iPhone 5: A decepção que vende

Na última semana todos ficaram decepcionados com o lançamento do iPhone 5 que não ganhou nenhuma grande novidade realmente relevante além de um belo processador e uma tela um pouco maior, que eram esperados para colocar o novo modelo em condições de concorrer com os outros players do mercado.

Conversando com muitos amigos e editores que são usuários do iPhone eu notei que em 100% dos casos eles realmente estavam decepcionados com a falta de alguma inovação matadora que pudesse deixar os concorrentes para trás, mas mesmo assim estavam decididos a comprar o novo modelo por basicamente dois motivos mais fortes, sendo que o primeiro era para não perder dinheiro na venda do modelo anterior e segundo para aproveitar o grande número de aplicativos e games comprados.

De uma maneira geral o investimento em títulos da loja da Apple era o ponto mais forte e que definia a compra do novo modelo, mas o status de carregar a novidade nas mãos também era um motivo recorrente, mas citado por poucos usuários. Pelo visto os usuários estão procurando economizar com a compra dos aplicativos e games, mas sem dúvida alguma o status de possuir um aparelho da Apple certamente deve possuir um peso considerável na escolha do novo smartphone.

Enquanto isso mesmo perdendo dos concorrentes mais fortes em vários pontos o iPhone 5 é uma decepção que vende muito!

24 comentários em “iPhone 5: A decepção que vende

  1. Se o cara quer usar os aplciativos, ele pode simplesmente ficar com o iphone 4. Ninguém precisa comprar o 5…

    Quem trocar o iphone 4 pel o5, é só um motivo. Status

  2. O iPhone 5 ficou muito bonito, mesmo achando que eles poderiam ter aumentado LXC ou diminuído um pouco mais as bordas inferior e superior. Agora o iOS ficou muito engessado, não feio nada de diferencial para o iPhone 5.

  3. Concordo com você “Rafael” e o que o Rodrigo falou também na parte de não perderem dinheiro com a venda do modelo anterior.

  4. Eu acho que o grande trunfo da Apple é saber que tem um ecosistema que se vende. Eu vejo o Galaxy S3 com entusiasmo, e talvez cheio de recursos que nunca vou usar. Fora que usei o Android a tempos atrás e ainda continuo achando que falta para ele um capricho na parte final. Ele faz as mesmas coisas que o iOS, mas o iOS faz de forma mais organizada e caprichada. Mas essa é minha opinião pessoal, outras pessoas podem pensar diferente. Eu pretendo comprar um iPhone 5 ao invés de outro smartphone, porque vejo a Apple mais organizada e a proximidade de preço não faz compensar mudar de plataforma agora.

    Com relação às novidades, não se pode esperar muito de ninguém, porque onde pode haver inovação a essa altura? NFC? Ora, isso depende também das empresas estarem preparadas para tal. É como vender um camera para filmar alienígenas. Você anda vendo algum por ai?

  5. Não é somente por status. Eu tenho o iPhone 4 e penso em trocar para o iPhone 5 apesar de meio decepcionado com as atualizações feitas pela apple. E uma das principais razões é exatamente a quantidade de aplicativos comprados. Apesar da principal razão ser os aplicativos, tenho vontade de me atualizar não pelo status, mas pela vontade de ter algo mais novo, com mais fôlego. O iPhone 4 é um celular de 2 anos que já começa a engasgar em algumas tarefas e, infelizmente, o iPhone 5 é a melhor opção para mim.
    Não gosto de android. Já tive e não gosto. Acho bagunçado demais esse mundo. Me revolta as dificuldades de atualizações. Claro que isso é uma característica minha: não aguento ver um OS novo sair e ter que esperar 4 meses para ter, mesmo tendo o celular mais moderno (caso de quem tem o samsung galaxy SIII). Isso na melhor das hipóteses, porque no Brasil demora ainda mais. E se a solução é o Nexus, acabamos ficando com um celular igual ao iPhone, com um hardware bom, mas sem grandes novidades.
    Por outro lado o Lumia 920 parece uma grande opção. O grande problema é o Windows Phone, que apesar de um SO promissor, ainda peca na falta de aplicativos. E isso faz diferença. Quando os aplicativos começarem a ser lançados para esse SO, vou me sentir muito tentado em mudar. Talvez no Lumia 950.
    Sendo assim, diante de todas as opções, pensando em ter um novo celular, o iPhone 5 parece uma boa opção. E se pararmos para analisar friamente, o iPhone decepciona de acordo com nossas expectativas. Esperamos mais da Apple, muito mais. Mas isso não quer dizer o iPhone seja um telefone ruim. Longe disso.

