O problema dos smartphones de baixo custo

Há algum tempo muitos fabricantes de smartphones começaram a desenvolver aparelhos de baixo custo com sistemas operacionais mais pesados, mas a experiência dos usuários nem sempre é boa com as grandes limitações impostas pelo hardware mais simples e barato.

Com processadores, memórias e telas inferiores a experiência fica seriamente comprometida, sendo que além do problema da falta de atualização do sistema operacional, muitos aplicativos e games são incompatíveis com modelos mais simples, o que sempre causa decepção aos compradores que na maioria das vezes não tem a menor noção das limitações que serão encontradas pelo caminho.

Neste final de semana surgiram pela internet muitos comentários sobre as limitações do smartphone Nokia Lumia 610 com sua memória RAM de 256 MB e um processador single-core de 800MHZ, que não seria capaz de rodar muitos games famosos e aplicativos necessários como o Skype, tornando a experiência de uso um tanto limitada para seus novos consumidores.

Na minha opinião os fabricantes deveriam respeitar um hardware mínimo para que a maior parte dos aplicativos e games mais importantes e largamente utilizados sejam compatíveis com seus novos modelos, com o objetivo de manter uma experiência mais uniforme em todos os modelos de smartphones. Eu prefiro ver um número reduzido de aparelhos disponíveis no mercado rodando praticamente tudo do que contar com opções para todos os gostos e bolsos que não entregam uma experiência de uso satisfatória.

Ainda torço por uma drástica redução nos modelos de smartphones que deveriam manter uma qualidade mínima, mas acho que estamos muito distantes deste cenário, o que é uma pena. Por hora a dica é sempre buscar aparelhos intermediários ou top para tentar minimizar os problemas de compatibilidade com aplicativos e games ao máximo!

58 comentários em “O problema dos smartphones de baixo custo

  1. Pocha Rodrigo, eu gosto muito de qualidade (acho que a maioria gosta) por isso depois de muito tempo passei a admirar a Apple por isso, pois tem um aparelho só, fora a qualidade do SO que é muito boa também! Hoje, com um HTC Ultimate meu grau de satisfação está em 90%, pois, sempre queremos mais e mais….kkk Mas o fato da Microsoft estar fazendo isso, é porque ela precisa ter um Market Share bem maior do que ela tem tido com o WP7, mas, é muito ruim ver um SO muito bom “capado”. Esse é o preço que se paga por ela ter sido arrogante e ter desprezado o iPhone (iOS) no seu lançamento e querer continuar com windows mobile, agora, ela tem que correr atrás do prejuízo e, infelizmente jogando no mercado telefones que não dão conta do recado como o caso do Lumia 610. Vamos ver no que dá…

    Abs e boa semana a todos!

    1. Valeu Ygor! É um problema que encontramos com frequência em sistemas com um grande número de aparelhos nas mais variadas faixas de preços. Você consegue comprar aparelhos por um custo muito baixo, mas será que realmente vale a pena depois de descobrir que o aparelho não roda muitos aplicativos úteis e interessantes? Um grande abraço e boa semana para você também!

  2. Rodrigo, não seria ideal o inverso? Sistema operacionais menos inchados? 800Mhz em um celular não é mal, e acredito que sistemas operacionais com menos “penduricalhos” visuais seriam meis leves, e rodariam melhor…
    Um aplicativo como o Skype necessitar de um processador de mais de 800Mhz para rodar indica que tem algo muito errado aí, não?

    1. É um bom ponto de vista Sérgio, sempre me pergunto para que precisamos de celulares com núcleo duplo ou até com quatro núcleos. A corrida do hardware deveria parar um pouco, com a prioridade no desenvolvimento de bons aplicativos mais leves e funcionais. Um abraço!

      1. É Jhone, as pessoas sempre acabam evoluindo e se arrependendo de algumas escolhas. Um abraço!!

    2. A grande verdade é que o sistema operacional feito pra rodar em celulares com hardware mediano é vovô Symbian – ele roda macio no N8 com 680mhz e 256 de ram.

