Acabou a febre dos tablets?

Nos últimos meses notei que praticamente deixei de usar o iPad, sendo que a situação ficou ainda pior com a chegada do Galaxy Note e sua grande tela.

Quando estou em casa ou no trabalho prefiro utilizar o Macbook Pro de 13″, pois tenho sempre a certeza de que vou conseguir concluir qualquer trabalho com ele sem a necessidade de nenhuma gambiarra ou caminho alternativo, que geralmente são mais longos no tablet.

O grande problema é que o iPad exige uma mochila ou mala carteiro para sair na rua com segurança, deste modo acabo optando sempre por sair com o Galaxy Note, que possui uma tela grande e cabe no bolso, dispensando a bagagem extra. Quando vou sair de casa com a mochila, prefiro levar o notebook e ficar tranquilo com a facilidade de uso, velocidade, performance e a capacidade de resolver qualquer problema.

Com o passar do tempo o tablet acabou ficando de lado, limitado aos livros, revistas e alguns games, o que fez com que a necessidade de um novo modelo simplesmente desaparecesse.

Ontem conversei com um amigo que vendeu seu iPad 2 por falta de uso, e fazendo uma pequena busca na internet encontrei muitas pessoas nesta mesma situação, que em muitos casos substituíram o iPad pelo Macbook Air de 11″ polegadas e estão muito mais felizes com um equipamento mais completo, pronto para resolver qualquer problema com um multitarefa decente e com uma bela bateria.

Parece que a febre dos tablets está acabando, sendo que não vejo uma grande adesão ao portátil nas empresas ou escolas, onde o portátil parecia que tinha tudo para dominar e tomar o lugar dos notebooks. Às vezes tenho a impressão que o tablet é mais uma demonstração de status do que uma ferramenta realmente produtiva.

Espero que o sistema operacional dos tablets melhore de forma considerável nos próximos meses, pois com as atuais limitações acredito que muitos usuários podem acabar desistindo de usar.

Estou pensando em trocar o meu iPad 2 por um Macbook Air, mas acho que vou esperar o próximo Macbook Pro com o perfil mais fino para decidir. De qualquer forma, por hora não vou investir mais o meu dinheiro em tablets!

97 comentários em “Acabou a febre dos tablets?

  1. Acho que é tudo questão de impressão. Eu já tenho a impressão contrária, vejo cada vez mais gente usando tablets.

    Também é de se notar as noticias com as pesquisas mostrando que o trafego web gerado pelos tablets vem crescendo mês a mês.

    1. Pode ser Cássio, mas é curioso ver o pessoal de uma empresa de tecnologia e alguns editores de sites deixando o tablet de lado. O tráfego realmente parece ter aumentado, mas será que o iPad não está deixando o hard user para encontrar lugar nas mochilas dos usuários comuns? Um abraço!

      1. Aí estamos falando de coisas diferentes, Rodrigo. O hard user normalmente também é um early adopter, portanto é normal que abandone um produto que se popularizou para aderir a um novo produto ou tendência, não por “modinha” e sim por contingências da própria utilização de que dá aos dispositivos.

      2. A sua colocação foi perfeita Alessandro, mas tenho alguns exemplos interessantes na empresa em que trabalho e relatos de amigos que indicam que apesar das fortes vendas a adoção dos tablets ainda não é muito forte. De qualquer maneira concordo com a posição do early adopter que abandona um produto que se popularizou para aderir a um novo produto ou tendência, não por “modinha” e sim por contingências da própria utilização de que dá aos dispositivos. Um grande abraço!

  2. Pois é Rodrigo, eu particularmente não consegui comprar um iPad pois o meu uso seria “apenas” para a leitura de livros, e para isso eu estou pensando sinceramente em um Kindle DX de 9″. o que acha?

    Sempre que pensei em comprar um, pensava: nossa gastar R$ 2K em algo que vou usar 90% para leitura ainda está caro. Sinceramente ainda não me vejo com um!

    1. Acho que pode ser uma boa Ygor, se o objetivo for somente a leitura. A questão é exatamente esta, 2000 para consumo de conteúdo é muito dinheiro, e quando você percebe que não está usando tanto dá até tristeza de lembrar do dinheiro gasto. Um abraço!

  3. Rodrigo,
    Comigo aconteceu isso. Comprei um Macbook Air 11.6 em agosto/2011 e desde então, meu iPad 1 vem sendo deixado de lado. Isso aconteceu naturalmente, visto que, como foi dito na materia, o macbook resolve tudo com muito mais velocidade, além de ser bem portátil. Perdi até a vontade de comprar novos iPads…. vou ficar com esse somente para ler pdfs.
    Acho que o conteúdo para iPad é muito caro (livros e revistas) aqui no Brasil. Eu não pago 10 reais numa revista! Nunca vou pagar! Pagaria no máximo uns 3 reais e olhe lá. Hoje em dia os blogs que assinamos e os portais especializados em geral possuem informações completas e de graça.
    Continuo achando que o nicho do ipad é consumo de conteúdo.

    1. O conjunto todo ainda é caro Luiz, e o Air de 11″ acaba resolvendo muito mais nas mais variadas situações. Acho que como as pessoas acabaram percebendo que deve existir um limite mais razoável para gastar em um celular, que no meu ponto de vista é muito mais útil, com o tempo vão notar que um aparelho com um uso tão limitado não pode ser tão caro. Um abraço!!

  4. Parece mesmo, até a Apple demonstrou isso naquele evento “educativo” cujo foco (na minha opinião) era engajar as pessoas cada vez mais a lerem nos tablets.

    Tablets são ótimos para muitas funções, estão sempre ligados e prontos para usar (é uma chatice ter que ligar um pc só pra ler email), e a facilidade de uso para o público leigo é um dos seus maiores méritos.