  6. Eu concordo que há poucas inovações que valeriam a pena: quando lançaram o videocassete, o betamax era melhor, mas o VHS se espalhou. Ferrou quem comprou beta. Idem para blu-ray e hd-dvd, vitória do blu (que por sua também tende a desaparecer com os Netflix da vida). Como escolher o NFC sem ter um padrão? Recarregamento sem fio, mas que precisa estar sobre uma base ou a 5 centímetros da fonte? Quando for uns 10 metros e você puder andar e falar ao telefone com ele recarregando aí faz diferença, não um telefone que nem pode se mexer. A única coisa legal, mas que por enquanto não tem confiabilidade, é a projeção direta do smartphone. Falta o equilíbrio qualidade imagem vs luminosidade vs duração de bateria vs durabilidade do sistema. Comprei um pico projetor de 30 lumens e em 1,5 ano os micro-espelhos degeneraram. U$ 300 no lixo. Ah, mas o meu funciona… Quero ver alguém usando por 3-5 anos. Se é para durar 2 anos, que cobrassem U$ 40.
    Lá fora os caras estão pensando no acesso 4g do iPhone compartilhado com notebook, e quando vai compensar não usar internet a cabo/fibra. Isso não é exclusivo do iPhone, mas seria um motivo para deixar de comprá-lo. Logo, como o Antônio falou aí, por preço muito próximo, eu não trocaria por um android, principalmente pela palhaçada de pagar R$ 1800,00 e 4 meses depois o sistema ser trocado, sem possibilidade de atualização (android, Windows e symbian), ou atualização um grau acima um ano depois, quando já foi lançado 2 ou mais versões. Exemplo: o skype só roda a câmera frontal/traseira na versão 2.3 do android; na versão 2.2 pode dar pau (depende do fabricante). Versões abaixo, o skype nem recomenda o uso do vídeo. Alguém te explica isso na hora de comprar um smartphone? Mas é por isto que você tem comprar sempre a última versão, sempre tem um detalhe técnico para não rodar alguma coisa.

  7. Antonio,

    Acho que você encontrou a palavra correta: capricho. Tenho testado muitos aparelhos para decidir qual será o meu próximo smartphone. Passei bastante tempo nos últimos dias analisando o S3 e, apesar de achar um belo aparelho, tenho quase 100% de certeza que me arrependeria ao comprar.

    É como você disse, os tops são equivalentes em termos de possibilidades, embora algumas pessoas queiram desqualificar o iPhone como top em termos de recursos, hardware e etc…

    Apesar de achar o android com cara de algo interessante, fica aquela sensação de algo inacabado ou de algo que necessita de um acabamento um pouco mais refinado, mesmo nas últimas versões.

    Essa questão de status, no meu entendimento, é uma grande balela, bobagem… Pode até ter um ou outro que acredite que ao comprar um iPhone ou sei lá o que, conquiste status. Isso é questão de vazio…rs

    Antes de trocar o iPhone 4 por um 4S, também não via muita necessidade, mas bastou utilizar o 4S por um dia e não conseguir voltar atrás, pois a diferença era nítida, sim!

    E outra, a troca só foi possível, pq o iPhone 4 foi vendido em menos de um dia após o anúncio por 1400 reais.

    Agora, alguém que tenha um 4S precisa mesmo de um 5? Certamente, não, assim como uma pessoa que tenha um S2 não precisa de um S3. Agora reduzir a decisão de troca ao motivo tão chulo como “status” até mesmo achar que 2 milhões de aparelhos foram vendidos somente por ‘status”, entendo, no mínimo como apelação.

  8. caracas, não é possivel que apenas eu tenha achado esse iphone 5 meio feioso… Parece um linguição, todo esticado! Poderiam pelo menos ter diminuído esses dois dedos de borda! Aí sim ficaria lindo o design. Mas mesmo assim, passo! Prefiro telas maiores, e também uso muito o colordict do Android com diversos dicionários integrados (Michaelis, Aurélio, Oxford, etc..) e o melhor de tudo é a integração do dicionário com o ezpdf. Infelizmente nunca achei nada parecido para meu ipad. Realmente aplicativos nos seguram a uma determinada plataforma! Eu até fiquei tentado a comprar o lumia 920,mas quando penso em ficar se o ezpdf + colordict… Desisto na hora!

  9. É ruim eu voltar pro iPhone heim! Uso mac, uso icloud e ipod, mas iPhone vendi meu iPhone 4 32Gb e não penso em voltar, mas é ótimo que continue a concorrência, assim não param e que sai ganhando somos nós. 😉

  10. Marcio,

    Eu tb achei o 920 sensacional! O único problema é que já gastei muito na appstore. Além disso, o 920 deve demorar mais que o iPhone pra chegar por aqui e eu não posso esperar muito, pois não aguento mais o 3GS corporativo.

