Android: Honeycomb não poderá ser instalado nos aparelhos com Android 2.x de forma oficial

A liberdade parece estar cada dia mais distante dos usuários dos smartphones e tablets com o sistema operacional Android, pois os controles impostos pela Google deixam a suposta possibilidade de fazer o que bem entender com os aparelhos limitada a um pequeno grupo de usuários mais avançados. Não é uma questão de inteligência, o fato é que o usuário comum, mesmo o mais interessado não modifica a ROM do aparelho, e normalmente não tem tempo nem paciência de se aventurar nestas brincadeiras que os geeks adoram.

Nesta semana foi divulgada a informação de que a mais recente versão do sistema operacional Android, a Honeycomb exige uma licença a parte, que deveria ser adquiridos pelos fabricantes antes de ser incluída nos aparelhos mais antigos, entretanto, ao analisar as cláusulas impostas pela Google foi descoberta a condição de que os aparelhos Android rodando qualquer versão do sistema operacional abaixo da versão 3.0 não são autorizados a receber a atualização para o Honeycomb.

Para uma minoria de usuários avançados esta notícia não irá fazer a menor diferença, mas a grande massa ficará com um aparelho totalmente desatualizado e sem qualquer suporte para as novas versões do sistema, sem falar na incompatibilidade com as novas versões dos aplicativos e games.

No caso do Galaxy Tab esta notícia é ainda pior, considerando o fato de que o aparelho chegou ao mercado há somente 4 meses e não terá qualquer chance de atualização por vias oficiais. Um sistema livre não deveria evitar este tipo de situação e manter as atualizações disponíveis para todos os usuários ao menos pelo prazo mínimo de 12 meses?

Via: Android Community.

 

29 comentários em “Android: Honeycomb não poderá ser instalado nos aparelhos com Android 2.x de forma oficial

  1. Que beleza… primeiro isso, agora leio que os games mais bacanas só serão vendidos na amazon, pois a gameloft e outras “não confiam” no Android Market, segundo eles, muito largado e sem controle de qualidade algum…

    Bom, creio que o jeito é ir usando o iOs mesmo, pois embora muitos critiquem, tá aí as atualizações por no mínimo 2 anos, de graça, disponíveis no mundo todo na mesma data e uma app store com controle de qualidade…

    Que mau hein Google?

  2. Depois falam mal do iPhone e suas “amarras” e das loucuras de Jobs.
    “Eu quero ser livre para usar softwares sem amarras!” bradam os defensores do Android.
    Mas será que o Google deixa?
    Vale a pena ter um software livre mas desatualizado?
    As resposta variam para cada usuario e uso que se dá ao equipamento.

  3. Rodrigo, seu post ficou meio sem sentido. O Galaxy Tab já não iria receber o Honeycomb oficialmente, e outra acho muito mas muito difícil o 3.0 rodar em no processador do Galaxy Tab,
    aquelas transições e o próprio sistema é muito pesado, o Xoom fica lento com algumas aplicações abertas ao mesmo tempo, isso com um dual core. O Galaxy Tab é o único que vai ser ‘afetado’ com essa cláusula. Os demais são smartphones e não tablets, se as pessoas instalarem o Honeycomb em um smartphone de 4 polegadas as aplicações vão quebrar ou vão ficar tão pequenas que não dará para utiliza-la.

    1. Oi Philipe! Existem outros tablets que não são comercializados no Brasil, mas que estão nas mãos de muitos usuários que também foram afetados, mas a questão é a Google optar pelo simples veto da atualização destes aparelhos. Se fosse uma decisão do fabricante a situação seria um pouco diferente, apesar do efeito ser idêntico, mas quando a decisão vem da própria Google existe uma ameação muito mais contra a liberdade do usuário, principalmente para aquele que comprou o aparelho há 2 ou 3 meses. Um abraço!

  4. É todo mundo lasca o pau na Apple no iOS, porque não tem a liberdade que o Android tem, mais agora a Google tá partindo para o mesmo caminho.

  5. A vida da Apple está ficando cada dia mais fácil.
    Não há dúvida que a melhor opção para o primeiro tablet é o iPad.