    Mas como você citou acima, para quem tem um smartphone, a redundância ocorre. E para quem quer um Macbook novo então, vai ser a primeira coisa a se vender..rs

    1. Pior é que é a pura verdade Dario!! Ele só não vai embora agora por conta da esposa que adorou o iPad 1 e com certeza vai ficar com o 2!! Acho que vou acabar fazendo a dança dos tablets aqui em casa, passando o meu para a esposa e o iPad 1 para a filha, sobrando o Galaxy Tab para a venda! Um abraço!

  5. Rodrigo, há casos e casos. No meu, tenho um Macbook 13″, e lá em casa estamos só com ele. É eu, minha esposa e minha filha. É pouco. Penso em comprar um iPad, pois elas praticamente só navegam e assistem filmes ou coisa assim. Para produtividade, apenas eu uso o Macbook. Então no meu caso o iPad seria uma bela opção para entretenimento.
    Mas, sim, se hoje fosse comprar pensando em produtividade, jamais colocaria valor num tablet, seja ele de que marca for.

    1. Oi Frederico! Estou na mesma situação, minha esposa e filha consomem mais conteúdo, deste modo o iPad está na medida certa para elas, mas no meu caso o aparelho está realmente encostado. Um grande abraço!

  6. Acredito que não Rodrigo, só está se adaptando como tudo, veja você, o Galaxy Note não deixa de ser um Tablet, só que com telefone e compacto. Sempre troquei de telefone a cada 3 ou 4 meses, porém agora vou completar um ano com um Galaxy Tab 7″ e ainda não tenho intenção de trocar, pois para mim é perfeito, é um Tablet compacto que dá para jogar e ver filmes muito bem com 7″, tem telefone e ainda por cima tem TV digital e analógica, e cabe no bolso da calça Jeans, sem contar a diversidade de recursos que não poderia usar em um smartphone. Na maioria dos dias eu nem ligo meu Notebook.
    Quando lançaram o Galaxy Note, alguns sites que se dizem especializados cairam de pau, esculhambar a fusel o aparelho, eu vi e pensei, é perfeito, olha o sucesso que o bichinho está fazendo.
    Às vezes a tecnologia se adapta a nós, às vezes nós é que nos adaptamos a ela.

      1. Na última viagem que fiz aos EUA, meu irmão levou o ipad 2 dele com o Tom Tom instalado.

        Chegando lá compramos uma base para fixá-lo no para-brisa do carro e de fato posso afirmar na prática que é muito, mas muito confortável mesmo usar o ipAD como GPS. E, ao contrário do que muita gente por imaginar, o tamanho do ipad no para-brisa não atrapalha quem está dirigindo (pelo menos se for uma SUV. Carro pequeno eu não testei).

      2. O GPS no iPad deve ficar bem legal, mas e a coragem de usar em São Paulo? Um dia quero testar quando for pegar uma estrada para o interior!! Um abraço!

  7. Acho que varia conforme perfil de uso. Eu apesar de usar bastante o macbook não troco o meu iPad por nada. Mas quanto ele não suprir determinadas tarefas concordo plenamente, mas que mudará conforme o tempo, ai acabo até apostando mais no windows 8 por exemplo, isso se a Microsoft souber impulsiona-lo mesmo no mercado de tablets.

    1. Oi lordtux! Acho que um tablet com Windows 8 ou um iOS com mais cara de sistema operacional é o sonho de muita gente, e com certeza me deixará mais satisfeito com o tablet!! Um abraço!

      1. Penso o mesmo que você, Rodrigo. A tendência é termos modelos convergentes em tablets e desktops. Não sou usuário de Mac, mas alguns amigos que são me dizem que não é o iOS que está cada dia mais parecido com o Mac OS e sim o contrário. No caso do Windows 8 isso já é uma certeza. Mesmo o Chrome OS pode fazer parte de um “masterplan” da Google pararam futura união com o Android. Isso seria o ideal,pois poderíamos começar um trabalho em uma plataforma e sem a necessidade de sincronizações demoradas ou programas adaptados, continuarmos a tarefa em outra plataforma.

    1. Jeff, o blog é um espaço para opiniões pessoais, sendo que quando escrevo falo do meu ponto de vista, do meu uso e da utilidade dos equipamentos para o meu perfil. Claro que pode ser diferente para outras pessoas, mas acho um pouco exagerado falar em visão pueril, limitada e egoísta. Relaxa meu amigo, são apenas equipamentos e sistemas que em pouco tempo não valerão mais nada.

  8. Cada vez que eu leio os comentários no seu Blog, Rodrigo, fica mais evidente que as pessoas que aqui frequentam são do mais alto nível, pois as opiniões, de uma maneira geral, pregam o bom senso e são, de certa forma idênticas, inclusive às minhas.

    Em nov/2010 comprei um ipad 1 nos EUA. WI-FI de 64gb. Usei bastante para consumo de conteúdo, mas comecei a observar, como você bem disse no post, a trabalheira que dá escrever, digamos, um comentário como esse que vocês estão lendo.

    Em outubro/2011 estava na Net quando, (não sei se por pura sorte ou por que a Apple estava para lançar o modelo mais recente dos Air), que vi um Air de 11, com SSD de 128Gb, core2duo 1.4, novo, na Saraiva por R$ 1.800,00. Não tive nem dúvida: comprei na hora, afinal de contas, estava mais barato que lá nos EUA.

    Atualmente o iPAD está encostado. Minha esposa é quem usa mais para consumir conteúdo e passar tempo com joguinhos. E este post está sendo escrito no Air.

    Quanto ao iPAD, cheguei a comprar na DX, por 35 dólares, um daqueles cases de “couro” que vem com um teclado bluetooth e transforma o ipAD em um mininotebook, mas como coincidiu com a época da compra do Air, nunca sequer cheguei a usar o tal teclado.

    1. Ah, ia esquecendo.

      Respondendo a pergunta do post, eu acho que NÃO, a febre dos tablets não acabou e está beeem longe disso.