  11. Concordo com sua opinião, Frederico. Uso diariamente Android e iOS e sinto falta no Galaxy, mesmo com suas características excelentes, do refinamento que vc fala. O ecossistema da Apple é muito mais redondo e integrado. No da Google é tudo mais disperso. A evolução do Android foi imensa e o trunfo de rodar em equipamentos low cost foi uma ótima estratégia para angariar usuários e aumentar a importância do SO para os desenvolvedores. Chateia é poder instalar o Chrome ou Firefox no Galaxy S2 não o poder fazer no Galaxy Ace.
    Dito isso, creio que só tivemos um aparelho realmente novo ultimamente, e incrivelmente foi um aparelho da “falecida” Nokia, o Lumia 920. Com seu novíssimo Win 8, carregamento wireless e a melhor câmera de smartphone do mercado, esse é um aparelho que tranquilamente substituiria o iPhone ou o Galaxy como aparelho principal. O problema é a falta de opções no Market Place, mas o Android está provando que o volume traz mais desenvolvedores.
    Costumo comparar a indústria de tecnologia à indústria automobilística, e assim entendemos um pouco essa falta de evolução dos smartphones. Que grande novidade a Audi, a Mercedes ou a BMW lançaram nos últimos 10 anos? Basicamente há pouco onde se inovar no estado atual da tecnologia. Grandes mudanças implicariam em muitos custos que mercados em crise como o europeu ou americano poderiam não suportar. Ninguém ficou decepcionado porque o último Audi A3 é sensivelmente uma evolução do modelo de 10 anos atrás. Não dá para criar algo como a injeção eletrônica, o ABS ou controle de tração todos os anos. Claro que virão revoluções, mas é preciso que hajam pré-requisitos propícios para isso: economia favorável, barateamento da tecnologia ou mesmo necessidade estratégica de “sacudir” o mercado, entrando em áreas não exploradas, como a própria Apple fez, com iPad.

  12. Vou comprar o iPhone 5 se ele realmenter for quase 2 X mais rápido do que o 4S. Foi este o mesmo argumento que utilizei para trocar o SGS2 pelo o SGS3, e não me arrependo.

  13. Eu acho que as expectativas em cima do iphone 5 foram grandes demais. Esse é o problema. Ele ainda deve ser um excelente aparelho. Para quem reclama que a apple não joga o jogo dos specs é só olhar a história da empresa desde sempre. A apple busca integração, qualidade e design coerente. Não importa ter mil funções e não obedecer esses critérios. O primeiro iphone tinha 3 funções principais e revolucionou a indústria. Por exemplo, aumentar a tela. Não basta só aumentar a tela e fazer o aparelho maior, mais largo, mais pesado e mais difícil de ser manuseado. A apple conseguiu aumentar a tela e ao mesmo tempo fazer um celular ‘menor’ (por ser mais fino o volume do 5 é menor que o do 4S), além de manter a mesma largura e ser bem mais leve. Sem contar que é feito alumínio e não plástico. Essas são escolhas de design inteligentes e quem não percebe ou valoriza realmente não tem razão em comprar um iphone. Outro exemplo seria o 4G, existem vários aparelhos com 4G mas qual deles tem bateria decente ou um tamanho razoável? E o iphone ainda possue o maior e melhor ecossistema de software, midia, acessórios, suporte, foruns e etc de qualquer celular. O iphone 5 só vai aumentar isso. Eu vejo a galera reclamando do iphone por causa de NFC mas quem de fato já usa isso? Ainda mais no brasil? O iOS 6 tem o passbook que nem precisa de NFC e nem deve rolar no brasil por enquanto. O iphone 5 é um excelente aparelho e vai ser o celular mais vendido do mundo.

  14. Oi Rodrigo
    Leio seu blog desde o N95 e gosto muito das suas opiniões, sempre precisas. Mas neste post vou ter que discordar de você.
    Na era da informação, o hardware é menos importante que o software, a informação é mais importante. No quesito serviço, o ecossistema da Apple bate de longe o de qualquer concorrência, e é isso o mais importante, é isso que vende.
    Comprei o meu iPhone 3GS e estou contente com ele até hoje. Em 2010 fiquei na dúvida se devia migrar para o iPhone 4 ou para o Samsung Galaxy S da primeira versão. A melhor escolha que fiz foi permanecer com meu celular.
    Quem tem um Samsung Galaxy S 1 hoje não pode ter os mesmos aplicativos que no S 3; já no meu velho 3GS de guerra tenho quase os mesmos aplicativos que rodam no 4S, a diferença é mínima.
    Agora vou ter mesmo que trocar de celular e tenho apenas 3 opções: iPhone 5, S 3 ou Lumia 920. A opção mais segura é o iphone 5, pois vou poder rodar os mesmos aplicativos até 2015 e se eu decidir trocar de celular antes disso o valor de revenda é muito maior.

