a iPad – com a versão impressa, mais atualizações em tempo real das principais editorias”.

Segundo reportagem publicada pelo jornal “Meio & Mensagem” em 24/1, a Folha de São Paulo prepara também uma nova versão paga de seu aplicativo para iPad, com lançamento previsto para este trimestre. Macworld Brasil entrou em contato a Folha, que confirma o lançamento versão ainda este mês e mantém o discurso sobre o início da cobrança ser uma estratégia anterior da empresa.

“Esses aplicativos tendem a ter uma evolução natural”, explica o CEO da desenvolvedora Digital Pages, Youssef Murad, responsável pelos novos programas da Folha e O Globo. Segundo ele, “um bom aplicativo para iPad pode ser feito num prazo de 30 a 90 dias, mas esse prazo pode aumentar de acordo com o foco de cada projeto.”

Na minha opinião ainda não está na hora de começar a cobrança, pois devemos sempre lembrar que os usuários brasileiros ainda não tiveram tempo de utilizar o formato gratuito que ainda não está consolidado, logo imagine a dificuldade de fazer este consumidor pagar por este tipo de conteúdo? Um bom tempo de downloads gratuitos seguido por uma estratégia de preços extremamente baixos poderia ser a solução, mas eu duvido que os valores cobrados sejam equivalentes aos praticados pelo The Daily.

Se o preço for baixo eu pago pelo conteúdo sem problemas, mas se acompanhar os valores praticados por revistas como a Veja, da mesma forma que os aplicativos foram instalados no meu iPad serão deletados.

Via Macworld.

5 comentários em “Jornais brasileiros começam a cobrar por conteúdo no iPad

  1. Concordo! No Brasil não vai dar certo a cobrança, pq tudo aqui é mais caro. Nunca que um jornal vai custar 0,25 centavos por dia, como o The Daily. É um absurdo os preços das revistas eletrõnicas aqui, eu ainda prefiro pagar a revista física então a vantagem de preço tinha que ser melhor. Em alguns casos o do iPad é mais caro que a revista física, olha o absurdo disso sendo que não se gasta com gráfica e nem com papel.
    E também deviam primeiro esperar o iPad e os jornais eletrônicos se difundirem no Brasil primeiro ao invés de quererem lucrar com isso.

  2. Concordo inteiramente com o Rodrigo. Algumas publicações que cobram preços inferiores aos de banca continuarão no meu iPad, o que cobrarem o mesmo estão fora. Então eu ofereço um meio para que ele me vendam o produto, tendo eles apenas que disponibilizaram o conteúdo digital, que de qualquer forma já está pronto para as versões impressas, e tenho que pagar igual a quem dá custos de impressão, distribuição e comercialização?

  3. Concordo contigo!
    Eu pagaria certamente o valor cobrado pela assinatura do The Daily para um jornal nacional.
    Penso em assinar oThe Daily também..
    Agora, pagar um valor igual ao do jornal, físico, sem chances!
    Até porque estes são caros…

  4. Simplesmente, quando uma pessoa sensata, e basicamente inteligente, colocar uma revista ou jornal , a um preço acessível, e justo, vai estourar. Depois, virão os grandiosos, tentando impedir tamanha divulgação, e irão tentar impedir, ou copiar o sucesso. Porque será q os apps são 0,99 cents? Pq vendem milhões? Será q venderiam a mesma quantidade se fossem caros?

  5. Sou leitor assíduo de jornais e revistas no IPad, porém acho um absurdo cobrarem caro pela leitura destes conteúdos, tanto que já deletei o app do Estadao e do Globo que cobram 1,99 $por cada edição. E o pior a revista veja cobra um absurdo pelas mídias, por enquanto a Isto E ainda não cobra, aproveitem. Se cobrassem barato eu com certeza assinaria, a principio prefiro continuar com as minhas assinaturas impressas, mas se fizerem um preço justo mudo para este novo tipo de assinatura que ao meu ver implica menores custos para as empresas, porém neste pais e assim tudo um tremendo absurdo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.