Inflação faz serviços de música perderem assinantes

Com a crise eu acredito que todos os serviços de assinaturas estão perdendo assinantes, mas na última semana eu encontrei um post sobre uma nova pesquisa divulgada pela Kantar Research que demonstrou uma queda considerável no número de assinaturas ativas de serviços de streaming de músicas, sendo que segundo as informações levantadas, só no Reino Unido, mais de 1 milhão de usuários cancelaram suas inscrições no último trimestre.

Com a inflação subindo para 9% no Reino Unido e novos aumentos esperados para o custo de vida, o crescimento das taxas de cancelamento de assinaturas é a prova de que as famílias britânicas estão começando a priorizar o gasto da sua renda disponível.

De acordo com a Kantar, essa queda é ainda mais perceptível entre usuários mais jovens, abaixo dos 35 anos de idade, pois de uma amostra total de mais de 1 milhão de assinaturas canceladas, cerca de 600 mil fazem parte do público desta faixa etária, com questões econômicas sendo apontadas como principal motivo do cancelamento.

Aqui em casa depois do último aumento dos preços do Spotify, decidi migrar para o Apple Music, que mesmo não entregando um serviço tão legal quanto o da empresa anterior, no final das contas tem um pacote mais completo e interessante com espaço para armazenamento, filmes e séries, Fitness e um ótimo acervo musical. E você, ainda continua com a assinatura de um serviço de música ou fez o cancelamento por conta da crise?

Via MacMagazine.

Um comentário em “Inflação faz serviços de música perderem assinantes

  1. só tenho do google e como tirar propaganda do YouTube nem pensar em deixar ele, ao menos por hora; mas remanejei alguns apoios que faço para podcasts individuais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.