As principais novidades do iPadOS 16 da Apple

Hoje durante a WWDC a Apple apresentou ao mercado algumas novidades interessantes para o iPadOS, sistema operacional que está disponível para o iPad e que estava merecendo novidades mais significativas há muito tempo. Para começar, agora teremos um recurso de colaboração que permitirá que os usuários trabalhem juntos em tempo real com alguns aplicativos, de modo que seja possível enviar um documento do aplicativo Pages da Apple para um grupo por meio de um “link de colaboração”, permitindo que vários usuários editem o mesmo arquivo, em vez de todos terem que lidar com sua própria cópia. Um novo aplicativo chamado FreeForm também fornece uma tela compartilhada para reuniões colaborativas, anotações, esboços e comunicação usando FaceTime ou o aplicativo de Mensagens da Apple.

O aplicativo Weather da Apple finalmente chegará ao iPadOS dos iPads como parte da atualização, entretanto, a calculadora ainda não deu nenhum sinal de vida nesta atualização, o que é uma pena.

Mas a novidade mais interessante e que tem o potencial de levar os usuários mais avançados A nova adição mais significativa para usuários avançados a cogitar a troca do notebook pelo tablet da Apple é o Center Stage, um recurso que a Apple anunciou inicialmente como um dos novos recursos do macOS Ventura e que funciona como uma espécie de meio termo entre a verdadeira multitarefa em janelas e o modo de tela cheia do macOS e iPadOS, o Stage Manager permite que você se concentre em um pequeno grupo de aplicativos de uma só vez, sendo que uma coluna no lado esquerdo da tela ajuda a alternar entre os aplicativos durante o trabalho.

Tanto no iPad quanto no macOS o Stage Manager oferece suporte a janelas sobrepostas e redimensionáveis ​​livremente. A Apple também está usando o aplicativo Stage Manager para trazer suporte total a telas externas para o iPad pela primeira vez, em vez do recurso de espelhamento de tela que os iPads usaram até agora, entretanto é possível usar até quatro aplicativos por tela com o Stage Manager, com quatro na tela do iPad e mais quatro na tela externa, quando o iPad estiver conectado a uma, é claro.

Como nada pode ser tão perfeito assim com uma novidade que ao que tudo indica precisa de muita máquina para rodar, o Stage Manager e o suporte a monitores externos têm altos requisitos de hardware e precisam de um iPad Pro ou iPad Air com um chip M1, o que significa que apenas a última geração de iPads de última geração poderá aproveitar o recurso.

A atualização do iPadOS 16 será lançada no segundo semestre deste ano e apesar de muito bem-vinda, infelizmente não vai rodar completa no meu iPad Pro de 2020 sem o chip M1, o que é realmente uma pena. De qualquer forma estas novidades são muito boas e com certeza vão deixar o iPad ainda melhor e mais próximo de um MacBook Air e desta vez não somente no preço final. Agora como vou precisar atualizar o meu MacBook Air primeiro, vou ficar mais um tempo com o meu bom e velho iPad Air pelo menos por mais um ano de uso! 😉

Via Arstechnica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.