      Os fabricantes de Android que começaram essa corrida por fome de hardware (que muito me lembra a briga AMD vs Intel pelo maior clock) que no final das contas acaba esbarrando nas limitações do software.

      1. Sempre lembro desta briga e também acredito que os fabricantes de celulares estão nela agora! Um abraço!

  3. Eu sei bem o que é isso, pois tenho um iPhone 4 e resolvi entrar para o mundo android com um Smartphone intermediário que foi o Xperia Neo que tem 512 de ram e um processador de 1 GHZ, mais a medida que ia instalando apps ele ia ficando lento e sem espaço para armazenamento de apps na memoria. Então migrei para um Atrix e a coisa toda mudou, aí sim vi qual é a configuração minima para um Smartphone rodar bem Android.

    1. Para um Android rodar bem mesmo é necessário um hardware mínimo, e nem sempre os fabricantes pensam nisso, pois com o tempo e alguns aplicativos instalados os aparelhos acabam se transformando em carroças. Um abraço!

      1. Alessandro é sim, só que o Android é mais gulosão que o iOS, no quesito recursos do celular. Outra coisa que os celulares de baixo custo tem de problema, assim como o meu Neo, é o pouco espaço de memória room para gravar apps na memória do telefone, assim temos que transferir para o cartão de memória, e com isso, se perde um pouco de perfomasse tb..

      1. Rodrigo, seguramente o Symbian precisa de menos hardware do que o Android. Isto é fácil de entender, pois tirando o kernel (que na verdade é Linux), quase todo o resto, do Android, é interpretado (usando uma virtual machine, parecida com a Java VM).

    1. Qualquer smartphone android que custe o que um iPhone custa é escelente, com um ótima perfomasse. Até mesmo com valores inferiores tipo o Galaxy X2 que custa em torno de R$ 1.200,00 enquanto o iPhone 4 custa acima de R$ 1.600,00.

  4. Eu não vejo problema algum no lançamento de celulares de baixo custo. Eu por exemplo tenho um Milestone 2, quando comprei era um celular top, hoje qualquer celular mediano tem configuração próxima, ou seja, os equipamentos vão avançando.
    Agora se lançam um celular de baixo custo, quem compra esse celular tem que saber da capacidade do mesmo, é óbvio que muitos jogos não irão rodar, muitos apps não funcionarão, é o custo do que foi pago. O brasileiro tem que começar a pensar antes de comprar, e começar a olhar os produtos pelo valor e não pelo preço.
    Por exemplo, não adianta comprar um dvd player, e querer ter a qualidade de um bluray player 3d.
    Muitos podem achar por minhas palavras que sou elitista, mas não sou. O cara que ganha pouco tem o direito de ter um bom celular? Claro que tem, mas para o que ele usará esse celular? Para falar a vinte e poucos centavos a ligação, ou usar internet a R$ 0,50, jogar um joguinho ou outro, ouvir músicas. Precisa de um celular top de linha? Não, qualquer smartphone de entrada faz isso.
    Um smartphone mais robusto é na minha opinião uma ferramenta de trabalho, o valor do produto está nas vantagens que ele lhe oferece, no meu caso por exemplo, meu MS2 me permite fotografar meus processos e transformá-los em PDF (não preciso fazer carga e tirar xerox), ter minha agenda de contatos e compromissos sincronizadas na nuvem, ter minhas peças processuais a disposição a hora que precisar através do dropbox ou box ou ubuntu one ou gdrive (uso os 4 serviços), ver meus emails e poder respondê-los, ou seja, em conjunto com meu iPad 2, passou a ser uma extensão do escritório, ou seja, me trás as vantagens que espero pelo valor do celular, e não por seu preço.
    Quando as pessoas vão comprar um celular portanto, devem antes de tudo verificarem o que esperam do aparelho para lhes determinar o valor, e posteriormente verificar o preço. Afinal, não há necessidade de se ter um canhão para matar uma formiga.

