Primeiras impressões do iPad 2

Ontem durante o evento da AMD eu pude passar alguns minutos com o iPad 2 do meu amigo Richard Max, e minhas impressões iniciais foram muito boas, mas será que vale a pena trocar o iPad original por este novo modelo?

O acabamento segue o mesmo ótimo padrão da Apple com a parte traseira em alumínio, mas agora o aparelho esta mais fino, arredondado e um pouco mais leve, mas a sensação de segurar o tablet nas mãos ainda é boa e passa uma impressão de qualidade muito grande. Apesar de ser melhor de manusear do que seu antecessor, após algum tempo de uso a diferença praticamente desaparece e não parece tão relevante.

As câmeras são bem fracas e não passam de um quebra galho, com imagens que não ficam muito bonitas nem na tela do aparelho, e de uma forma geral servem apenas para dizer que existe o recurso no tablet. Se precisar fazer uma chamada em vídeo eu ainda prefiro usar o próprio celular, seja o iPhone 4, que tem um tamanho reduzido e mais confortável.

A grande diferença está na memória e no processador do aparelho, que realmente deixaram o iPad 2 muito rápido! O modelo anterior tem um ótimo desempenho, mas na média os aplicativos e games abriram 4 ou 5 segundos mais rápido, o que é legal de ver, mas não impressiona muito. Como este novo hardware é muito novo, ainda deve demorar um pouco para chegar ao mercado os aplicativos e games que aproveitam todo este hardware, e provavelmente as coisas podem mudar quando isto acontecer.

Na minha opinião quem tem o iPad original não precisa comprar o novo modelo, e quem ainda não tem um tablet pode comprar direto o iPad 2 sem nenhuma chance de arrependimento, ao menos até o lançamento dos próximos tablets com o sistema operacional Android como o Xoom da Motorola ou o Galaxy Tab2. O iPad 2 está muito bem feito, estável e veloz, e mesmo sem trazer nenhuma grande novidade ainda está na frente dos concorrentes, se bem que neste ano os novos aparelhos com Android estão consideravelmente superiores ao que encontramos nas lojas em 2010.

 

22 comentários em “Primeiras impressões do iPad 2

  1. Realmente apesar do hardware mais potente, da sua finura e de suas “câmeras” a troca pleo iPad 2 e desnecessárias, pois o processador a4 da Apple roda muito bem todas as aplicações. Porem sem dúvida o iPad 2 é o melhor Tablet do mercado, e se a concorrência não trouxer preços relevantes, teremos o 2 reinado do iPad (obs. ja estamos tendo)

  2. Enquanto:
    1) o Honeycomb não for estável e
    2) os fabricantes dos tablets com Android não baixarem os preços
    3) certas aplicações e jogos não forem disponibilizados para Android (Infinity Blade, N.O.V.A. 2, Real Racing HD 2)
    o iPad continuará a reinar absoluto no mercado dos tablets.
    Ao contrário do iPhone, que foi utilizado por alguns “boçais” como diz o colega acima, como símbolo de status, o iPad é utilizado por pessoas “normais”, algumas inclusive que nunca tinham comprado um produto Apple antes, como foi o meu caso. Até o argumento de que é um produto mais caro e “diferenciado” se tem, pois ele é mais barato que a concorrência.
    Concordo com o Rodrigo quando este diz que não se justifica a troca do iPad 1 pelo 2. Quem sabe pelo 3.

  3. Alesandro, as pessoas que compraram um iPad o fizeram pela promesa de algo novo, e qual foi a minha surpresa ao descobrir que joguei meu dinhero fora em um iPod que ocupa mais espaço… E se o honeycomp não é estável, o mesmo pode se dizer do iOS 4,3 que vive travando e desligando os meus aplicativos, que aliais, são caros (diferente do market onde a maioria das aplicações de qualidade são free), e não são grande coisa, vide o nova que é um halo muito do mal feito (e lá vou eu jogar mais grana pelo ralo graças as mentiras da apple).

    Mas o outro colega esta errDo, eu não sou boçal, sou uma mula mesmo, e mais uma coisa, é maravilhos escrever em um teclado que acha que tudo que escrevo certo esta errado e tudo que escrevo errado esta certo.

  4. Pelo que leio aqui, tem muita gente que reclama da Apple sem utiliza-la, apenas por (aparentemente) ter raiva de quem investe nela – certo thiago menezes? –
    E esses comentários, no meu ponto de vista, são inúteis para qualquer tipo de debate.

