Categoria: Mobile

WhatsApp Status vai começar a mostrar anúncios

Mais uma do WhatsApp em uma semana movimentada na plataforma, que agora busca mais formas de monetizar sua gigantesca base de usuários espalhados por todo o mundo. Desta vez, com o objetivo de tornar a plataforma mais lucrativa, a empresa vai começar a utilizar uma espécie de área de anúncios dentro do Status, que funciona como um Stories dentro do app, com uma implementação semelhante a existente no Instagram.

Com 450 milhões de usuários diários, 50 milhões além do que o Instagram tem neste mesmo recurso, as propagandas serão exibidas depois do fim de uma publicação e antes da próxima, seguindo o mesmo formato da publicidade do Instagram.  Vale lembrar que o WhatsApp também utilizará a plataforma Business para permitir que empresas entrem em contato com possíveis clientes, com um valor que varia entre US$ 0,005 e US$ 0,09 por mensagem enviada para cada usuário.

Vamos acompanhar os próximos resultados da empresa para ter uma ideia dos resultados destas ações.

Via Tecnoblog.

Os hearables estão chegando!

Hoje a Fast Company publicou um interessante artigo sobre os “hearables”, os wearables para os ouvidos, onde aponta que eles são a nova aposta da indústria da tecnologia. O uso desta tecnologia poderia caminhar desde o bloqueio de ruídos externos até outras possibilidades como indicar para que lado sua cabeça está apontada em uma loja, monitorar a frequência cardíaca e analisar o nível de estresse, ou ainda capacidade de amplificar a voz de uma pessoa específica na sala e até conversar com pessoas falando em outro idioma.

Os desafios ainda são grandes, pois os desenvolvedores ainda precisam lidar com alguns desafios como a capacidade do dispositivo se encaixar perfeitamente no canal auditivo único de cada pessoa de forma confortável por longos períodos de uso, uma bateria capaz de suportar ao menos um dia de uso e ainda a barreira de adaptação do próprio usuário, pois de acordo com um estudo recente, apenas 6% dos americanos disseram que se sentem à vontade para conversar com um assistente de voz em público, o que representa sem dúvida alguma uma considerável barreira para este tipo de solução.

Empresas como a Amazon, Apple e o Google têm projetos de alta prioridade em produtos que combinam a utilidade do aparelho auditivo com o valor de entretenimento de um par de fones de ouvido high-end e potencialmente muito mais, pois estas empresas anunciaram planos para entrar na área da saúde e poderiam facilmente adicionar sensores de monitoramento de saúde e de condicionamento físico.

Os últimos fones de ouvido bluetooth da Samsung já contavam com o modo Auto Tracking, que detecta quando o usuário está caminhando ou correndo, registra o tempo, distância e calorias queimadas, entre outras funções. Será que veremos fones de ouvido ainda mais inteligentes em breve? Espero que sim!!