    1. Oi Clayton, o problema é que nem sempre as pessoas são bem informadas, e com o tempo passam a gostar dos recursos e evoluir o uso, se deparando com as limitações do hardware e incompatibilidade dos softwares. Um abraço!

      1. Concordo.Porém,a pessoa achou que não precisaria de muita coisa e comprou um aparelho mais barato,porém se depois de um tempo ela deseja algo com mais recursos e uma experiência melhor, que compre outro aparelho para lhe satisfazer,não tem nada que ficar “metendo o pau” no aparelhinho antigo.

        E acho muita igênuidade achar que o aparelhinho de no máximo 600 reais terá exatamente os mesmos recursos de um de 2 mil.

      2. Respeito a sua opinião de que as pessoas gostam dos recursos e querem evoluir o uso, e que existem limitações de hardware e incompatibilidades de software, mas quem escolheu as caracteristicas de hardware e de software na hora da compra foi quem comprou. E o fato de novos produtos surgirem com novas tecnologias, não significa que o produto comprado não serve mais (ele continua servindo) só não se pode esperar que faça aquilo que não está entre as suas características.
        Quem joga PS3 ou Xbox 360 com uma tv de tubo não pode esperar ter a mesma qualidade de imagem de quem joga numa tv de plasma, lcd ou led com hdmi. Quem faz uso de dvd não pode querer ter qualidade de um bluray. Quem tem geladeira comum, não pode esperar a comodidade de uma frost-free.
        Será que todo mundo precisa do top de linha sempre? Do último software? Do S.O mais atualizado possível?
        Os hardwares evoluem, e os softwares também, e vejo isso com bons olhos. Pois, se não fosse isso, talvez não tivessemos o 3g (ou até o 4g), o wifi, o bluetooth em devices que cabem no bolso.
        Portanto, se você chegou em um estágio em que você “precisa” (e frise-se “precisa”) de mais recursos é porque você chegou em um estágio de sua carreira profissional e da vida, em que é necessário um equipamento melhor, logo muito provavelmente você teve um ganho monetário com isso. Pois caso contrário, você não atribuiu um valor ao equipamento, você simplesmente quer ter o último modelo de hardware e de software porque é o último modelo e não porque você precisa, e isso não é necessidade é “modismo”, e portanto, quem é adepto do modismo deve pagar o preço da moda, porque essa pessoa não dá valor ao dinheiro e não sabe a diferença entre valor e preço.

      3. Clayton, eu até gostaria de ter as mesmas ideias que você. Sinceramente, eu acredito que chegamos em um ponto onde o consumo está mais pelo modismo do que pela necessidade.

      4. Verdade Clayton, acho que as trocas deveriam ser pautadas mesmo pela real necessidade! Um abraço!

    1. Oi Alessandre! Acho que os dois aparelhos contam com vantagens e desvantagens, e hoje poderia utilizar qualquer um sem nenhum grande problema, a não ser a tela, já que acostumei com uma área bem maior de visualização. Um abraço!

  5. Tenho um N900 (600Mhz), não tenho problemas para fazer video conferencia no Skype e no Gtalk, emulo o WebOs para jogar e jogo sem problemas (só se o jogo requer tela capacitiva aí complica), trabalho com no minino 6 aplicações abertas.
    O N8 outro aparelho que vc faz muita coisa só tem 680MHz.
    Eu acho que com mais memoria e processador a gente fica com preguiça de optimizar as paradas 🙂

    1. É verdade Edmundo, quando temos limites maiores precisamos trabalhar um pouco mais para fazer tudo funcionar bem! Um abraço!

  6. Até então só via elogios aos lumias por ter hardwere nem tão potente e rodar o sistema bem,não era isso que queriam? Rodar bem o sistema operacional? Roda bem pq tem um SO leve, e os jogos? e outros apps que são mais pesados?
    Acontece que o povo enjoa disso, e digo isso com base em relatos de amigos e também descritos nos blogs.