    Enquanto a concorrência não tiver um ecossistema do mesmo nível, a Apple não vai precisar inovar em hardware, bastará acompanhar a concorrência para estar sempre à frente.

  15. Olá
    Concordo com o Mauro. É como o desenvolvimento dos carros, as empresas procuram colocar no interior dos veículos a tecnologia mais avançada e que seja vendável ! E não aumentar o tamanho do veículo para caber os novos avanços. O segredo do IPHONE 5 é justamente continuar pequeno externamente mas grande por dentro, e continuar a ser um “celular” !! Cabe no bolso e vc manuseia com o polegar. Na semana que vem estarei em Brisbane/Australia, e verei pessoalmente o “dito cujo” e depois direi o que achei, após constatar pessoalmente.

  16. Acho apenas que você forçou ao dizer que a troca seria por questão de status. Achei preconceituosa essa idéia, mesmo porque quem procura status gosta de exclusividade e não seria comprando o celular mais vendido do mundo que eu teria isso.

  17. O iPhone 5 pode não ter inovado como esperado esse ano, mas a relação de hardware e software desse smartphone ainda é líder no mercado. E, falando de status, lembrem que a concorrência oferece aparelhos igualmente caros e até mais extravagantes que o da Apple.

  18. “…E, falando de status, lembrem que a concorrência oferece aparelhos igualmente caros e até mais extravagantes que o da Apple.”

    Porém feitos de PLÁSTICO barato! huahuahuaha

  19. Gosto é gosto, embora muita gente siga o que os outros falam. Nunca curti o iPhone por não gostar da prisão do iTunes e de ter de pagar por tudo, até mesmo para trocar o toque do celular. Além disso acho a interface do iOS totalmente ultrapassada, é a mesma há cinco anos e nem possui widgets (para ver a temperatura tem que entrar no aplicativo). Não entendo como alguém pode achar que isso é moderno ou atual. Uso Android há tempos e vi sua evolução. Quando comparo meu Galaxy Note com ICS com o iPhone do meu irmão sinto que o Android já suplantou o iOS em todos os sentidos. Mas isso realmente não importa, talvez o mais esperto de nós seja aquele que não gasta mais de mil reais num celular e não liga para o “status” que o aparelho possa proporcionar.
    No momento, estou curioso com o Nokia 920 e seu Windows 8. Ainda prefiro o Nokia Maps ao Google Maps (offline FTW) e talvez eu teste o sistema da MS quando for lançado.

  20. @Rainor,
    Não creio que essa questão monetária seja bem assim. Tenho dezenas de toques no iPhone e não paguei por nenhum. Criei todos no Audiko. Todos os bons aplicativos que são pagos no iOS também o são no Android, principalmente jogos como o NOVA 3, Shadowgun, Real Racing ou Batman Dark Knight Rises.
    Se olharmos em termos de evolução concordo contigo, o Android em muitos aspectos está melhor que o iOS, nomeadamente nos widgets. Mas o que me prende ao iPhone é a sua dupla imbatível com o iPad, esse sim um gadget sem concorrentes até o momento. Se houvesse um tablet Android tão bom quanto o iPad provavelmente minha próxima aquisição seria um Android de topo (de preferência um Nexus). Até lá vou ficando com meu “velhinho” iPhone 4.

  21. 1 – Não existe prisão com o iTunes. Aliás nem é preciso de computador para usar o iOS;

    2 – Não existe isso de ter que pagar por tudo. Só se paga por conteúdo de qualidade, coisa que usuários de Android não gostam de fazer. E Existe muita coisa boa e gratuita;

    3 – Você só paga por um toque se quiser. Meus toques são todos personalizados e nunca paguei por eles;

    4 – O que você chama de interface ultrapassada eu chamo de interface, extremamente prática, intuitiva e funcional;

    5 – Não vejo grande necessidade em widgets espalhados pela tela. Para ver a temperatura basta puxar a central de notificações e o widget de tempo estará lá. Aliás, lá também mostra os últimos e-mails, ligações, mensagens e notificações de redes sociais;

    6 – Essa história de status é a maior das babaquices que eu já ouvi sobre os usuários de iPhone. Eu uso porque eu acho, DE LONGE, e para o meu uso, o melhor smartphone de todos, por uma infinidade de motivos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.