      Digo isso pois todos os aspectos relatados no post só atingem usuários avançados. Para os usuários comuns, que só querem saber de ligar o equipamento e usar para consumir conteúdo, e mandar um ou outro email de duas linhas, os tablets ainda são a melhor opção pela facilidade de uso e de manutenção (não pega vírus, por exemplo).

    2. É verdade LixoRadioativo, acho que grande parte dos leitores que passam por aqui tem uma visão mais equilibrada e menos fã de marca, o que deixa o nível das conversas bem mais elevado, tendo em vista que em muitos casos os leitores (e eu também) acabamos admitindo erros de compra ou alterações no perfil de uso dos equipamentos com o passar do tempo.

      Estou gostando de ver como as coisas estão caminhando por aqui, e ganhei uma injeção de ânimo nesta nova fase do blog!! Um grande abraço!!

      Rodrigo Toledo

  9. Se pensarmos friamente, nunca existiu febre do Tablet. Desde o inicio, sempre foi febre do iPad.
    Se olharmos os números, a febre do iPad esta crescendo. Nunca se vendeu tanto iPad,
    O que tenho reparado, é que pessoas que não conseguem substituir, o notebook pelo iPad, voltam para o notebook, mas a grande maioria, dos usuários, não querem largar o iPad.
    Conheço muita gente que quer comprar o iPad.

    1. Fala Marcio Teixeira!! Acho que tudo é uma questão de necessidade específica de cada usuário, e a adaptação de cada um para o trabalho. Com o tempo vamos encontrando a forma de encaixar os equipamentos no nosso dia a dia e ocasionalmente alguns podem acabar um pouco de lado ou com um uso mais reduzido. Um abraço!

    2. Isso í é verdade, a maioria dos geeks tem esse habito de pensar que todo mundo é geek.Quando na verdade a grande maioria que compra um iPad não tem blog ou site de tecnologia, só quer acessar facebook e ler emails…rs

  10. Para usuários mais experientes e que necessitam de OS´s mais completos, realmente os tablets deixam a desejar e acabaram mais sendo objetos de desejo do que ferramentas realmente funcionais, mas ainda existe um tipo muito comum de usuário que só precisa ver emails, acessar sites, fazer transações bancárias, assistir a um filmezinho durante uma viagem, ler um livro e outas coisas que os apps podem suprir.

    Logo, eu acredito que eles ainda tenham mercado. E bastante até. Só que também tenho a esperança que estes gadgets evoluam com o tempo, em hardware e software e minha esperança é que o windows 8 impulsione logo essa evolução, porque a própria Apple tem andado um pouco devagar em unificar os sitemas dela.

    Mas que não sai da minha cabeça que até o ano que vem será comum nossos computadores pessoais se resumirem a smartphones ou tablets, “parrudos” o suficiente para executar qualquer tarefa e se integrar com qualquer monitor, teclado ou mouse.

    Realmente essa é a minha visão de futuro bem próximo. A médio prazo eu imagino que não seremos mais capazes de fazer distinção entre as funcionalidades de computadores, tablets, smartphones, televisores, janelas, etc.

    To ansioso por isso!

    1. Oi Ricardo, eu diria que este mercado é grande, mas o que acaba segurando um pouco as coisas ao menos no Brasil é o alto custo do aparelho. Também espero por um aparelho extremamente portátil que dê conta do recado mesmo para tarefas mais pesadas! Seria excelente!! Um abraço!

    2. Sempre tem um para achar que um mercado deve canibalizar outro. É assim entre smartphones e consoles portáteis e é assim entre Tablets e PC. Advinhem só, ambos continuam aí!

      Um dos melhores comentários que já li sobre o assunto, o sujeito falou nos tablets como um pc com “Couch mode”. É algo para navegação na web e degustação de conteúdo.

      É só um mercado novo, que a Apple teve o dom de “reaproveitar”. E esse pensamento de que um um produto deve matar outro é um pensamento muito pequeno e muito pessoal. Pois o mercado é imensamente heterogêneo.

  11. entao achei o post muito interessante ao ponto que tive que ler todos os comentarios.

    mas nao encontrei ninguem com a mesma opniao que eu entao resolvi colocar aqui.

    tenho um mac book white nacional que comprei a uns 2 anos e estou muito feliz o utilizo para desenvolver softwares de testes ou um prototipo para uma futura start-up.

    para mim o ipad 2 me fez encostar duas coisas.
    xbox360
    livros nem tanto (comprei o ipad para isso).
    caderno de anotacoes.

    infelizmente como trabalho em uma empresa de eletronicos nao é permitido eu utilizar o mac primeiro por ser pessoal e segundo por ser de concorrente.

    estudo em duas pos graduacoes uma na FAAP e outra na UFRJ e sempre perco os papeis de anotacoes o ipad 2 me fez organizar este meu problema.

    segundo faz mais de meses que nao compro jogos ou ligo o xbox360 para jogar, pois o genero de jogo que gosto muito é tower defence o qual possui inumeros para ipad o que me deixou muito feliz 🙂 ..

    todo o meu dia a dia é utilizando um pc logo que saio do trabalho toda minha vida eu uso um ipad 2 com sucesso. so tenho problemas com fotos quem sabe em um futuro proximo resolvo isso srrsr pq nao me esforcei muito para resolver isso de alguma forma criativa

    parabens pelo blog

  12. Por aqui (João Pessoa – PB) varias escolas criaram laboratórios de tablets. Cada vez mais vejo pessoas com tablets tanto ipads quanto androids, mas, não me sinto atraído por tal seguimento. Abandonei meu ipod simplesmente para ficar só com um dispositivo no bolso, possuo um Optimus 3D e me sinto bastante confortável com seu tamanho de tela (já sonho com o GalaxyS3 e sua tela de 4.8).

    1. Espero muito ver mais tablets nas escolas, mas ao que parece nem todos estão preparados para fazer a transição do papel para o digital, mas seria muito bom ter mais tablets por aqui! Um abraço João!