  7. Tenho um Motorola Defy. Rodo tudo nele, e nao o acho um smartohone mediano nao. Até Agora TODOS os games lançados, até os Tegra 2 roda de boa. Aplicativos rodam todos suavemente, sem travadas, embora por nao ter um bom gerenciador de tarefas é preciso reiniciar pra ganho de autonomia, mas a Motorola acertou em cheio na fabricação do Defy. É robusto, resistente, perfeito! Rodando o Android 4.0 Ice Cream Sandwiche. Processamento de 300 MHz mínimo, a 1.200 MHz máximo. memória de 512 mega, porém tem recursos pra memória virtual, caso necessário.
    Então ainda o acho top de linha levando em conta que todos os jogos e apps lançados roda de boa. Penso em comprar o Rarz, porém a idéia de bateria lacrada e sem um botão físico pra resetar nao me convenceu. Uma hora ele trava, e aí?
    Então sou mais o Gs3. Me parece melhor, embora nao sei pra que 4 núcleos de processamentos. Isso vai usar algum dia?
    Por enquanto meu Defy me atende em tudo.

  8. Esse é o típico comentário de um certo blog, hehehehe
    Gosto muito dos produtos da apple, mas não acho que sejam assim tão sensacionais. Se fossem não existiria o jailbreak, certo?

  9. Já sofri isso com um Moto Spice XT300… lentium…. para o usuario comum sem problemas, mas para quem quer mais….

  10. Olhando por outra perspectiva Rodrigo, pode não ser o caso de todos, mas geralmente esses smartphones de baixo custo possuem design que pode ser facilmente confundido com seus pares mais sofisticados.
    Isto posto, as vezes o sujeito não tem grana ou simplesmente não quer investir pesadamente em um iPhone, por exemplo, e acaba comprando uma daquelas alternativas chinesas que só não sabe que é fake quem não olhar bem de perto.
    Eu, particularmente, consigo ficar uns 2 a 3 anos com um único aparelho. No início de 2009 comprei um Nokia E71, excelente por sinal, mas a tecnologia evoluiu e a Nokia não, quando decidi migrar pro Android. Caí na besteira de pegar um subsidiado pela Vivo, um Defy, que me arrependi, não por ser um telefone ruim, mas por “engasgar” muito. Cheguei até a formatar completamente o aparelho, deixando-o com os aplicativos default, mas o engasgo continua.
    Devido a isso, quebrei um pouco minha regra de 2-3 anos, e consegui, graças a um plano empresarial da Vivo, um SGSII (saiu por 200 reais com conta de 85 reais por mês — 500mb de internet e 200 minutos). O SGSII é muito bom, e certamente devo ficar com ele por pelo menos 2 anos.

  11. O engraçado é que o Android, antes criticado por ser pesado, tem se dado bem no cenário “low-end”. Só vejo clientes felizes com seus LGs, Samsungs e Sony Ericssons com telas menores que 3,5 polegadas e rodando Android 1.6 ou 2.1

    Hoje até o usuário mais leigo sabe o que é Android, Eles chegam nas lojas já perguntando qual sistema do celular.

    1. Tudo depende do uso de cada um! Com certeza tem muita gente satisfeita com aparelhos mais antigos usando tranquilamente! Um abraço!

      1. Não falo de aparelhos antigos Rodrigo, falo dos “very low-end”. rs.

        Existe uma faixa muito grande, principalmente no Brasil, de consumidores que simplesmente não dá mais de 600 reais em um celular.

      2. Com certeza, e esta faixa é a que mais sofre om os novos aplicativos e games cada dia mais pesados. Um abraço!

  12. Na boa mano, então seu Defy devia ser importado, por que o meu nunca engasgou ou teve qualquer problema. Acredito que talvez fosse a Rom fuleira que vinha nele. Eu rodo tudo no meu, jogos considerado pesados, apps; taco no bolso com um monte de chaves e moeda, e de boa, nem risca a tela. A única coisa que me chateia nele é a falta de um gerenciador de tarefas, pois de vez em quando preciso resetar pra fechar os apps que ficam aberto. O Android pecou só nesse quesito. Eu aprendi uma coisa, até o Galaxy s2 se o cara não souber customizar ele engasga e trava, sem exceção. São as custos Roms que lhe dá uma verdadeira autonomia, rapidez e alta performance! Agora se não souber explorar o potencia do aparelho, ele vai travar, engasgar, e nem irá rodar muitos games, como é o caso de muitos usuários do Galaxy s2 que os jogos travam e dá muitos lags, ao passo que está rodando liso num Defy. Customizaçao, nada mais.