  6. Hummm. Parece que o chanceler Androidtine a mostrar rugas e lançar raios pelos dedos está. Temo que o os jovens jedis atraídos por sua conversa, da sua verdadeira face se dando conta estão …

  7. Rodrigo, este assunto é muito serio, por isto eu tinha tentado levandar uma discução, a respeito, comentando em outros posts seus. A Google não é dona do Android, ela é a empresa que esta investindo mais. Ela pode até parar, com o investimento, a qualquer momento. Mas ela não é dona. O Android, primeiramente é Linux, pois usa o kernel deste. Tem muitas rotinas escritas por terceiros, com a licensa GPL.
    A Goolge, não pode simplesmente apossar, do trabalho de terceiros, como se fosse deles. Infelizmente, o Linus Torvalds, declarou que não esta preocupado com isto e não acredita que a Google não esteja cumprindo com as exigencias do licensiamento.
    Não dá para ser “Open source”, as vezes, ou quando a Google quiser. Ou se é “Open source” ou não é.
    Esta desculpa de que o 3.0 não esta preparado para Smartphone, não justifica esconder os fontes (como ela esta fazendo), lembrando que a barreira entre smartphone e tablet, ainda não é algo consolidada (para mim o Galaxy tab é um smartphone).
    Espero que, a Google, volte atras e libere os fontes ou que uma empresa, com recursos financeiros, os faça cumprir o licensiamento.

  8. Só para complementar: O MAC OS X e o IOS também são baseados em softwares livres, o freeBSD. A diferenças é que, o licensiamento do freeBSD, permite quase tudo, inclusive trabalhos derivados fechados.

  9. Mandei 2 comentarios o primerio foi moderado e o segundo não. Como o segundo era para complementar o primeiro, quem le-lo agora, sem o primeiro, vai paracer sem sentido.

  10. Interessante o comentário do Márcio Teixeira. Como propietário de um Galaxy Tab estou p. da vida por não ter atualização para o Honeycomb. Agora entendo o processo de atualização do Android e sinceramente cada vez estou mais decepcionado.

  11. Com isso a galera que tem android vai ficando mais decepcionada e o IOS vai ganhando força… ai depois começa a chorar “Por que não deu certo ?”

    É por isso que to fora deles, pelo menos nos tablets, peguei o Inspiron Duo, chega mês que vem… e posso fazer o que eu quiser nele… Instalar Windows, Ubuntu, já achei até imagem do Android 2.2 compilada pra ele… to doido pra testar… 😀

  12. Eu não vejo o porque de tanta choradeira. Outra coisa, em setembro do ano passado o google informou que o froyo não era o android otimizado para uso em tablets. Sejamos coerentes. Eu vou comprar um Xoom, que será lançado no Brasil dia 12/04, e não espero que ele seja atualizado tão cedo. Se eu quiser um tablet que possa rodar sempre a última versão do android eu sei que terei que esperar o Google Nexus tablet que parece que será feito pela LG.

  13. Carlos, a questão não é se é ou não otimizado. A questão é a forma com que a Google esta evitando de portarem, a versão 3.0, para devices que ela não gostaria. Eles não estão liberando os fontes, como se o software não fosse “Open source”.

  14. Tanta choradeira pra nada, o Froyo já está otimo, simplesmente mais livre e funcional que o iOS 4.3, de que adianta a Apple lança um monte de atualizações e o importante que é o Flash no navegador, Mass Storage, gerenciador de arquivos, compartilhamento de arquivos via BT, notificações na barra de tarefa não tem… eu só sei que estou muito satisfeito com o Froyo no meu Galaxy S tenho muito mais liberdade do que tinha com o meu iPhone 4… e o Honeycomb foi feito pra Tablet pra que eu vou querer ele rodando no meu smart, que venha o Gingerbreat que será muito mais útil…

  15. Para os amigos que ainda não sabem, a estratégia é a seguinte:

    Versões 1.xx e 2.xx ==> Smartphones
    Versão 3.xx ==> Tablets

    Versão 4.xx ==> Comum para Smartphoes e Tablets

    Um abraço amigos.