  13. Tenho um Galaxy Tab 7″ (o 1º, com TV), um Xoom 2 ME, um Galaxy Note (meu celular) e um notebook Sony Vaio de 11″. Minha esposa usa um Galaxy S 5″ Wi-fi (que não é telefone).
    Pois bem, usei muito o Tab 7″ em viagens, mas em casa quase não o ligo. O Xoom 2 eu não curti muito (não me acostumei com o Android Honeycomb) e só uso para ler gibis no banheiro (nisso ele é bom). O notebook da Sony está encostado pois acho grande para levar em viagens e não tenho utilidade para ele em casa (prefiro meu PC), além disso deu problema no wi-fi dele (a Sony atualmente é uma porcaria). Sobrou o Galaxy Note…..Ah, esse eu uso o dia todo, boto no bolso (sim, ele cabe) e acesso a internet em todo lugar (Vivo 3G+).

    Acho que, meio sem querer, a Samsung descobriu o tamanho ideal de aparelho pessoal. O Galaxy Note é incrível.

  14. Rodrigo, como está sendo o uso do Galaxy Note? Você consegue ter a mesma produtividade que você tinha com o iPhone 4? Eu tenho um iPhone 4, comprei mais de 200 dolares em aplicativo e dói a idéia de migrar a plataforma, ainda mais depois de uma experiência de uso longe de ser satisfatória ao comprar um Galaxy Tab 7″ (Aquele com TV). Mas andei flertando com o Galaxy Note na Fastshop, e me parece ser um aparelho interessante. Seria interessante saber sua opinião comparando os dois aparelhos. Obrigado!

    1. Oi Cwf! Estou tão produtivo com o Note quanto nos tempos do iPhone 4, e acredito que tudo é uma questão de adaptação. Sempre ganhamos um pouco de um lado e perdemos por outro, mas no final das contas os dois sistema atendem super bem, com a vantagem do telão do Note, que para quem precisa e gosta pode ser uma boa opção. Um abraço!

  15. Não entrei na febre do tablet, pq acho um trem a mais pra vc comprar, sendo que faço tudo no pc. Agora a febre é os smarttablets (celular + tablet) que tb não vou entrar.

    Quero é o notecelular (celular + pc) que tá chegando, vão ser lançados celular com 2 gb de ram, e +2000 de bateria, ae é só por um ubuntu e pronto.

    1. Ai a brincadeira muda de figura! Vamos esperar para ver se estes super smartphones chegam logo ao mercado! Um abraço Silva!

  16. As vendas de tablets estão em forte alta e já fizeram uma vitima, o netbook. Ano que vem, segundo especialistas, devem superar as vendas de PCs no mundo. Com a chegada do W8, os tablets devem ganhar um impulso ainda mais forte. Portanto, não vejo nenhum sinal de fim da febre. No meu caso, estou indo para o segundo tablet. Acabo de fechar a compra do tablet da Sony e devo doar o Transformer para meu sobrinho. Em casa, uso o tablet constantemente. Na rua, meu smartphone, um Arc S, resolve. Acho que esse “fim de febre’ é uma percepção muito pessoal sua, Rodrigo, resultado de sua experiência no dia a dia, mas que não pode ser extrapolada para o mercado, já que os fatos mostram estamente o contrário. De qualquer forma, muito interessante e válida a discusssão.

  17. Bom, vou dar meu pequeno depoimento sobre o meu uso do tablet (no caso o iPad 1):
    1) No café da manhã uso-o para ler revistas, a Brasil 247 que baixo diariamente, a Veja ou a Sábado (portuguesa) que compro eventualmente. Se sobrar tempo ainda passo uma vista no Google Currents e leio meus feeds, que são poucos e bons (entre eles o Mobilidade Geek).
    2) No trabalho uso normalmente para demonstrar aos pacientes tipos de tratamento (sou ortodontista), tipos de patologias, apresentar casos clínicos e desenhar no Paper alguma ideia.
    3) Antes do almoço vou à academia e uso(sempre em conjunto com os fones Nokia BH 504) para assistir filmes ou jogar Creeps HD quando estou na esteira ou bicicleta. Na musculação uso o iTunes Match para ter acesso aos 30 GB da minha biblioteca de música.
    4) Quando a hora de almoço permite, aproveito para assistir no sofá algum videocast do You Tube, daqueles de 15 a 20 minutos, antes de sair para o trabalho.
    5) Após o jantar costumo dar uma olhada mais tranquila nos feeds, Twitter e Facebook, e antes de dormir dou uma boa lida usando o iBooks.
    Tudo isso que eu falei é possível ser feito ou por smartphone ou por um netbook ou por um desktop, mas eu teria que estar sempre trocando de aparelhos e nem sempre teria todos ao alcance. Assim, com um único aparelho tenho uma série de necessidades preenchidas.
    6) Claro que tem os usos eventuais, tais como jogar (Infinity Blade, Real Racing 2, Contre Jour, GTA 3, etc.), GPS (uso o Sygic e fixo o iPad no vidro do carro) que é uma utilização que recomendo fortemente, para brincar com crianças pequenas (que adoram a tela que faz “coisas”), para anotações com o Springpad e Evernote, acesso remoto a computadores (LogMeIn Ignition) e para ouvir rádio com o TuneIn.
    Conclusão? Para o meu perfil de usuário ( a melhor contribuição do Rodrigo para minha formação tecnológica) o iPad não só é necessário, mas imprescindível!
    PS: Apesar disso não vi ainda nenhuma razão para troca-lo pelas versões 2 e “New”.

  18. Rodrigo, acho que vc foi muito feliz na seguinte colocação: “Às vezes tenho a impressão que o tablet é mais uma demonstração de status do que uma ferramenta realmente produtiva.” . Senti a mesma coisa com meu iPad 2 e na primeira oportunidade resolvi vender o que para mim era um brinquedinho muito caro.

