Terraria: Novo game disponível para o Android

Game para Android Terraria.
Game para Android Terraria.

Se você gosta de games com uma aparência Indie e muitos pixels e aquela pegada mais retrô, vale a pena conhecer jogo Terraria da desenvolvedora 505 Games que acabou de chegar aos celulares e tablets com o sistema operacional Android em uma versão trial que pode ter todas as funcionalidades e fases desbloqueadas pelo preço de U$$ 5 dólares.

Segunda a descrição publicada pela desenvolvedora na Google Play, “Em Terraria, todo mundo é único – a partir de ilhas flutuantes no céu para o nível mais profundo do submundo. Aventure-se até os confins da terra, e derrote os chefes [vilões] ao longo do caminho. O mundo é a sua tela!”.

Somente pela descrição e imagens publicadas na

Para fazer o download basta clicar no link Terraria para Android!

Via  Googlediscovery.

Anúncios

Aceite cartões de crédito no celular!

0PagSeguroUOL

É muito interessante ver como o mercado de pagamentos por meio de celulares está evoluindo no Brasil, sendo que um bom exemplo disso é a solução do PagSeguro UOL, que permite que seus usuários recebam pagamentos efetuados com cartões de crédito em qualquer hora ou lugar de forma simples e rápida. A solução é compatível com celulares com o sistema operacional Android (ver lista completa no site) e no iOS do iPhone e iPad.

Hoje foi publicado um vídeo com uma demonstração do funcionamento da solução que vale a pena conferir, lembrando que para conhecer todos os detalhes do produto basta visitar o site abaixo. Acredito que este produto seja uma boa opção para autônomos, vendedores e profissionais liberais como Dentistas, Médicos e Advogados.

www.pagseguro.com.br/vendapelocelular

Acessório ORA leva a qualidade de som você gostaria de ter no seu iPad

Eu gosto muito do iPad e uso com frequência aplicativos de música e games, mas sempre achei o áudio do tablet da Apple muito fraco, tanto em volume quanto em qualidade, e para ajudar a resolver este problema sem adicionar mais um acessório na mochila eu encontrei mais um projeto realmente interessante no Kickstarter!!

O acessório chamado ORA é uma idéia genial que funciona como um case e um alto falante que irá proporcionar uma experiência de som muito melhor com nada menos do que oito falantes e a promessa de entregar cinco vezes o volume original, mantendo todos os botões de ajuste de som normais, bem como a entrada de 3,5 mm para fones de ouvido. Com um preço entre US $ 99 e US $ 149, acredito que o acessório pode ser uma bela opção para quem gosta de games, música ou assistir filmes e séries no iPad!

Para conhecer mais detalhes do projeto visite a sua página no Kickstarter!

Via Red Ferret.

Vídeo: Review do Surface, o tablet da Microsoft

Nos últimos dias eu pude acompanhar na mesa ao lado da minha uma experiência autentica com o tablet Surface da Microsoft, com editor do blog amigo Faixa Mobi colocando o equipamento para trabalhar de verdade no dia a dia! Nada de testes com prazos limitados impostos pelos fabricantes, aqui a ideia é levar o tablet para uma experiência real de uso no trabalho, o que sem dúvida alguma é muito legal e útil.

No vídeo abaixo é possível conhecer alguns detalhes interessantes do tablet e tirar muitas dúvidas comuns da maior parte das pessoas. Vale a pena conferir!

Microsoft Office para Android e iOS chega em 2013

O The Verge publicou um post sobre a Microsoft, onde era informado que a empresa planeja disponibilizar um aplicativo gratuito do Office para Android e iOS em 2013, sendo que seguindo a linha do SkyDrive e OneNote, ele exigirá que os usuários tenham uma conta na Microsoft.

O Office Mobile irá oferecer visualização e edição básica de documentos, planilhas e apresentações, e para os usuários mais avançados que procuram por uma solução de edição um pouco melhor deverão ser liberados mais recursos para os consumidores que contratarem um plano do Office 365, o que não chega perto do Office “de verdade” mas para alguns usuários pode ser o suficiente.