    Rodrigo, eu vou discordar um pouco do “quem tem o iPad 1, não precisa comprar o iPad 2” mas vou fundamentar isso. A troca é justa e você usuário vai ganhar muito com ela – especialmente em desempenho e possibilidades – mas isto não precisa ser imediatamente, como alguns pensam e querem fazer.
    Hoje o iPad 1 consegue atender muito bem as necessidades de qualquer indivíduo e aconselho fortemente a sua compra – se optar pelo tablet da Apple – mesmo que seja de segunda mão ou não quiser pagar muito caro em um tablet. Com o lançamento do 2, este tem a tendência de ter um preço mais em conta.

    Então quem tem o iPad 1, não precisa se matar para ter logo o iPad 2. Esperem o tablet estar disponível nas lojas, ter um perco acessível – principalmente isto – e vão curtindo o iPad 1 enquanto isto.

    Abraços

  5. Eu concordo com a opinião do Rodrigo, não vejo muita necessidade de trocar o meu ipad pelo 2, por enquanto não existe aplicativo que não rode bem no ipad 1, até mesmo o garage band roda lindamente no ipad 1… quanto ao comentário infeliz do nosso colega, eu troquei o iPhone 4 pelo Galaxy S mas acho que não farei a troca do meu iPad pelo Tab, simplesmente pq querendo ou não o iPad está muito mais maduro…

  6. @Scheldon,
    Se vc realmente tivesse um iPad (coisa que duvido) e o considerasse um iPod grande, só mostraria que o problema não está no dispositivo e sim no usuário! Só algumas coisinhas que dá para fazer com o iPad:
    1) Uso principal: Como leitor de e-mails. Uso a toda hora em qualquer lugar. Ser sempre avisado qdo chega aquele e-mail que preciso é muito bom! Ao contrário do colega acima uso o aplicativo de e-mail do iPad e gosto muito. Configurei o Gmail nele e ficou ótimo.
    2) Agenda, notas rápidas(Evernote) e alterar/criar pequenos documentos de texto e planihas (docs To Go). Produtividade muito boa com o dispositivo. Trabalho em vários ambientes clínicos e é ótimo ter sempre os apontamentos que preciso a mão. Imagine o que é ter que andar por um hospital, avaliando vários pacientes internados com um notebook (grande demais), smartphone (pequeno demais) ou uma prancheta normal (atrasado demais). Além disso posso visualizar radiografias ou exames clínicas logo que são colocados na rede (através do Dropbox), ter atlas médicos para explicar ao paciente o seu problema ou simplesmente consultar sua ficha clínica sincronizada com o programa médico do hospital.
    4) Leitura de livros. Costumo ler 3 ou 4 livros de cada vez. Com o iPad não preciso carrega-los de um lado para outro. No momento estou lendo o indefectível “A cabeça de Steve Jobs”, “A Elite da Tropa”, “À Sangue Frio” e “Don Quijote”. Poder marcar, anotar, pesquisar o usar o dicionário enquanto leio também é ótimo.
    5) Ler quadrinhos. No momento estou lendo “A Noite Mais Densa” no Bookman.
    6) Ler revistas e jornais. Moro fora do Brasil e aqui é difícil (e caro) comprar revistas ou jornais que aí se encontram em todas as bancas. Assim posso comprar a Veja, Época, IstoÉ, sem esquecer da Time, New Yorker ou The Economist. As versões dos jornais em breve passarão a ser pagas também, mas se o preço for semelhante aos praticados no The Daily, poderei comprar tb.
    7) Jogar. voltei a descobrir os jogos com o iPad. Costumo jogar o Infinity Blade, o N.O.V.A., Prince of Persia, Splinter Cell e The Sims 3.
    8ª) Assistir filmes e ouvir música na academia. Ao invés de escutar discussões inúteis sobre futebol (esporte que eu gosto muito, detesto as discussões) ou aquela música eletrônica irritante, ponho meus fones Nokia BH-905 e vejo um episódio de Dexter, Mad Men, Boardwalk Empire, Supernatural ou até dois episódios de The Big Bang Theory, enquanto ando/corro na esteira ou bicicleta. O suporte de apoio dá uma boa ajuda para encaixar o iPad da melhor forma. Depois ainda escuto uma rádio brasileira por 3G!
    9) Ainda faço muito mais coisas como navegar na web, Twitter, Facebook, que poderia fazer em um computador, mas que no iPad é mais cômodo.

  7. Rodrigo, minha opinião é que ainda não se justifica a troca. Pode ser que, novos programas, que precisem de maior velocidade, venham criar a justificativa.
    Rodrigo, uma pena, o baixo nível do tal de Thiago, que te chamou de boçal (vc tb é usuário do iPad).
    Alias, este nosso amigo, não deve ter lido, as declarações, do presidente da Sansumg, após o lançamento do iPad 2.
    Fanboys são chatos, mas os “odiadores” de determinadas marcas, são muito piores.