    1. O pior é que não vou conseguir vender Rubens, pois já tenho uma fila de pessoas interessadas no aparelho em casa! Hehehehehe! Um abraço!

  19. O seriado Havaí 5-0 que passa no canal por assinatura LIV tem recebido muito dinheiro da Microsoft para propaganda de gadgets. Eles só usam HTC Titan e no último episódio, o 17, apareceu um tablete (hehehe) gigante, acho que de umas 13″ e rodando Windows 7. Pensem na bizarrice do negócio. Sei lá, achei aquilo uma aberração. Estou precisando muito ler PDF’s e não tem um e-reader no mercado que o faça de forma satisfatória. Talvez só por isso sirva o tablet. Agora, rodando Windows 7, nem pensar.

    1. É Jorge, com o Windows 7 fica difícil, pois só para carregar o sistema vai um tempinho razoável, que por menor que seja por conta de um HD SSD ainda é superior ao iPad ou Android, que estão sempre prontos para o uso. Um abraço!!

  20. Até hoje não entendo como tablets fizeram tanto sucesso. Pelo preço deles vc compra um ótimo notebook onde vc não encontra problema algum para fazer nada. Eu tenho um Galaxy S II, um notebook e um PC Quadcore para fazer meus trabalhos com edição de imagens, sites, e outras coisas. Jamais conseguiria fazer algo do meu trabalho em um Tablet. Quando quero acesso rápido a internet para ver notícias ou ver e-mails, tenho o Galaxy S II. Eu sou um aficcionado por tecnologia e compro tudo (oq acho útil) que vejo pela frente sem importar com valores, mas Tablet, para mim não serve. Se um dia tiver algo onde realmente substitua um note ou um PC, ai é outra conversa. Mas alguem que não tenha um note, deixa de ter para comprar um Tablet…..não sei não viu, acho que 80% dessas pessoas devem estar revendo seus conceitos mesmo rsrs

    1. Depende de cada um. Meu notebook Sony está tomando poeira enquanto uso o meu tablet Xoom 2 ME para navegar na internet, ler revistas, livros e checar meus emails.
      Mas é claro, se eu tivesse que ficar digitando muito, com certeza o notebook seria mais prático que o tablet.

  21. Talvez a Asus esteja trilhando um caminho acertado quando aposta nos tablets que se acoplam a um teclado. Um Asus Transformer pode ser usado como um tablet normal e ainda serve para produzir textos, planilhas juntando o teclado. Além disso a base é ótima para apoiar a tela e assistir filmes.

  22. Olá Rodrigo,

    Primeiro estou muito satisfeito com a atenção que você está dando aos leitores do seu blog. Sou seguidor desde que o velho e muito bom N95 era o rei do pedaço (2007/8). Imagino que você deva estar dando duro para responder. Meus parabéns!

    Segundo, tablet está na minha lista de compras pelo mesmo motivo que você está fazendo a dança dos tablets em sua casa. Não sou hard user e em casa seria mais cômodo usar um dispositivo portátil no sofá do que ficar digitando na mesa em notebook. Fora que meus filhos e esposa iriam aproveitar também…..

    Terceiro, daria preferencia ao Transformer Prime, mas esse é especiaria no Brazil

    Antonio

    1. Valeu Antônio! É tudo uma questão de gosto e necessidade de cada um, mas acho difícil conseguir tirar os tablets aqui de casa, pois a esposa e a filha com certeza vão querer os aparelhos. De qualquer forma ainda gosto dos games do IPad e da revista Wired!

      Um grande abraço!!!

  23. Comprei um iPad 2 a pouco tempo e tenho usado só para internet, musicas e filmes…. Da uma sensação que gastei muito com pouco. Como passo a maior parte do dia fora e preciso de um notebook para trabalhar, um Tablet mais notebook e mais um caderno em uma mochila fica pesado e perigoso… Assaltos e até mesmo chuva rsrsrsrs. Tenho deixado o Tablet mais em casa, usando pouco, estou quase vendendo o iPad e comprando um Galaxy note.

  24. É um bom ponto de vista Rodrigo, vejo que muita gente adquiriu tablets no “calor” do momento, é normal que com o passar do tempo as pessoas prefiram trocar o tablet por um notebook ou talvez optem por modelo novo que é o que mais eu tenho visto e ouvido.

    Tenho um Galaxy Tab Plus 7.0 e confesso que só uso o notebook para a faculdade no caso de precisar trabalhar com alguma ferramenta de programação, caso contrário para acesso web, leitura de documentos, músicas e visualização de filmes prefiro o tablet por ser mais compacto e não incomodar tanto.

    O investimento nas escolas vai demorar, não vejo essa garra do Governo promover uma revolução digital sendo que a maioria das escolas não possui nem computador, tablet então seria uma alternativa não muita vantajosa e financeira.

    Parabéns pelo post!

    Abraço!

  25. Para mim foi a dose certa, notebook da empresa e iPad para me divertir. O interessante foi ver como este produto “popularizou” a maçã nos carros aqui no Brasil (me refiro ao adesivo que vem na caixa do iPad).

  26. Achei muito bacanas as opiniões explanadas aqui. Com certeza o uso (ou não) do tablet é muito individual.
    É um gadget novo e que ainda está se aprumando no mercado. Não há, ainda, uma variedade de conteúdo para ser consumido apenas no tablet.
    Eu estou pensando em comprar um iPad 2. Trabalho viajando e sinto falta de algo mais parrudo que meu smartphone (um Nokia N8) e mais leve que meu notebook para consumir no caminho.
    Partindo desse ponto eu acho que o tablet encaixaria bem. Ou estou errado?

  27. Bem eu comprei um iPad logo após o lançamento quando ele parecia uma “coisa”pra todo mundo. Concordo com 2 coisas ditas aqui – que a onda está passando pra quem é early adopter e que o tablet não substitui um notebook, mas matou o netbook.