É claro que a Microsoft não poderia lançar uma versão completa para outras plataformas e matar seu tablet Surface, mas será que realmente precisamos de mais um Office incompleto no mercado?

Via: Googlediscovery.com.

Notebook ou tablet? Qual é o equipamento certo para o trabalho móvel?

Nesta semana eu encontrei um post muito bom sobre uma dúvida de muitos usuários, Notebook ou tablet? Qual é o equipamento certo para o trabalho móvel? Gostei tanto do texto que resolvi traduzir e complementar com alguns pontos mais específicos do meu trabalho para levar este tema aqui para o blog.

A resposta sobre a questão levantada não é muito simples e depende sempre do trabalho executado, mas em linhas gerais é possível sugerir um tablet para o seguinte perfil de usuário:

  • leitura de emails com respostas mais curtas
  • leitura de feeds RSS ou ebooks
  • assistir a filmes fora de casa
  • Navegação na Internet por longos períodos
  • Uso de redes sociais com mais conforto do que nas pequenas telas dos celulares
  • quando não for necessário nenhum aplicativo em versão completa
  • para quem pode trabalhar com apenas uma tarefa / aplicativo por vez
  • para mostrar o seu trabalho em reuniões com clientes
  • para quem não vê problemas em digitar na tela do aparelho ou com um teclado Bluetooth
  • se você gosta de games ou precisa distrair as crianças
Agora se o trabalho for um pouco mais pesado, o mais recomendável seria um Notebook ou Ultrabook, que pode ser a melhor opção para quem precisa:

    • escrever textos mais longos
    • precisa realizar trabalhos que necessitam de uma versão mais completa do Outlook, Word, Excel ou Power Point
    • precisa utilizar outros aplicativos completos
    • precisa abrir várias aplicações ao mesmo tempo
    • quer fazer todos os trabalhos que são realizados em casa no computador principal
    • quando é necessário conectar acessórios para executar o trabalho

Em algumas situações ainda podemos pensar em levar na mochila os dois aparelhos, o que pode ser comum quando precisamos participar de longos eventos sem tomadas de energia por perto, onde pode ser necessário um computador completo para ajudar em uma eventual emergência ou para a instalação de algum aplicativo ou a recuperação de um celular ou tablet.

De qualquer forma acredito que para a grande massa de usuários um tablet pode resolver grande parte dos problemas fora de casa com uma certa folga, mas caso a necessidade de utilização do pacote Office seja realmente grande eu acredito que o Microsoft Surface pode ser a melhor opção, pois até agora eu não encontrei um tablet melhor do que ele para o trabalho mais pesado.

Tablets em eventos e cursos

Na semana passada eu participei de um evento que durou o dia todo, mas como eu sabia que iria precisar de um computador para instalar alguns aplicativos em alguns celulares acabei optando por levar o Macbook Pro de 15 e o iPad, além de uma bateria extra para garantir a energia do celular por todo o dia de trabalho. No dia anterior deixei o iPad carregando mas na correria da saída acabei deixando o tablet em casa, saindo somente com o Note e os celulares.

Como eu já esperava, as tomadas de energia no evento era um luxo para poucos e estavam sempre todas ocupadas, o que acabou atrapalhando bastante o meu trabalho, pois o uso do computador precisou ser um pouco racionado para não correr o risco de ficar sem energia durante o dia. Em algumas ocasiões o iPad é a melhor quando pensamos em consumo de energia e portabilidade, mas como nem sempre consegue dar conta do recado para alguns trabalhos um pouco mais específicos, ainda precisamos levar um Notebook, deixando o tablet como um peso a mais na mochila.

Como preciso de um computador mais poderoso para o trabalho diário optei pelo Macbook Pro de 15 com 16GB de RAM e processador 2.2 GHz Intel Core i7, mas se não fosse esta necessidade específica eu certamente teria escolhido um Macbook Air de 11 para utilizar em conjunto com o iPad para poder executar várias tarefas mais pesadas que o tablet não consegue por falta de aplicativos e ao mesmo tempo poder contar com uma bela bateria e ótima portabilidade, contando com o melhor dos dois mundos.