  16. Nel, insisto, já conhecia esta intenção de versões. Mas o problema é que a Google fechou o fonte da nova versão com a disculpa de que esta versão não funciona com smartphones.
    O problema não é não funcionar com smartphones e sim a Google ter fechado o fonte.
    Se o software é livre o fonte tem que ser aberto.

  17. Tive 2 experiencia com o sistema android 1º Samsung Galaxy (I7500), eu não conseguia fazer nada com o sistema do futuro na época, alguns me disseram que peguei a pior versão do android e tal, vendi e partir para o iphone 3gs 32gb (aprendi sobre jailbreak) e foi só alegria, como 2º opção de celular tinha meu velho N95 black que eu já tava acostumado e foi a bola da vez por muito tempo, até ver a propaganda do xperia 10 com android 1,6 que atualizei para 2,1 e mais nada nem promessa , tela show de bola, visual 10, funções 10 aí vei as supresas e os contras, android market “LIXO”, volume do som, pior ainda, bateria pesadelo :P, é galera Android pra mim, realmente é um sistema do futuro para o futuro, pois troquei o xperia x10 num iphone 4, e tô super-feliz com meus 2 iphones 3gs & 4 com programas pra o que der e vier, O ios mostra que é um sistema revolucionário e que veio pra ficar, é a comparação de um Humano que se atualisa sempre com um Androide que precisa de uns empurrões pra funcionar.

  18. @gil,
    O problema é que o Galaxy Tab É um tablet e não será atualizado para o Honeycomb… Como diz a menina do Restart, é uma p#&% falta de sacanagem!

  19. O galaxy tab não sera atualizado para o Android 3.0 honeycomb
    pq é muito pesado para ele.
    vi um video na internet do Galaxy tab rodando Honeycomb,percebi nitidamente q ficou muito lento.É por esse motivo q a Samsung não atualizara o Galaxy tab.
    Vejam o video e vão saber pq não vai ser atualizado,pouca memoria ram e pouco processado,para rodar o heneycomb é preciso o dobro do q ele tem..

  20. …E com isso a Maçã é que “abocanha” o Android. …e abre uma “brecha” pro Tio Bill (que, vamos combinar, “comprou” a Divisão de Smart Top da Nokia).

  21. @ezequiel,
    Só que o Galaxy Tab foi vendido como concorrente do iPad. Ora, desde que eu comprei o meu Tab o iPad já recebeu duas atualizações e um remendo (pois ao contrário do que dizem a maçã tb dá suas mancadas) e o Tab continua infinitamente com o Froyo. Eu nem falo mais de Honeycomb, Gingerbread já tava de bom tamanho. A Samsung não me pega mais. Se (e aqui o SE é grande) eu comprar um tablet com Android será um Xoom. Só espero que a Motorola não faça a mesma palhaçada que fez a Samsung fez com o Tab.

  22. Amigos, não importa se oficialmente não sairá atualizações. Vocês não acreditam na força da comunidade de desenvolvedores? Os caras fazem, gratuitamente, um trabalho incrível.

    Vejam o exemplo da Motorola, com os smarts Milestone e companhia. Sem atualização? Trataram de desenvolver, chegando às ROMs finais superarem as oficiais.

    Agora comprei um tablet xing-ling com Android 2.2 e assim que chegar já vou atualizar pra uma ROM não oficial com HONEYCOMB. Esse mesmo que nunca iria chegar.

  23. Tb tenho uma tablet chines,que tem Rom não oficial do android honeycomb.O caso é pq está em inglês,e não achei tutorial,pq a instalação da Rom é diferente do modo de instalação no Motorola milestone.
    Este site poderia fazer uns tutorial de instalação de Rom para tablets chines…
    O meu tablet é o mesmo desse aq,vejam!!! http://www.youtube.com/watch?v=BNziiVGCz58&feature=channel_video_title
    Aq é o site do pessoal q fizeram a Rom,mas não sei como instalar…
    http://www.slatedroid.com/topic/18440-alpha-honeycomb-success-in-booting-to-gui/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.