    A otimização dos OSs feita pra tablets é o grande X da questão – um Ipad 1ghz single core com 256 de RAM faz coisas com muito mais desenvoltura que você conseguiria num netbook e de maneira muito mais intuitiva. O ambiente que criaram favorece o usuário comum. Com 4 “dedadas” você acessa uma loja, baixa o app que precisa, faz o download de um arquivo (na maioria das vezes) relativamente leve e usa. Nada de procurar na internet, nem responder N coisas durante a instalação, avisar pro antivírus que não é um trojan, resolver conflito de instalação, esperar reiniciar pra aí sim poder usar. Qualquer tablet hoje em dia sai da caixa precisando apenas de um email pra funcionar e consegue viver muito bem longe de um PC. Não substitui mas cumpre o que promete (não necessariamente o que precisa) na maioria das vezes.

    Desde que adquiri o iPad meu uso sempre foi consumo (de mídia, filmes, música, games e leitura). Pra quem tinha um desktop era uma maneira interessante de ter um netbook que rodava muitissimo bem jogos recentes, filmes sem engasgar e ainda quebrava o galho como caderno de telefones e anotações.

    Hoje em dia ele continua me acompanhando pra produção de fotos, reuniões, apresentações e principalmente em viagens. Mesmo com um Macbook ainda utilizo bastante meu tablet. Muitas das limitações podem ser contornadas com excelentes apps (Dragon Dictation por exemplo pra ditar textos ao invés de digita-los) ou com um simples teclado bluetooth (havia um dock com teclado pro iPad 1 por exemplo).

  28. O Loco ! iPad 2 aqui em casa não vence ficar na tomada carregando rsrsrsrs, dependendo da tarefa galera aqui usa tablet outras coisas como eu por exemplo gosto de jogar jogos pesados deixo o Tablet carregando e vou para o 3DS ou PC mesmo, mais não fico sem tablet mais não he he, Boa Materia !!

  29. Rodrigo, não acredito que os tablets estão perdendo espaço, tenho visto muitas pessoas que estão aderindo a eles. Tudo depende da necessida, adquiri um Galaxy Tab 10.1 a mais ou menos 2 meses, como curso faculdade à distância pela Universidade Federal de Ouro Preto o tablet está sendo uma mão na roda, deixei de carregar na mochila os livros e apostilas inerentes ao meu estudo e passei a usá-lo para 70% das atividades que até então eu realizava no Notebook. Concordo que o tablet ainda não substitui um bom notebook mas diminui o uso do mesmo na maioria das minhas atividades.

  30. Olá
    Bem , achei o título deste tópico um pouco sensacionalista. E lendo-o , comprovei o quanto precipitado foi a conclusão do mesmo .
    Em primeiro lugar , qual foi a amostragem usada ? Essa amostragem vai de encontro aos números divulgados pela indústria, pela Apple e pela própria Samsung.
    Tablets e Notes tem usos bem diferentes. Enquanto o primeiro é muito mais imediato e tem no consumo de media seu forte, o segundo é um aparato que traz produção aliado a mobilidade.
    Se formos nos basear somente em o que nossos amigos ao nosso lado estão fazendo , vou dizer que a maioria abandonou os lerdos e pesados notes para ter o dinamismo do tablet, baseado numa amostragem pessoal, limitada e não-confiável.
    Uma rápida lida no seu texto , pode até levar a uma conclusão , errônea , quero eu acreditar , de que existe uma propaganda velada ao Galaxy Note. É claro , que como eu disse, prefiro não acreditar nessa hipótese. O Galaxy Note é um limbo entre smartphone e tablet . Acho que funciona bem como smartphone, mas cai no quesito tablet pelo tamanho da tela. Afinal , aplicativos feitos para uma tela maior , como pdf e quadrinhos sofrem em 5 polegadas.
    Não vejo febre nenhuma acabar. Até porque febre denota algo ruim . Acho que o mercado está se ajustando aos poucos. Este , sempre teve uma demanda reprimida aos tablets , visto usários como eu que acham o fim do mundo ter quem andar com um trambolho de mais de 1,5kg só para ter acesso aos seus aplicativos . Tudo num tablet é mais intuitivo , mais rápido . Não tem boot , o SO é otimizado para toque (iOS e Android 4.0) e a bateria então dura muito mais. Aliás , vou contra qualquer aumento do nível de complexidade nos SO nos tablets. A própria Microsoft está lançando algo totalmente diferente de prévias e pífias tentativas , como estamos vendo no Win 8 para tablets .
    Voltando aos números , tanto para Android quanto para a Apple, as vendas só crescem .
    Acho que em alguma hora tudo se estabiliza , mas os números sempre serão grandes para os tablets.
    Os notes terão uso específico de criação de media e conteúdo office mais avançado e também programas muito específicos como cad , edição de fotos avançada .
    De qualquer forma ainda estamos no alvorecer da era tablet e somente agora temos um tablet com alta resolução na tela e processador quad-core. É um início e em breve aplicativos que são exclusivos de notes e pcs irão para o tablet com o aumento do poder de processamento e da capacidade de armazenamento.

    Acho que todo usuário deve fazer uma avaliação do que é importante. Tem muita gente comprando note como o Macbook Air só pra acessar email e gente comprando Ipad só pra jogar Angry Birds. Vejo muito gente despreparada e com preguiça de ler manual , de ir na Apple Store, de pesquisar algo legal no Google Play.
    As pessoas precisam responder para si mesmas qual será o uso e como usurão , em que situação .
    Longa vida aos tablets , longa vida aos notes …

    1. Boa tarde labalbi! A ideia foi fazer um texto simples com as minhas impressões pessoais, sem nenhum dado que não seja a simples observação do meu uso e do que vejo na empresa em que trabalho e nas escolas de minha filha e de filhos de amigos. Não existe nenhuma propaganda velada, até pelo fato que que nunca concordei com este tipo de prática e ainda tenho os dois equipamentos. Na verdade tenho em casa um iPad 1, um iPad 2, Um Galaxy Note e um Galaxy Tab!!

