O fim do rádio

Eu sempre gostei de ouvir músicas no rádio, pela facilidade de não precisar pensar no que ouvir antes de sair de casa, mas nos últimos anos algumas das rádios mais legais foram vendidas e deixaram de operar no seu conceito inicial, como aconteceu no passado com a 89 FM, especializada em Rock e agora na última semana com a Oi FM, que tinha uma excelente programação e se transformou em uma rádio de esportes, e atualmente tem uma programação musical muito ruim.

Ainda tenho a Kiss FM, que toca o bom e velho Rock, mas sinto falta de rádios com novidades não somente em matéria de Rock, mas em outros estilos musicais, e neste ponto estamos ficando cada dia com um número mais reduzido de opções.

A finada Oi FM agora está operando somente na Web neste link, e agora para ouvir novidades vou começar a ouvir também no carro o serviço de música do Spotify ou alguma opção de rádio pela internet disponível em muitos aplicativos desenvolvidos para celulares.

Para o meu perfil de usuário e gosto musical, o rádio finalmente migrou para a internet, e a partir de hoje vou passar a ouvir muito mais música pela internet do celular! Só espero que o meu plano de dados suporte este uso mais pesado!

27 comentários em “O fim do rádio

  1. Tune in Radio? Escolho o estilo e vamos que vamos! Além do Rdio né Rodrigo, tá matando a rádio (não tenho Spotify). Somente alguns programas ainda atraem para ouvir o FM.

    1. Concordo! o TuneIn é muito bom, permite escolhermos milhares de rádios do mundo todo. O streaming é muito fluido e o programa permite criar uma conta que sincroniza os favoritos entre vários dispositivos (iOS e Android) e PC.

      1. Fala Alessandro! Bem que poderíamos fazer uma lista com as melhores rádios do TuneIn para publicar aqui no blog! Vou começar a fazer minhas buscas!Um abraço!

  2. Rodrigo,

    Há uns 2 anos que só escuto rádio via Internet. Comprei inclusive um equipamento wifi dedicado para esse fim (Logitech Squeezebox). Com ele você sintoniza em qualquer rádio internet do mundo, e pode sair buscando por estilo ou localização geográfica.

    Por fim, sugiro a EXCELENTE RadioParadise (radioparadise.com). Não tem intervalo comercial e a programação é de primeira (pelo menos para meu gosto musical).

    1. É a melhor saída mesmo LixoRadioativo! Depois deste final de semana com o fim da Oi FM também vou substituir de vez a antiga rádio pelas opções na internet! Valeu a dica da RadioParadise! Um abraço!

  3. Lembro de alguns anos atrás dizendo que a radio estava acabando e ainda está ai, firme e forte.
    Hoje eu ouço mais a 97 FM por causa do programa ‘Estádio 97’ e a Kiss FM também as vezes, normalmente eu uso o iPhone para transmitir as músicas, mas dou uma diversificada em ouvir radio sim.

    []’s

    1. Bem lembrado Wellington! Também acompanho o Estádio 97 na volta do trabalho!! Acho que as opções para música estão ficando reduzidas, por isso estou migrando para as rádios na Web. Um abraço!

  4. Pois é… O Queen não havia previsto que a internet e os downloads e os mp3 players e os pendrives acabariam com o rádio quando escreveram “Radio Gaga”… Rádio pra mim só CBN e Sulamerica trânsito por conta do meu trabalho… Rádio pela internet só em casa mesmo e ai da assim de vez em nunca…. O problema da Kiss é a prohramação: depois de um rock sempre vem outro rock (mas na maioria das vzs bem ruim)

    1. Oi Cláudio! Sabe que para o trânsito muitas vezes eu quebro o galho com o Google Mapas mesmo! A Kiss nem sempre é uma boa opção, mas de uma forma geral está acima da média. Um abraço!