  13. @dario, talvez pesado com todos os recursos ativados. Certamente esses aparelhos low end possuem uma versão mais enxuta do Android.

  14. Bom ponto de vista Fidel. Confesso que apesar de conhecimento técnico, não tenho muita paciência para ir buscar a custom rom ideal. O máximo que faço é o debranding com a rom oficial do fabricante. Fiz tanto no Defy como no SGS2. O galaxy está redondinho com todos os apps e games que uso, mas o defy não.
    Você poderia compartilhar conosco o nome dessa custom ROM para Defy tão boa que você usa?
    Talvez resolvesse o problema de engasgos no meu Defy.

  15. Hoje tenho um SGS2,mas também já tive um Defy (2.2)…e pouco antes de afogá-lo nas águas do mar de Fernando de Noronha,ele engasgava com o GPS mais bluetooth ligados…quer dizer,eu tinha que escolher entre o GPS me guiar ou falar com alguém pelo viva voz do carro.Este problema não tenho mais com o SGS2.

    Coisas de um hardware,digamos,algo limitado…ou talvez de um software (Android) “pesado”,mal ajustado ao hardware…ou de aplicativos baixados que rodam em segundo plano e engasgam o sistema…ou seria um mix de tudo isso??

  16. Com certeza meu brother. Vou passar o site logo abaixo, tenho certeza que você irá amar mais o seu Defy, percebendo que muitas vezes as travadas são apenas Roms mal customizadas. Eu excluo todos os apps que só pensam no sistema e eu nunca os uso, então pra que tá ali? Kkkkkk! Posso lhe garantir que rodo todos os games, embora os Tegra 2 você precisará usar ó chanfire 3D pro, mas roda bonito sem fazer vergonha perto dum Galaxy s2. Bem, deixamos de delonga e passemos pra o link:

    http://www.androidz.com.br/forum/forum/267-roms-oficiais-%26-custom/

    O único porém a que você terá que ler muito pra se inteirar sobre os procedimentos de cada Rom, mas isso servirá pra aumentar ainda o seu grau de conhecimento que já possui. Os caras explicam passo a passo, e tem os links das Roms. Eu tô usando uma Cm7.2, (CyanogenMod 7.2) Epsylon, muito boa pra Games e apps. Mas já instalei muitas. Testei um monte. Além disso estou rodando 2 Roms ao mesmo tempo. Cm7.2 oficial e 4.0 Ice Cream Sandwiche em dual boot. Qualquer dúvida tô por aqui, e lá no Androidz os caras tiram qualquer dúvida. Valeu mano

      1. Oi Rodrigo! Obrigado pelo espaço cara. Seu blog é show mano! Tenho um bom tempo que o sigo pelo Facebook agora bem melhor. Lhe devo muito cara. Através de suas informações e outros blog também, melhorei até minha comunicação em casa. Parabéns e sucesso mano.

      2. Eu que agradeço por acompanhar o meu trabalho no blog e por sempre participar com ótimos comentários!! Um grande abraço meu amigo!!!

    1. Valeu pelas dicas Doom Fidel.
      Vou seguir sua sugestão e instalar o Cm7.2 Epsylon. Depois digo aqui o resultado.
      Quanto a leitura sobre procedimentos, não tenho problema com isso, meu problema é com a diversidade de opções a escolher/testar até achar a que melhor funcione, mas como você já indicou a Epsylon, poupa grande parte do trabalho.
      No meu entender, instalar e customizar qualquer coisa em qualquer dispositivo é fácil. O mais difícil é descobrir, dentro de um universo gigante de opções, qual dessas coisas funciona com mais eficiência, pois isso leva tempo (e muito).