      Leve este texto como uma opinião pessoal de uma conversa entre amigos, pois não tenho a intenção de ser mídia, e gosto de manter o clima de bate papo por aqui, que na minha opinião é muito mais saudável e divertido, tanto para quem faz o blog quanto para quem está lendo. Gosto de ver comentários longos nos posts, pois percebo que o texto gerou uma conversa, e isso é o meu objetivo por aqui.

      Não sou o dono da verdade, e gosto muito de ouvir opiniões diferentes das minhas, para poder encontrar outros pontos de vista e crescer um pouco mais nos assuntos que tenho interesse. Como eu sempre comento desde os tempos do meu antigo blog, tudo é uma questão de gosto e necessidade específica de cada usuário!

      Um Abs!!

      1. Olá labalbi,

        Eu leio este blog a muito tempo para ter a cautela em dizer que o redator não faz propaganda de produtos que ele analisa. E como ele mesmo disse, ele escreve como uma conversa com amigos e que cada um, mesmo um redator, pode gostar ou não de um produto por ele analisado. Ou você acha que comentarista de futebol não torce para nenhum time?
        Quanto aos tablets, e como você mesmo disse, vai da necessidade. Daí quase todos que possuem um bom tablet, tem também notebook, smartphone com tela grande e certamente algum deles sempre é deixado de lado, refletindo a ideia original do Rodrigo.

  31. Desde 2005 ando com um notebook na mochila, naquela época meu toshiba a75 pesava quase 4kg. Fiquei com ele 2 anos e esse peso me incomodou bastante. Fui diminuindo o tamanho dos notebooks. Hoje tenho um HP DM1, 11,6″ com 8gb de ram. Ano passado resolvi aderir ao tablet, após ter meu Galaxy S9000 furtado, comprei o Galaxy TAB, gostei dele, mas nunca deixei de levar meu netbook na mochila.
    Para ligações uso um motorola ex109 com 2 chips e para internet acabo de comprar o Galaxy W S8150. O peso do TAB me incomoda bastante, então prefiro carregar 2 celulares pequenos que resolvem o tema mobilidade e meu net na mochila.

    1. Legal Marcelo Zasso! Tudo é uma questão de necessidade de cada um! Sabe que outro dia dei um novo Notebook para meu sogro e peguei de volta o meu antigo netbook Asus que estava em sua casa e notei que o velhinho Asus ainda estava rápido e funcionando bem! A bateria ainda suporta mais de 6 horas de uso sem problemas e o Windows 7 roda liso, sem problemas. Um abraço!!

  32. Rodrigo o grande problema que os tablets ainda estão sendo comparado com smathones.Ainda tem outro fator ele é um netbook ou notebook!!!!??se vc tem netbook pra que vc vai querer um tablet.

    1. Oi Boka! Parece que o tablet ainda tem uma certa crise de identidade, além de muitos aplicativos esticados ou adaptados de forma precária. Vamos ver para onde o tablet vai caminhar, principalmente em termos de software para saber como será sua vida no futuro. Um abraço!

  33. Concordo em parte contigo.
    Em questão de usabilidade, ainda tem muitas coisas para ser melhorada sim. Mas existem muitas formas de realizar as tarefas nos tablets que os usuários ainda não sabem como utilizar, por exemplo, funcionalidade de apertar o botão e segurar ou apertar 3 vezes ou outras, para acessar funcionalidades que ajudam no dia-a-dia.
    O peso e o tamanho realmente incomoda em tempos como o nosso que assaltantes andam por aí como políticos andam no senado.
    Eu prefiro andar com meu tablet do que meu notebook, isso quando sei que não vou precisar programar algo.
    Agora eu só tenho aumentado o uso do meu tablet. A cada que passa eu vejo mais a sua praticidade. Ainda não tenho um tablet Android, mas tenho um celular que uso sem parar para tudo.
    Acho o meu tablet muito pratico. Ligo ele e em alguns segundos tenho meus emails atualizados, twitter atualizado, home broker a um toque para meus investimentos, acesso a browser simples e prático, e por aí vai.
    Não tenho nada a reclamar e acho muito prático na hora de ler artigos na cama e livros.

    1. Oi Fred, bom ponto de vista!! A segurança é um fator que deve ser avaliado caso a caso, e pode ser decisivo na escolha do aparelho. Uma curiosidade, já pensou em um Macbook Air para substituir o tablet? Um abraço!

  34. Rodrigo sei que o local não é apropiado mas não sei onde te pedir então vai aqui mesmo. Agora saiu o software ICS premium pro galaxy note na europa e a maioria das pessoas antenadas em tecnologia ja fez ou está atualizando seus brinquedos. Como leio sempre seus posts gostaria de saber se vc já atualizou seu note e se já domina os novos aplicativos disponíveis pra s pean e se a respota for sim por favor teria como fazer um tutorial e publicar aqui no seu blog? desde já agradeço

    1. Oi Cilio!! Ainda estou esperando pela ROM oficial. Muitos leitores de outros blogs acabam com problemas neste tipo de atualização, então sempre acho melhor esperar mais um pouco. Um abraço!

  35. Sou militar e professor, e no meu caso o iPad é perfeito e muito usado! Estudei ontem até 3 da manha! Usei o iPad até ficar com 10%! Da hora que acordei até a as 3 da madruga! Que MacBook faz isso? Notebook é um desktop pequeno, mas muito gasto de energia pra ler apostilas, estudar e navegar de bobeira na net! Pra isso ainda prefiro o iPad e minha bateria que dura dias! Não tenho paciência de ligar um Notebook! Pesado!(em relação ao iPad) Colocar no colo e estudar, sem contar que estudo deitado com o iPad virado! Pra quem não ta estudando nem trabalha com o iPad, uso ele pra projetar as aulas com datashow, concordo que é luxo e status, mas pra mim que dou aula e estudo muito na minha profissão ! Mão na roda demais! Agora, que bolso que voce põe o galaxy note??? Rachei os bicos aqui! Rodrigo, voce deve estar pesando 50 kg, virado funkeiro e usando aquelas calças GGG! Porque no bolso das minhas calcas, montado na minha CBR 600 não tem onde colocar não!!!