  5. Bom também estou nessa, CBN e Kiss quando estou no carro…
    Já no serviço e em casa só pela internet…

  6. Ainda escuto bastante FM, mas só pra notícia e futebol. Ouço a CBN, Estadao ESPN e Band News. Música só o que tenho no smartphone mesmo e o TuneIn quando estou em casa, ou em alguma rede wifi aberta. Meu plano de dados não tem um limite de dados muito alto.

  7. Concordo com o que o Rodrigo Disse !
    ja possuo um ano de Premiun do SPOTIFY e não me arrependo de der gasto o dinheiro nele, ja faz mais de 4 anos que não escuto radio ainda mais que onde eu moro é interior de SP e aqui as radios quase nem são ruims kkkkk prefiro ficar com meu ipad windows phone e Pc’s sincronizados com Spotify e meus Dubsteps do que ouvir “Amizade FM” Esperança FM e etc….. #Tragico

  8. Olá Rodrigo,

    Sou jornalista e profissional de rádio e, em parte, concordo com você.

    Na verdade, o que vem acontecendo é uma mudança radical no dial FM em todo o mundo e aqui não poderia ser diferente. Essa coisa de uma única empresa fazer a programação e jogar para seu ouvinte acabou. Hoje, mais do que nunca, quem faz a programação, seja qual for a emissora, é o ouvinte. Portanto, até concordo com muita coisa que você escreveu, mas discordo totalmente quanto ao seu título: “O fim do rádio”.

    Nunca este meio de comunicação esteve tão vivo. Não estou me referindo a emissoras com programação musical necessariamente, mas emissoras ALL NEWS (como a CBN, onde trabalho) que prestam serviços fundamentais para as cidades, como o trânsito.

    Como você vê, o rádio não morreu, apenas está se adaptando.

    No mais, grande abraço e parabéns pelo blog.

    1. Fala Maurício, tudo bem? Legal ver uma opinião diferente para continuar uma boa conversa!! A CBN realmente faz a diferença e vem crescendo muito nos últimos tempos!! Todo mundo ouve! Acho que o seguimento de música que vem perdendo muito espaço ultimamente. Será que teremos uma migração das rádios para a web, fazendo parte de uma transformação deste modelo? Um abraço!!

      1. Se essa mudança estiver mesmo acontecendo ( eu acredito que está), finalmente teremos o fim do ilegal e nunca combatido “jabá”, onde ouvimos uma música de 5 a 7 vezes por dia em uma rádio por dois meses e depois ela some da programação. Quero ver como as gravadoras irão fazer para chamar nossa atenção nos serviços de streaming.

      2. É verdade Jorge, vamos ter menos controle e mais opções, assim eu espero! Um abraço!

      3. Acho que estamos vivendo um período de adaptação. De fato, as rádios de música, como conhecemos até hoje, estão sendo obrigadas a mudar. Eu, por exemplo, ouço muito uma rádio pelo iTunes que se chama AAA Boulevard, que toca o estilo adulto contemporâneo, fugindo das obviedades. Muitas das músicas tocadas ali poderiam entrar na programação musical de qualquer rádio de bom gosto, mas isso é uma raridade no dial hoje em dia, sobretudo aqui no Rio.

        Acho que segmento all news vem crescendo muito, ainda mais quando essas emissoras perceberam que os ouvintes querem ser ouvidos, querem ter voz e, para tudo isso, não é necessário ser sério demais, sisudo.

        Só o tempo vai ajudar a definir o que veio pra ficar e o que é apenas fogo de palha. Mas, acho que toda mudança é bem-vinda.

      4. É verdade Maurício, este segmento e o de esportes cresce muito nas rádios, o que sem dúvida é um reflexo dos novos hábitos dos ouvintes. Um grande abraço!

  9. Quando estou no escritório escuto a Radio Bandeirantes pela net , pois como moramos em Bragança essa estação não pega aqui . Ouço o dia inteiro . Quando vai um entrevistado que gosto , e não pude ouvir , escuto o Panico pelo podcast .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.