      Valeu aí mais uma vez. Em breve darei notícias.

      Ah, outra coisa, com essa Epsylon é possível fazer over para 1200 mhz no defy? Você já fez? Compromete muito a autonomia da bateria?

  17. Francisco, na verdade tem um pouco de cada, hardware + software, rsrsrs. Porém o Motorola Defy tem um processador muito bom pra aguentar o tranco. ele foi limitado pela motoenrola pra ficar em apenas 800 MHz, quando na verdade ele pode rodar sem perigo a 1.200 MHz. Estratégia de venda e safadeza da Motorola pra o Defy nao concorrer com o Milestone, segundo os rumores, mas o processador dele aguenta tranquilo 1.200 MHz. Além disso tem 512 de RAM. Então estudando sobre isso e lendo em blogues dos caras que manjam do assunto, notei que muitos usuários do Galaxy s2 estavam com problemas de travamentos nos games, e os usuários do Defy rodando os games lisos, nao que eu seja fã de game no celular, pois pra isso tenho PC e play station, mas sou curioso, e quis fazer uns testes. Ai beleza matei meu Defy umas vezes por nao ler direito, kkkkkkk! Mas tem tópicos pra isso, e ressuscitei ele. Instalei umas Roms, uns games da hora, como Dead Space, Shadow Gun, Shadow Guardian, Modern Combat 3, Batlefield 2, Modern Combat 2, Gta 3,Real Racing 2,Fast Five e outros aqui,e vi rodar LISO, passei a gostar mais dele. O único porém, como eu disse, a a falta de um gerenciador de tarefas. As vezes de tanto app que eu abro, preciso reiniciar pra rodar algum game liso. Mas de resto nao tenho do que reclamar.

  18. Concordo mano. Entre esse monte de opção fica muito confuso saber qual a melhor Rom pois temos usuários diferentes, e gosto pra tudo. Mas os caras lá são as dicas e alguns bugs que seguem as roms. Tem a Rom euroskank também que está perfeito, sem nenhum bug, porém eu ainda nao testei por que tô conte com essa, mas vou baixar ela e testar assim que possível. Sobre a Epsylon Cm7.2 que tô usando, ela já vem com Clock de 1.00 MHz, o que acho suficiente. Mas tem apps que aumenta a pra até 1.200 MHz. Eu sempre usava a essa velocidade e nunca tive problemas de super aquecimento. Porém quanto mais rápido o processador, mais energia ele consome. Os aplicativos de overclock e underclock ajudam a controlar a velocidade pra o processador só usar 1.200 quando você estiver usando tarefas realmente exigentes. Mesmo assim eu deixo só com 1.00 MHz mesmo por que o desempenho dos games esta bom, nao pede mais. Tem aplicativos que aumentam virtualmente a memória RAM também, mas só é aconselhável em Sdcard de 4 gigas pra cima, senão queima o Sdcard. Eu nunca notei grande diferença na RAM, mas deve funcionar.
    Depois posto aqui os nomes dos aplicativos de overclock que usava. E só pra salientar mais uma vez, é seguro sim, nunca tive problemas, porém use com 1.00 que é suficiente pra todos os games e apps atuais.
    Abraços

  19. É nisso que estou dando parabéns a Sony, todos os smartphones que vai lançar agora em 2012 são dual-core 1Ghz no mínimo.

  20. O Nokia Lumia 610 não virá para o Brasil. O WP mais barato no mercado brasileiro é o 710 que é excelente!!! Os androids “baratos” tbm não fazem o que os “caros” fazem.

  21. Aplicativo de underclock e overclock que utilizava no meu Defy. Muito bom esse app pra reduzir ou aumentar a velocidade do processador no Android.

  22. Amigo, tenho um Sony Xperia E dual. Sua memória RAM é de 512mb más quando acesso o gerenciador de aplicativos posso contabilizar um total de apenas 399mb. Isto é normal ou meu celular veio com defeito?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.