    Enviado via iPhone

    Marcelo Paiva

    1. Fala Marcelo, tudo bem? Legal sua experiência de uso!! Em alguns casos as pessoas usam com gosto e o aparelho realmente muda a vida, o que é muito legal! O Note vai no bolso da calça jeans número 42 sem problemas, mas para dirigir preciso tirar o aparelho para não ficar apertado! Hehehehehe! Um abraço!!

      1. Mas uso o iPad mais ainda, tenho astronomia como hobby e uso o starwalk, solar walk, planets, ephemerides… E mais alguns. O tamanho é ideal pra ficar ao relento e olhar pela luneta…toco contra-baixo e uso o guitar pra ler as partituras e treinar, o cleartune pra afinar o baixo. Controlo meu wdtv pelo software da Apple Store, pago todas as minhas contas pelo iPad e ainda leio o código de barra das contas, uso como gps no carro, net app e por aí vai… Não sei mais viver sem ele. Aproveitando gostaria de tirar uma duvida enorme que sempre tive, que me deixa com pé atrás de usar android! Estas custom firmwares que vc usa não te dão medo de conter leitores de teclado, de senha, de msn??? Sou programador também tenho certeza que vc sabe que é super fácil fazer isso!!! Poucas linhas e vc grava tudo que a pessoa digita e envia pra qualquer email… como uso muito e compro em sites, pago banco, faço transferencias, fico com medo destas custom firmwares. Você não tem????

      2. Oi Marcelo, tudo bem? Legal seu relato de uso do iPad!! Muito bom ver as pessoas usando acima da média!! Quanto ao Custom Firmware, também não confio e não uso há muitos anos. Prefiro esperar a ROM oficial e ter com quem reclamar caso aconteça algum problema de segurança. Também uso demais meus aparelhos para arriscar com estas alternativas. Nada contra quem desenvolve ou quem usa, mas eu prefiro caminhar pela via oficial. Um abraço!

  36. Obrigado por me responder Rodrigo, eu quando postei sobrre atualizacao do GN ja avia atualizado o meu e com a versao premium oficial que foi disponibilizada na europa e pra nossa sorte ja vem com suporte ao portugues Brasil. Quando postei a minha expectativa era de que voce ja estivesse testando a versao premium e fizesse um review pois esta recheado de novidades e vc sempre esclaresse as duvidas e da suporte (principalmente em aparelhos que voce usa e gosta) rs e saiba que devido aos seus posts eu que na epoca estava na duvida acabei abrindo mao do iphone 4 e vindo pro mundo android

  37. Obrigado por me responder Rodrigo, eu quando postei sobrre atualizacao do GN ja avia atualizado o meu e com a versao premium oficial que foi disponibilizada na europa e pra nossa sorte ja vem com suporte ao portugues Brasil. Quando postei a minha expectativa era de que voce ja estivesse testando a versao premium e fizesse um review pois esta recheado de novidades e vc sempre esclaresse as duvidas e da suporte (principalmente em aparelhos que voce usa e gosta) rs e saiba que devido aos seus posts eu que na epoca estava na duvida acabei abrindo mao do iphone 4 e vindo pro mundo android

  38. Rodrigo,

    Eu entendo a sua visão perfeitamente, e como em qualquer blog, sempre colocamos os fatos de acordo as nossas visões e necessidades. No meu caso, eu tenho uma visão diferente. Acho que os Tablets vão substituir os PCS para 90% das pessoas normais.
    Minha casa: Eu trabalho na área de tecnologia(desenvolvimento mobile) e minha esposa é professora universitária. Os macbooks ficaram encostados em casa, quando o assunto é ler, navegar na internet, twitter, facebook ou seja consumir conteúdo. Meu sogro tem 64 anos e ficou muito feliz em trocar o notebook pelo iPad, na universidade vejo várias pessoas no mesmo caminho, trocando por algum tablet, mas o que tem em comum, sempre em consumir conteúdo.
    E como 90% das pessoas ( pesquisa minha – risos ), acho que ainda tem um caminho imenso para Tablets e celulares “gigantes”. Bem, é a minha opinião, mas como disse é baseada nas experiências que tenho e vejo no dia-dia.

    1. Legal Pierre! Sabe que em casa aconteceu a mesma coisa? A esposa e a filha encostaram o Macbook e usam somente celulares e tablets! O Note ficou somente para fazer o imposto de renda e operações bancárias! Um abraço!

  39. Boa tarde Rodrigo,

    Realmente concordo que a febre pelos tablets tenha passado, mas creio que além disso ela tenha amadurecido. Em um mundo dominado por Androids e iOS segui uma caminho totalmente diferente, comprei um tablet com Windows da fabricante CCE modelo Wintouch. Como necessito muito de ferramentas como Word, Excel e Powerpoint e até mesmo o Access, comprar este tablet foi muito bem vindo, claro que estou passando por um processo de readaptação de aplicativos e informações necessaria, pois o poder de processamento deste equipamento é limitado.

    Muitos me falaram, mas porque você não comprou um ultrabook ou um netbook, simplesmente pelo fato de além de ferramenta de trabalho, poder ter a experiencia de leitura. Poderia ter investido mais em um tablet mais potente, mas estou esperando o final do ano para ver e comprar finalmente um tablet com windows 8 que tenha maior poder de processamento.

    Como foi citado, ainda falta esses dois sistemas amadurecerem muito para poder se tornar uma ferramenta realmente competitiva contra o windows.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.