Como o Air de 11 ainda sofre com edições de vídeo e com os aplicativos de áudio mais pesados que uso no Macbook Pro de 15, por hora vou precisar carregar um pouco mais de peso na mochila para conseguir aliar o poder de processamento de um bom computador com a portabilidade do tablet, que ainda é a melhor opção para levar em eventos, cursos e reuniões.

 

 

Fim do iPad 3 faz usuários correrem para vender aparelho

Após o anúncio do lançamento de um “novo” iPad, segundo a CNET, o site norte-americano NextWorth registrou um aumento de 1.015% nas ofertas de vendas e trocas envolvendo o tablet da Apple em seu modelo da terceira geração. A corrida para vender modelos antigos do iPad disparou após o anúncio do iPad mini e da precoce saída do mercado do iPad 3, substituído por um modelo com processador A6X cerca de duas vezes mais veloz e com o conector Lightning.

O iPad 3 respondeu por 66% dos anúncios na página contra apenas 28% do modelo anterior, lançado em 2011. Mesmo com a decepção de um ciclo de vida tão curto eu não penso em vender o meu tão cedo, que provavelmente ainda seguirá o rumo natural dos gadgets aqui em casa, passando por outras pessoas da família antes de pensar em um momento de venda, que na maior parte do tempo não acontece.

Via IDG.

Vídeo: Microsoft Surface RT

Com o lançamento dos novos iPads e a chegada do tablet da Microsoft Surface Windows RT a partir do dia 26 de outubro fora do Brasil em três versões, sendo uma básica com 32GB sem o teclado / case Touch Cover por US $ 499, uma com 32GB e o teclado / case Touch Cover 599 dólares e a versão top de 64GB com o teclado / case Touch Cover pelo preço de $ 699, vale a pena conferir alguns vídeos e reviews para saber qual é a melhor opção disponível no mercado.

Hoje eu encontrei um interessante vídeo do Joshua Topolsky de The Verge com uma avaliação do tablet Microsoft Surface Windows RT que vale a pena conferir! Na minha opinião ainda vale mais a pena esperar pela versão com o Windows 8, mas de qualquer forma é muito legal ver um produto tão bem construído chegar nas mãos dos consumidores como uma nova opção para aqueles que preferem produtos da Microsoft.

Apple apresenta a quarta geração do iPad e iPad Mini

Hoje a empresa Apple apresentou a quarta geração do iPad com um novo chip A6X, o dobro de performance de CPU e gráficos, uma câmera melhorada, LTE expandido, bateria com fôlego para 10 horas de uso, novo conector Lightning.

Um upgrade muito bom que manteve as outras características do modelo anterior, incluindo o preço, o que não é exatamente uma boa notícia para quem comprou há pouco tempo o iPad 3.

Mas quem roubou a cena foi o iPad Mini, com um tamanho 53% mais leve do que seu irmão mais velho, 308 gramas de peso, tela de 7,9″ polegadas, mesma resolução de tela do iPad 2 (768×1024), chip A5, versões com LTE, FaceTime HD, iSight de 5 MP, bateria para 10 horas de uso, mini Smart Covers e um preço inicial para o modelo mais simples com 16GB de US$329. Vale lembrar que a versão mais cara do iPad Mini com 64GB e LTE pode custar até US$659, o que é um preço bastante elevado para este tipo de produto.

É muito legal ver um tablet mais compacto que pode ser segurado com apenas uma das mãos, mas será que vale a pena comprar um aparelho como estes, quando podemos contar com uma tela maior no modelo tradicional? Se imaginarmos que qualquer um destes modelos precisa de uma pequena mochila para ser transportado, a diferença de tamanho só pode fazer sentido para uma primeira compra de um usuário que quer gastar um pouco menos com a compra do novo iPad.

Vamos esperar para ver qual mercado o iPad Mini deve alcançar e se ele terá o mesmo êxito de vendas que seus irmãos maiores e mais velhos!