  8. A respeito do processador, você pode não ter reparado, mas já existem jogos adaptados para esse “gas” do IPad 2. Como exemplo, temos o “Real Racing 2 HD” que tu fez review. Quando instalado no novo IPad, os graficos ficam muito melhores.
    A respeito do acabamento e peso, se tu segurar por um longo periodo de tempo, perceberá que há muita diferença.
    Fora estes 2 itens, concordo com o resto do post.

  9. @ciro, meus motivos pela troca do iPhone 4 por um Galaxy S, foram vários como:

    – adobe flash q roda lindamente no Galaxy s
    – mass storage nativo
    – roteador nativo
    – tela maior e melhor
    – tv digital
    – poder expandir memória com uso de cartões de memória
    – radio fm
    – contar com um gerenciador de arquivos nativo sem precisar recorrer ao Jailbreak.
    Alem é claro do fato que já tenho um iPad, então o iPhone 4 estava redundante, de uma forma geral a minha troca foi pq cansei das amarras da Apple, o iPhone 4 é um exelente aparelho o que estraga é a política restritiva da Apple…

  10. @gil,
    Obrigado por responder. 🙂 Realmente são boas razões. Como não moro no Brasil (e somente os modelos brasileiros têm tv digital) não tem peso para mim a presença do receptor digital, o roteador já foi incorporado ao Iphone 4 e o armazenamento não tem muita importância para mim, pois costumo usar um disco portátil de 500 Gb. Por outro lado o flash e o gerenciador de arquivos realmente fazem toda a diferença. O que ainda me faz pensar no iPhone é que em breve chegará o 5 e poderá ter novidades interessantes e o fato do Nexus não ter memória expansível e não gravar vídeos em HD.

  11. Amigo Gil,

    Pode me esclarecer uma dúvida para mim significativa, pois é um divisor de aguas se decidir comprar Android ou IOS.

    Quando você trocou seu iPhone 4 pelo Galaxy S você encontrou todos os aplicativos que você tinha no iPhone? Encontrou softwares melhores na Android Market que na Apple Store? Não vale responder que você tem um iPad então não faz diferença não ter encontrado os aplicativos.

    Escuto muito que o Android ainda não vou abraçado por os grandes desenvolvedores. Existem exceções como Gameloft, mas os aplicativo para IOS são atulizados muito mais rápido do que para Android e Symbian.

    Voltando ao assunto iPad 1 ou iPad 2 vi um review comparando o Real Racing 2 e Infinity Blade nos dois gadgets e a diferença é absurda (estes dois jogos já foram customizados para iPad2).

    Se puder Rodrigo dá uma postada no Review destes dois jogos rodando no iPad 1 e 2.

    Abs

  12. Amigo Hércules,

    Vou ser franco, nao encontrei todos os aplicativos que tinha no iPhone 4 no android market, mas a grande maioiria sim, alguns eu encontrei algumas alternativas, já na área de jogos eu realmente senti que o iOS esta mais bem servido, mas são usos e escolhas, porque no meu caso queria um aparelho que me permitisse navegar mais livremente e nisso o android esta melhor… Alem das outras características como o serviço de notificações, widgets, personalizações e ate mesmo na multitarefa melhor no android… Mas, vai de cada um, eu usei o iPhone por anos, no inicio o iOS tinha uma vantagem muito grande em cima do android, mas hj em dia estão bem perto, tendo vantagens e desvantagens em cada um…

  13. @Alessandro

    Nota de repúdio ao comentário do Alessandro sobre quem compra iPhone é bossal e quem compra iPad não.

    Ambos os aparelhos são desenvolvidos e pensados para o consumo de mídia e entretenimento, além de outras funções.

    Nenhum dos dois aparelhos é de vital importância para NINGUÉM e é perfeitamente possível (garanto) viver sem eles.

    Quem compra e não aproveita totalmente o aparelho não é boçal ou sei lá o que. É como o Jobs disse uma vez: todos os carros te levam de A para B então por que existem tantas opções de carros? Deixa o povo ser feliz cara…

  14. @Dario (mobilegamer.com.br),
    Creio que não me expressei bem. O que eu quis dizer foi que o iPhone, na altura do seu lançamento, foi utilizado por ALGUNS boçais como símbolo de status. Não quis dizer que TODOS os que compram(ram) iPhone são boçais, senão teríamos um exército de milhões de boçais pelo mundo! As pessoas que conheço que têm iPhone estão apenas em busca de um aparelho para o consumo de mídia e entretenimento, como vc falou. Eu acrescentaria ainda o trabalho. Concordo com suas afirmações. Fica a aqui o esclarecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.